quarta-feira, 14 de maio de 2014

Ai de vós, Corpo Governante e Netineus, hipócritas!


Versão Atualizada do Capítulo 23 de Mateus

Jesus falou então às multidões e aos seus discípulos, dizendo: “O Corpo Governante e os ‘Netineus’ sentaram-se no assento de Moisés. Portanto, todas as coisas que eles vos dizem, fazei e observai, mas não façais segundo as ações deles, pois dizem, mas não realizam. Eles dizem que deveis ser pioneiros auxiliares e que deveis assistir a todas as cinco reuniões semanais, mas eles raramente relatam mais de cinco horas por mês (e a maior parte destas é feita em discursos). E eles faltam a reuniões para cuidar das suas ‘responsabilidades’ em Betel. Todos os discursos que fazem, fazem-nos para serem vistos pelos homens; pois ampliam os seus discursos e passam da hora designada para terminar a reunião e utilizam os comentários da cristandade, mas não vos permitem fazer o mesmo.

Eles gostam que todos saibam que estão no Corpo Governante ou no Departamento de Redação ou no Departamento de Serviço ou que são Instrutores em Gileade, e gostam dos cumprimentos que revelam admiração acompanhados de envelopes de irmãos que trabalham arduamente ou de irmãs idosas que têm renda fixa. Eles dizem que estão sob um “voto de pobreza” mas gozam dos confortos e segurança da vida em Patterson, enquanto são pagos para viajar por todo o mundo. Eles gostam de ser vistos e admirados pela sua sabedoria e fidelidade e gostam de dar os discursos mais importantes nos congressos e assembleias, para serem conhecidos onde quer que vão, sendo bem recebidos e adulados pelos publicadores.

Mas vós, não sejais chamados “Classe do Chefe”, pois um só é o vosso Chefe, ao passo que todos vós sois irmãos. Além disso, não chameis a ninguém na terra de vosso Corpo Governante, pois um só é o vosso Governante, o Celestial. Tampouco sejais chamados Netineus ou “Os Dados”, pois aquele que foi “Dado” por vós é um só, o Cristo. Mas o maior dentre vós tem de ser o vosso ministro. Quem se enaltecer, será humilhado, e quem se humilhar, será enaltecido.
Ai de vós, Corpo Governante e “Dados”, hipócritas! porque fechastes o reino dos céus em 1935; pois vós mesmos não entrais, nem deixais entrar os que estão em caminho para entrar. Se eles participam dos emblemas do memorial conforme eu ordenei, vós insinuais que eles são ex drogados ou pessoas mentalmente instáveis.

Ai de vós, Corpo Governante e Netineus, hipócritas! Porque enviais outros para percorrer o mar e a terra seca para fazer um prosélito, e quando se torna tal, fazeis dele um ignorante para o resto da vida e duas vezes mais pobre que vós mesmos (que viveis rodeados de conforto e segurança).
Ai de vós, guias cegos, que dizeis: ‘Se alguém ler a Bíblia, isso não é nada; mas se alguém ler a revista A Sentinela, ele está sob obrigação.’ Tolos e cegos! O que, de facto, é maior, A Sentinela ou a Bíblia que A Sentinela cita fora do contexto (um versículo aqui e parte de outro versículo acolá)? Também: ‘Se alguém ler algo numa revista académica de Ciência ou de História, isso não é nada; mas, se isso aparecer num artigo da revista Despertai!, ele está sob obrigação.’ Cegos! O que, de facto, é maior, uma condensação fora do contexto, seletivamente editada, ou a fonte original que fez a pesquisa académica? Portanto, aquele que afirma ensinar a verdade faria melhor em manter os factos no seu contexto; e aquele que diz representar o Deus Altíssimo e Cristo… bem, será que é mesmo necessário eu dizer-vos?

Ai de vós, Corpo Governante e ‘Dados’, hipócritas! porque relatais um número insignificante de horas e instruís outros a pregar, mas desconsiderastes os assuntos mais importantes da Lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Estas eram as coisas obrigatórias a fazer, sem, contudo, desconsiderar as outras. E não deviam dividir famílias e amigos através da desassociação daqueles que seguem a sua consciência e mentes racionais em busca de um relacionamento mais próximo com Deus. Nem deviam promover a morte inútil de crianças e outros através da imposição da santidade de um símbolo (o sangue) como sendo mais importante do que a realidade que o símbolo representa — a vida! Guias cegos, que coais o símbolo, mas engolis a realidade!

Ai de vós, Corpo Governante e Netineus, hipócritas! porque anunciais em voz estridente todas as falhas e pecados de outras religiões, mas negais e escondeis as vossas próprias falhas e pecados. Analisais à lupa os pecados que as igrejas cometeram há mil anos atrás, mas se alguém menciona os vossos próprios erros cometidos há menos de cem anos, clamais ‘injustiça! Isso é história passada!’ Reescreveis a vossa própria história quando morrem aqueles que se lembram da verdade. E aquilo que não podeis reescrever, escondeis, ao partir os acontecimentos em partes não relacionadas e ao espalhar essa informação nos vossos livros oficiais de história, que não seguem uma ordem cronológica. Betelita cego, diz a verdade acerca da tua própria organização, para que depois possas tratar da verdade nas outras organizações.

Ai de vós, Corpo Governante e Netineus, hipócritas! porque vos assemelhais a Salões do Reino caiados, que por fora, deveras, parecem belos, mas que por dentro estão cheios de instrutores que ensinam ‘verdade’ seletiva e cheios de imoralidade (tanto como em qualquer outra religião) mas que não é mencionada por vós. Do mesmo modo, os vossos serviços de Relações Públicas e de Assuntos relacionados com os Media por fora promovem uma aparência de correção e justeza, de respeito pelas liberdades e direitos do indivíduo, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e do que é contra a lei, pois não estendeis esses direitos e liberdades aos vossos próprios seguidores.

Ai de vós, Corpo Governante e ‘Dados’, hipócritas! porque aplicais todos os acontecimentos e parábolas das Escrituras a vós mesmos, e dizeis: ‘Todas as coisas que aconteceram nos dias do antigo Israel prefiguravam a Organização Teocrática atual.’ Portanto dais testemunho contra vós mesmos, pois se sois o anti-tipo atual do Israel da antiguidade, então tendes de suportar uma análise cuidadosa da vossa autoridade e das vossas ações, e tendes de aceitar a mesma responsabilidade e julgamento. Portanto, provai que não estais tão cheios de regras e tradições de homens como eles estavam!

Serpentes, descendência de víboras, como haveis de fugir do julgamento do H2O? Por esta razão vos estou enviando reformadores e cépticos e noruegueses e A.F. A alguns deles desassociareis e condenareis ao ostracismo, e a outros deles ameaçareis com ação legal e perseguireis de um site da Internet para outro; para que venha sobre vós todo o sangue justo derramado no “paraíso espiritual”, desde o sangue de Ray Franz [nota à margem: "Ed Dunlap"] até o sangue do The Liberal Elder, que pode já ter sido descoberto e desassociado, ou talvez não. Deveras, eu vos digo: Todas estas coisas virão sobre esta geração. Ou talvez sobre a próxima geração. Ou sobre a geração que tinha idade suficiente para entender o significado dos acontecimentos de 1914. Ou sobre a geração que nasceu em 1914. Ou sobre a geração que presenciou o lançamento do Sputnik em 1957.  Ou sobre uma espécie de geração de pessoas iníquas, que pode ter começado ou pode não ter começado em 1914… uh deixem lá!

Betel, Betel, apedrejadora dos peritos e matadora de carreiras — quantas vezes quis eu ajuntar os teus escritores, assim como um editor a sério faria para uma sessão de brainstorming ou para uma verificação da realidade. Mas é tão provável isso acontecer como a Sociedade permitir que uma irmã escreva ou ensine. Ou um académico honesto dar os parabéns à Sociedade devido à sua interpretação cuidadosa e imparcial da história, da ciência e das Escrituras. Ou Diógenes terminar a sua busca em Patterson… Mas vós não o quisestes. Eis que os vossos lares de Betel vos ficam abandonados. Pois eu vos digo: De modo algum me vereis doravante, até que digais: ‘Poxa, nós metemo-nos mesmo em sarilhos, e estamos sinceramente arrependidos por termos deturpado a Bíblia, a Ciência, a História, Deus… e tudo o que está envolvido na palavra “verdade”. Mas agora, Senhor, estamos prontos a fazer reformas genuínas.’


Extraído do site http://corior.blogspot.com/ 

0 comentários: