quarta-feira, 2 de maio de 2012

Conhecendo os Danitas

Depois da chegada dos santos ao Missouri, Joseph Smith organizou um grupo chamado Danitas. Eles eram uma espécie de polícia secreta e lutavam contra os inimigos da Igreja e os apóstatas dissidentes.

Cada Danita fazia um pacto de sangue com a Primeira Presidência, garantindo sua fidelidade total a Smith e aos Apóstolos. Eles assumiam o compromisso de obedecer a eles, mesmo quando errados, até mesmo para assassinar pessoas.

A cada Danita era ensinado os sinais secretos, os apertos de mão secretos e os códigos secretos para identificação dos membros do grupo.

Aos Danitas Joseph Smith disse:

“Vocês foram os escolhidos para serem nossos capitães para o governo deste último reino de Jesus Cristo.” (Hill, Quest for Refuge, pag. 75)

Em 17 de Julho de 1838, Sidney Rigdon disse o seguinte aos santos:

Quando os homens abraçam esse evangelho e depois perdem sua fé, é o dever dos santos pisoteá-los e dispersá-los.”

O Apóstolo Heber C. Kimball disse aos santos que a bíblia estava errada quanto a morte de Judas Iscariotes. Ele afirmou que foram os outros Onze Apóstolos que bateram nele até a morte. E Kimball ainda disse:

Sei que o dia que os homens negarem seu sacerdócio e se virarem contra nós e contra os convênios que fizeram, eles deverão ser destruídos tal como Judas foi.” (Hill, Quest for Refuge, pag. 77)

Mas de onde será que o Primeiro Conselheiro Rigdon e o Apóstolo Kimball tiraram essas ideias absurdas? Se não aprenderam de seu mentor Joseph Smith, de onde então elas vieram?

A conversão ao mormonismo, surpreendentemente, foi e talvez ainda seja, um caminho apenas de ida. Com Joseph e depois com Brigham Young, os membros não tinham outra opção senão permanecer na seita. Os membros não tinham a liberdade de sair ou de fazer qualquer coisa que contrariasse a vontade desses homens.

Todos essas restrições parecem mais as regras para uma gangue ou para a máfia do que para o evangelho de Jesus Cristo. Cristo convidava as pessoas para o seguir, sempre prezando a liberdade individual, ele jamais forçou ninguém a aceitar suas doutrinas, mesmo que ele possuísse todo o poder e toda a verdade.

No Reino dos Céus de Smith, os apóstatas eram culpados de traição, e, por isso, mereciam ser mortos. Mas será que Cristo agiria desta maneira? Será que Cristo achava que Judas, ou até mesmo Pedro, eram seus inimigos e, portanto, mereciam ser mortos?


Aos dissidentes, incluindo os proeminentes Oliver Cowdery, Lyman Johnson e David Whitmer, era dado o prazo de 3 dias para saírem do Oeste do Missouri ou então enfrentar a fúria dos Danitas. (Hill, Quest for Refuge, pag. 80-81)

Aos Danitas foi dito por Joseph Smith que “o reino de que o profeta Daniel (daí a origem do nome do grupo “Danitas”) falava que deveria esmagar todos os outros era a Igreja nesses últimos dias” , e que “era o dever deles preparar todas as coisas, pois a vinda de Jesus Cristo estava às portas.”

E como o Reino de Deus tem prioridade sobre as leis dos homens, os Danitas estavam acima das leis do Missouri e das leis dos Estados Unidos.

Apesar dos depoimentos e testemunhos de vários homens, incluindo dois Apóstolos de Smith (Thomas B. Marsh e Orson Hyde), Joseph Smith continuou negando o envolvimento com os Danitas, dizendo que nunca tinha ouvido falar de tal organização.

John Taylor também negou o envolvimento com os danitas:

Eu tenho ouvido muitas coisas sobre os Danitas, mas eu nunca ouvi nada deles entre os santos. Se realmente houve tal organização, eu nunca tomei parte nela.” (History of The Church, vol. 3: 167-168)

Entretanto Smith, Rigdon, Taylor e outros líderes da igreja estavam comandando os Danitas. Eles montaram uma organização militar secreta e davam ordens a ela.
 
E já que Smith mentiu sobre poligamia e muitas outras coisas, como podemos acreditar em sua palavra? Se os Danitas realmente existiram, será que Joseph algum dia admitiria? Será que ele admitiria um grupo de extermínio por ele chefiado?


Texto por DB
Fonte: http://averdadesud.blogspot.com/2010/10/conhecendo-os-danitas.html

0 comentários: