domingo, 18 de setembro de 2011

SANGUE PROIBIDO? VEJAM O QUE A TORRE TEM OCULTADO!

O Corpo Governante das testemunhas de Jeová sempre deixou claro que realiza uma cuidadosa pesquisa bíblica, que analisa exaustivamente o texto e o contexto das escrituras sagradas, e com a orientação do espírito santo, fornece o alimento espiritual no tempo apropriado.  As testemunhas de Jeová estão certas que o Corpo Governante é orientado por Deus, assim a doutrina deles que proíbe a transfusão de sangue é encarada como uma proibição divina. Será?

Sabemos que a lei mosaica foi abolida por Cristo, e o único texto das escrituras gregas cristãs que trata da questão do sangue encontra-se no capítulo 15 de Atos. Será que foi analisado com cuidado o texto e o contexto de Atos, que tratam da questão do sangue? Vejamos!

Eis o texto:  “Pois, pareceu bem ao espírito santo e a nós mesmos não vos acrescentar nenhum fardo adicional, exceto as seguintes coisas necessárias: de persistirdes em abster-vos de coisas sacrificadas a ídolos, e de sangue, e de coisas estranguladas, e de fornicação. Se vos guardardes  cuidadosamente destas coisas prosperareis. Boa Saúde para vós!”

Este texto prova que Jeová decidiu proibir o sangue para os cristãos? O contexto pode revelar algo sobre o assunto, leiamos o contexto.

Atos 15: 1e2 relata que os cristãos judeus estavam exigindo que os cristãos gentios seguissem a lei mosaica, e que inclusive fossem circuncidados. Os gentios não estavam dispostos a seguir a lei mosaica, por isto estava havendo muita dissensão e disputa entre eles. Foi necessário que Paulo e Barnabé fossem a Jerusalém para resolver a disputa.

Reunidos em Jerusalém os apóstolos e anciãos foram tratar do assunto, Atos 15:5 diz que alguns queriam que os gentios seguissem a lei mosaica e que fossem circuncidados, em Atos 15:9e10 notamos Pedro tendo outra opinião, dizendo que não era necessário os gentios se circuncidarem.  Os apóstolos e anciãos reunidos em Jerusalém não estavam conseguindo chegar a um acordo se os gentios deveriam ou não seguir a lei mosaica.

Tentando resolver o impasse Tiago começa a falar, agora vejam como ele concluiu seu raciocínio: “Por isso, minha decisão é não afligir a esses das nações, que se voltam para Deus, mas escrever-lhes que se abstenham das coisas poluídas por ídolos, e da fornicação, e do estrangulado, e do sangue.”  - Atos 15: 19e20.

Dá para notar que os apóstolos não estavam proibindo, mas sugerindo que os gentios seguissem algumas normas da lei mosaica a fim de que a paz prevalecesse entre eles e os cristãos judeus que ainda seguiam a lei.

Agora respondam honestamente. Quem decidiu sobre aquelas questões, Jeová ou homens?

Para não restar dúvidas que as resoluções da reunião de Jerusalém foram decisões humanas e não divinas leiam Atos 21: 25: “Quanto aos crentes dentre as nações, já avisamos, dando a nossa decisão, de que se guardem do que é sacrificado a ídolos, bem como do sangue e do estrangulado, e da fornicação.” Algum tempo depois, novamente Tiago afirma que a decisão foi deles, e não de Jeová.

Portanto nem Jeová nem Jesus nunca proibiriam o sangue para os cristãos, os apóstolos sugeriram que os cristãos gentios se abstivessem de sangue a fim de agradar e apaziguar os judeus.

É claro que a decisão dos apóstolos foi acertada e teve a aprovação de Jeová, pois tudo indica que ela ajudou a promover a paz (pareceu bem ao espírito santo e a nós mesmos).

No entanto, concluir que Jeová proibiu o sangue é algo totalmente sem lógica, é não ter bom senso, é faltar com a verdade.

Entender que a decisão dos apóstolos é uma lei divina, e obrigar as Testemunhas de Jeová a seguir esta “lei” humana, a custa da própria vida, ou então encarar a desassociação, equivale a condenar uma pessoa que precisa de transfusão de sangue a morte, equivale a assassinato.

Infelizmente o Corpo Governante não da sinais que irá reconhecer seu erro, por meio de sofismas e de falsos raciocínios, eles tem feito verdadeiro malabarismo para continuar proibindo a transfusão de sangue.

Queridas testemunhas de Jeová, deixem que seu amor e seu bom senso fale mais alto, não permitam que estes falsos instrutores continuem a enganá-los, não sejam participes desta doutrina assassina da proibição de transfusões de sangue.  

0 comentários: