terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Um Compêndio da Religião Cristã - A Miséria do Homem

P01. Quantas coisas você precisa saber para que, desfrutando de real conforto, você possa viver e morrer alegremente?

R01. De três coisas: primeiro, quão grande são meus pecados e misérias; segundo, como eu posso ser livre dos meus pecados e misérias; terceiro, como eu devo expressar minha gratidão a Deus por tal libertação.

P02. De onde você conhece a sua miséria?

R02. A partir da lei de Deus.

P03. O que Deus ordenou a você na Sua lei?

R03. O conteúdo dos dez mandamentos, os quais Ele revelou na Escritura, como segue:

Êxodo 20.2­-17 e Deuteronômio 5.6-­21: “Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te tirou do Egito, da terra da escravidão“.
  1. “Não terás outros deuses além de mim”.
  2. “Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que castigo os filhos pelos pecados de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que me desprezam, mas trato com bondade até mil gerações aos que me amam e guardam os meus mandamentos”.
  3. “Não tomarás em vão o nome do Senhor teu Deus, pois o Senhor não deixará impune quem tomar o seu nome em vão”.
  4. “Lembra­-te do dia de sábado, para santificá-lo. Trabalharás seis dias e neles farás todos os teus trabalhos, mas o sétimo dia é o sábado dedicado ao Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teus filhos ou filhas, nem teus servos ou servas, nem teus animais, nem os estrangeiros que morarem em tuas cidades. Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou. Portanto, o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou”.
  5. “Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor teu Deus te dá”.
  6. “Não matarás”.
  7. “Não adulterarás”.
  8. “Não furtarás”.
  9. “Não darás falso testemunho contra o teu próximo”.
  10. “Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seus servos ou servas, nem seu boi ou jumento, nem coisa alguma que lhe pertença”.

P04. Como os dez mandamentos são divididos?

R04. São divididos em duas tábuas.

P05. Qual é a soma do que Deus requer de você nos quatro mandamentos da primeira tábua?

R05. Que eu ame ao Senhor meu Deus com todo o meu coração, com toda a minha alma, com todo meu entendimento e com toda a minha força; esse é o primeiro e maior mandamento.

P06. Qual é a soma do que Deus requer de você nos seis mandamentos da segunda tábua?

R06. Que eu ame o meu próximo como a mim mesmo; desses dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.

P07. Você pode guardar todas essas coisas perfeitamente?

R07. De forma alguma; pois eu sou inclinado pela natureza a odiar a Deus e ao meu próximo; e a transgredir os mandamentos de Deus em pensamento, palavra e ação.

P08. Deus criou você naturalmente tão imoral e perverso?

R08. De forma alguma; Ele me criou bom e segundo a Sua própria imagem, no verdadeiro conhecimento de Deus, em justiça e em santidade.

P09. Então de onde procede essa depravação que está em você?

R09. Procede da queda e da desobediência de Adão e Eva no paraíso; consequentemente nossa natureza se tornou tão corrupta que todos nós somos concebidos e nascidos em pecado.

P10. O que foi essa desobediência?

R10. Que eles comeram do fruto da árvore que Deus havia proibido.

P11. A desobediência de Adão nos afeta?

R11. Certamente, pois ele é o pai de todos nós; e nós todos pecamos nele.

P12. Então nós somos incapazes de fazer qualquer coisa boa por nós mesmos e inclinados a toda a forma de impiedade?

R12. De fato nós somos, a menos que nós sejamos regenerados pelo Espírito de Deus.

P13. Deus permitirá que tamanha desobediência e corrupção fiquem sem punição?

R13. De forma alguma; mas em Seu justo julgamento as punirá, tanto neste mundo como no porvir, como está escrito: “Maldito todo aquele que não persiste em praticar todas as coisas escritas no livro da Lei“.

Fonte: cristaoreformado.com.br

0 comentários: