quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Um Compêndio da Religião Cristã - A Libertação do Homem

P14. De que forma você pode escapar da punição e ser novamente recebido em favor?

R14. Por meio de um mediador, que é em uma só pessoa o próprio Deus e um homem verdadeiramente justo.

P15. Quem é esse mediador?

R15. Nosso Senhor Jesus Cristo, que em uma só pessoa é verdadeiramente Deus e um homem verdadeiramente justo.

P16. Os anjos não poderiam ser nossos mediadores?

R16. Não, pois eles não são nem Deus, e nem homens.

P17. Os santos não poderiam ser nossos mediadores?

R17. Não, pois eles mesmo pecaram, e não obtiveram a salvação de nenhuma outra forma senão através desse mediador.

P18. Então todos os homens serão salvos pelo mediador, Jesus, visto que todos eles são condenados em Adão?

R18. Não, somente aqueles que O recebem pela fé genuína; como está escrito em João 3.16: “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna“.

P19. O que é fé genuína?

R19. É um conhecimento concreto de Deus e das Suas promessas reveladas para nós no evangelho, e uma confiança sincera de que todos os meus pecados me são perdoados por causa de Cristo.

P20. Qual é a soma do que Deus prometeu no evangelho e ordenou que nós crêssemos?

R20. Aquilo que é compreendido nos doze artigos da fé cristã católica 3, como segue:
1.  Eu creio em Deus o Pai todopoderoso, criador dos céus e da terra“;
2.  E em Jesus Cristo, Seu Filho unigênito, nosso Senhor“;
3.  Que foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu da virgem Maria“;
4.  Sofreu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu a mansão dos mortos“.
5.  E no terceiro dia, ressuscitou dos mortos“;
6.  Subiu aos céus, e sentou à destra de Deus, Pai todopoderoso“;
7.  De onde virá para julgar os vivos e os mortos“.
8.  Eu creio no Espírito Santo“.
9.  Eu creio em uma igreja santa e católica; na comunhão dos santos“;
10.              No perdão dos pecados“;
11.              Na ressurreição dos mortos“;
12.              E na vida eterna“.

P21. Quando você professa crer no Deus o Pai, no Filho, e no Espírito Santo, você quer dizer que então existem três deuses?

R21. De forma alguma pois não há outro senão um único Deus.

P22. Então porque você nomeou três: o Pai, o Filho e o Espírito Santo?

R22. Porque Deus se revelou dessa forma em Sua Palavra, que essas três pessoas distintas são o único Deus verdadeiro, e nós somos batizados no nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo.

P23. No que você crê quando afirma: “Eu creio em Deus o Pai todo poderoso, criador dos céus e da terra“?

R23. Creio que o eterno Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual a partir do nada fez os céus e a terra e que os sustenta pela Sua providência, é o meu Deus e Pai, por causa de Cristo, Seu Filho.

P24. No que você crê quando afirma: “E em Jesus Cristo, Seu Filho unigênito, nosso Senhor“?

R24. Creio que Jesus Cristo é o eterno e único filho do Pai, partilhando da mesma essência de Deus o Pai e do Espírito Santo.

P25. Você não crê que Ele se tornou homem também?

R25. Sim, pois Ele foi concebido pelo Espírito Santo e nasceu da virgem Maria.

P26. Então a Sua divindade é transformada em humanidade?

R26. Não, pois a divindade é imutável.

P27. Então como Ele se tornou homem?

R27. Assumindo a natureza humana em uma união pessoal com Sua natureza divina.

P28. Então Ele trouxe Sua natureza humana do céu?

R28. Não, mas Ele a tomou para si da virgem Maria, pela operação do Espírito Santo, e então se tornou como Seus irmãos em todas as coisas, com exceção do pecado (v. Hb 2.17; 4.15).

P29. Por que Ele é chamado Jesus, isto é, salvador?

R29. Porque Ele salva o Seu povo dos seus pecados.

P30. Não há outro salvador?

R30. Não, pois debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos, nenhum outro além do nome de Jesus (v. At 4.12).

P31. Por que Ele é chamado Cristo, isto é, o Ungido?

R31. Porque Ele foi ungido com o Espírito Santo, e ordenado por Deus o Pai, para ser nosso principal profeta, nosso único sumo sacerdote e nosso rei eterno.

P32. Então o que Jesus fez para nos salvar?

R32. Ele sofreu por nós, foi crucificado e morreu, foi sepultado e desceu a mansão dos mortos, ou seja, Ele sofreu os tormentos do inferno, e portanto, tornou-se obediente ao Seu Pai a fim de que Ele possa nos libertar da punição temporal e eterna que é devida ao pecado.

P33. Em qual natureza Ele sofreu essas coisas?

R33. Apenas na Sua natureza humana, ou seja, na Sua alma e corpo.

P34. Então o que Sua divindade contribuiu para isso?

R34. Sua divindade, pelo seu poder, fortaleceu de tal forma a natureza humana assumida, que esta pôde suportar o peso da ira de Deus contra o pecado e nos libertar dela.

P35. Então Cristo permaneceu sob o poder da morte?

R35. Não, mas Ele ressuscitou dentre os mortos no terceiro dia para nossa justificação (v. Rm 4.25).

P36. Quanto a Sua natureza humana, onde está Cristo agora?

R36. Ele ascendeu aos céus, e está sentado à destra de Deus o Pai; ou seja, exaltado na mais elevada glória, muito acima de todas as criaturas (v. Ef .20,21).

P37. Para que fim Ele é tão grandemente exaltado?

R37. Especialmente para que Ele possa dali governar Sua igreja, e ser nosso intercessor junto ao Pai.

P38. Então Ele não está conosco até o fim dos tempos, como Ele nos prometeu em Mateus 28.20?

R38. Quanto a Sua divindade, majestade, graça e Espírito, Ele jamais está ausente de nós; mas com respeito a Sua natureza humana, Ele permanece nos céus, até que venha novamente para julgar os vivos e os mortos.

P39. No que você crê quanto ao Espírito Santo?

R39. Creio que Ele é coeterno e verdadeiramente Deus com o Pai e o Filho; e que Ele, sendo dado a mim pelo Pai, através de Cristo, me regenera, me guia a toda a verdade, me conforta e habitará em mim para sempre.

P40. No que você crê quanto à igreja santa e católica?

R40. Creio que o Filho de Deus arrebanha por meio de Sua Palavra e Espírito aqueles, de toda a raça humana, que são escolhidos para a vida eterna, para ser uma igreja para Si mesmo; da qual eu creio que sou e sempre serei um membro ativo.

P41. Onde Ele arrebanha Sua igreja?

R41. Onde a Palavra de Deus é puramente pregada e os santos sacramentos são administrados de acordo com a instituição de Cristo.

P42. Que benefícios Cristo confere à Sua igreja?

R42. Ele concede a ela a remissão dos pecados, a ressurreição do corpo e a vida eterna.

P43. Que proveito isso traz para você uma vez que você crê em tudo isto?

R43. Que perante Deus eu sou justo em Cristo (v. Rm 5.10).

P44. Como você é justo diante de Deus?

R44. Apenas por meio de uma fé genuína em Jesus Cristo.

P45. Como deve ser entendido que você é justificado pela fé somente?

R45. Desta forma: que a perfeita satisfação e justiça de Cristo somente é imputada a mim por Deus, por meio da qual meus pecados me são perdoados, e eu me torno um herdeiro da vida eterna; e que eu não posso receber essa justiça por nenhum outro meio senão pela fé.

P46. Porque nossas boas obras não podem ser nossa justificação diante de Deus, ou uma parte dela?

R46. Por que até mesmo nossas melhores obras nessa vida são imperfeitas e poluídas com pecados.

P47. Então nossas boas obras não têm nenhum mérito que Deus recompensará nessa vida e no porvir?

R47. Essa recompensa não é dada por causa do mérito, mas sim por causa da graça.

P48. Quem operou essa fé em você?

R48. O Espírito Santo.

P49. De que forma?

R49. Por meio da pregação da Palavra (v. Rm 10.14-17).

P50. Como Ele fortalece essa fé?

R50. Por meio da mesma Palavra pregada e da prática dos santos sacramentos.

P51. O que são os sacramentos?

R51. Ele são sinais e selos sagrados, instituídos por Deus para assegurarmos de que Ele, por graça, nos concede a remissão dos pecados e a vida eterna, por causa do sacrifício de Cristo consumado na cruz.

P52. Quantos sacramentos Cristo instituiu no Novo Testamento?

R52. Dois: o santo batismo e a santa ceia.

P53. Qual é o sinal externo do batismo?

R53. A água, com a qual nós somos batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

P54. O que isso significa e sela?

R54. O lavar dos pecados pelo sangue e Espírito de Jesus Cristo.

P55. Onde Cristo nos prometeu e assegurou disto?

R55. Na instituição do batismo, como segue: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado“.

P56. Infantes devem ser batizados?

R56. Sim, pois eles, assim como os adultos, são alcançados dentro do pacto de Deus e da Sua igreja.

P57. Qual é o sinal externo da santa ceia?

R57. O pão partido que nós comemos, e o vinho que nós bebemos em memória dos sofrimentos e da morte de Cristo.

P58. O que é assim representado e selado?

R58. Que Cristo, com Seu corpo crucificado e sangue derramado, alimenta e nutre nossas almas para a vida eterna.

P59. Onde Cristo prometeu essas coisas para nós?

R59. Na instituição da santa ceia, que é assim expressa pelo apóstolo Paulo em 1 Coríntios 11.23-26:

Pois recebi do Senhor o que também lhes entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão e, tendo dado graças, partiu-o e disse: ‘Isto é o meu corpo, que é dado em favor de vocês; façam isto em memória de mim’. Da mesma forma, depois da ceia ele tomou o cálice e disse: ‘Este cálice é a nova aliança no meu sangue; façam isto, sempre que o beberem, em memória de mim’. Porque, sempre que comerem deste pão e beberem deste cálice, vocês anunciam a morte do Senhor até que ele venha“.

P60. O pão é transformado no corpo de Cristo e o vinho no Seu sangue?

R60. Não. Não mais do que a água no batismo é transformada no sangue de Cristo.

P61. De acordo com que modo você deve examinar a si mesmo antes de tomar parte na santa ceia?

R61. (1) Eu devo examinar se eu odeio a mim mesmo por causa dos meus pecados e humilho a mim mesmo diante de Deus por causa deles. (2) Se eu creio e confio que todos os meus pecados me são perdoados por causa de Cristo. (3) Se eu também tenho sincera resolução de daqui em diante caminhar em toda boa obra.

P62. Aqueles que ensinam falsas doutrinas ou levam vidas ofensivas podem ser admitidos na ceia do Senhor?

R62. Não, para que o pacto de Deus não seja profanado e a Sua ira acesa contra toda a igreja.

P63. Como nós devemos lidar com tais pessoas?

R63. De acordo com a ordem dada a nós por Cristo em Mateus 18.15-17:

Se o seu irmão pecar contra você, vá e, a sós com ele, mostre-lhe o erro. Se ele o ouvir, você ganhou seu irmão. Mas se ele não o ouvir, leve consigo mais um ou dois outros, de modo que ‘qualquer acusação seja confirmada pelo depoimento de duas ou três testemunhas’. Se ele se recusar a ouvi-los, conte à igreja; e se ele se recusar a ouvir também a igreja, trate-o como pagão ou publicano“.

Fonte: cristaoreformado.com.br

0 comentários: