quinta-feira, 31 de março de 2011

Tudo pelo adventismo, nada pela verdade - analisando a resposta.

Eu já postei a resposta do adventista em outra ocasião sem intercalações. Agora coloco minhas observações.
A resposta do nosso amigo adventista está com sérios problemas. Vou tentar indicá-los e espero que ele repense suas proposições adventistas, pela graça de Deus. (minhas respostas estão em negrito).

“Luciano, se as pessoas analisassem o movimento Adventista sem a influência diabólica, (Você quer dizer, sem senso crítico?) verá que ele foi guiado por Deus da mesma forma que o antigo Israel também o era. Embora o povo de Israel fosse guiado por Deus (Neemias 9: 12,13,,19,20,21 ) eles cometeram erros e pecados, inclusive Arão, Miriã e Moisés ( Êxodo 32:2 a 6-Num. 12: 1 a 6-Êxodo 2:11,12-Num. 20:11,12-Deut.32:51).”(O que seria da ‘mesma forma’ que os Israelitas no deserto? Quem disse que os adventistas devem ser perfeitos?) O mesmo ocorreu com o movimento Adventista, que pregava a autentica Doutrina da Volta de Jesus (Autêntica...para 22 de outubro de 1844? Isso é autêntica? Acho que você não percebeu bem. Quando alguém anunciava a volta de Cristo para certa data é porque essa mensagem não era autentica! IITs 5.1-3 ) em uma época em que a maioria dos cristãos estava abandonando a Palavra de Deus se apegando na “Alta Critica” e pregando 1000 anos de paz antecedendo o retorno de Cristo (Como era esse abandono da Palavra de Deus e ao mesmo tempo pregavam o milênio antes da volta de Cristo? Não seria melhor você dizer que eles eram pós-milenistas?). Embora eles, erraram como o Profeta Natã que errou ao profetizar que Davi iria construir uma Casa para Deus (I Cron. 17:1 a 4 ),(Onde é que Natã profetizou naquele momento?) e nem por isso ele era um falso profeta (Claro que não, ele não profetizou falsamente!). Apesar de eles terem errado marcando uma data, foi o movimento Adventista que trouxe ao retorno do estudo da Palavra de Deus ( Foi o movimento adventista que trouxe ao retorno a Palavra de Deus, no sec. XIX? O que você tem lido sobre historia da igreja? Tem certeza disso? Não dói você dizer isso? Vamos lembrar apenas dois nomes que o movimento adventista poderia ter dado mais atenção: C. Spurgeon e D. L. Moody. Não acredito que você tenha certeza do que disse.).
<!--[if !supportLineBreakNewLine]-->
<!--[endif]-->
A Palavra de Deus é explicita quanto a condição do mundo próximo a volta de Jesus, ou seja, nada de mil anos de paz, veja: Lucas 18:8-I Tim.4:1 II Tim.3:1 e etc. Contudo as igrejas estavam ensinado 1000 anos de paz (Com base onde? Não era uma interpretação de Ap 20.1-6? Mesmo assim você assevera que eles não criam na Bíblia? O teólogo C. Hodge não cria na Bíblia? Ele era pós-milenista. Você está confundindo crença na Bíblia com interpretação. Essa é uma prática adventista.)
<!--[if !supportLineBreakNewLine]-->
<!--[endif]-->
Graças a Deus e os Adventistas as Denominações, cristãos e demais pessoas começaram a estudar as Escrituras (Isso não é demais?!). É verdade que eles erraram como Moises errou ao tocar a Rocha em vez de falar, e nem por isso ele era um falso profeta. Como Elias errou quando disse que só ele era fiel (I Reis 19:1), e nem por isso ele era um falso profeta ( Eles profetizaram que Deus faria algo em certa data? Erros pessoais e erros proféticos são os mesmos?). Como também os Discípulos erraram sobre Jesus e o estabelecimento do reino literal na época, e nem por isso eles foram falsos profetas ( Agora foi demais meu amigo, onde é que os apóstolos saíram propagando ao mundo uma data apara o fim do mundo?).
<!--[if !supportLineBreakNewLine]-->
<!--[endif]-->
O movimento adventista foi em vários lugares alem dos E.U.A: De 1821 a 1845 Jose Wolff viajou por diversos países pregando a volta de Jesus( Isso foi verdade, por isso foi ‘uma grande desapontamento’ em 1844!). Na Inglaterra Robert Winter. Na Alemanha Bengel. Na America do Sul Lacunza depois que conheceu a Jesus como seu salvador.
Foi depois de 22/10/1844 que eles perceberam que o erro foram deles e não de Deus(Já pensou se eles tivessem lido antes Mt 24.36 com mais temor no coração? Amigo adventista, eles poderiam ter ouvido os cristãos da época. Veja que a própria Ellen White sabia que havia essas advertências: “Vós vos enganastes inteiramente quanto à natureza dos acontecimentos que deveriam ocorrer ao fim destes períodos. Esta causa primordial da irritação causada por vossas exposições.” Isso foi dito ao pelo Dr Bush ao desviado batista Miller e está no livro O Grande Conflito paginas 686,687).
E, alguns com humildade e oração retomaram o estudo das Escrituras com ênfase nas profecias descobrindo onde erraram (Eles não ouviram as igrejas na época, se não teriam abandonado a data antes da decepção!). Embora vocês (Miller abandonou o adventismo e voltou para a igreja batista, os outros poderiam ter feito isso.) não os perdoassem, mas Deus sim lhes abriu o entendimento. Pois eles estavam sendo guiados pelo Deus que guiou a congregação no deserto (At 7:38).(Você está decidido em manter uma crença na orientação divina do adventismo, mas não está aceitando a definição bíblica de falsos profetas. Isso é prejuízo seu. Julgue isso como fosse as profecias das Testemunhas de Jeová, e verá como você está sendo parcial.)
Desse grupo remanescente surgiu mais tarde a Igreja Adventista do 7º Dia. E, outra vez, graças a Deus e a Igreja Adventista do 7º Dia, os demais cristão começaram a estudar melhor a Palavra de Deus.(Mais uma vez ‘graças a Deus e a Igreja Adventista...)

Profecia de Deus dizendo que o Seu povo seria escravo 400 anos. Contudo, a libertação de seu povo se deu em data diferente( Genesis 15:13,14-Atos 7:6,7-Êxodo 12: 40,41). Profecia e PROFETA falsos?(Então, é difícil não me indignar com você. Isso é absurdo.)
Jeremias profetizou que o povo de Deus serviria ao rei de Babilônia por setenta anos ( Jer. 25:11,12). Contudo a oração de Daniel e a resposta de Deus por intermédio de Gabriel demonstra que foi além dos setenta anos ( Daniel 9:1,2,3,23). Profecia e profeta falsos?
“ Jonas... pregava e dizia: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida. Passaram os quarentas dias e nada. Profeta e profecia falsos (Jonas 3:4)? (Me parece que você está disposto a defender o adventismo a qualquer custo. Mas deixa eu tentar, pois você está muito perto de blasfemar a Palavra de Deus para defender o adventismo. Nos 400 anos, 430, 70 anos ou 68, não existe falsa previsão ou real diferença. A vida dos homens é 70 ou 80 anos, seria uma especulação geral? Acha mesmo que dizer: Em 22 de outubro de 1844 será a volta de Cristo, tem alguma semelhança com esses trechos? Não acho que você está levando isso a sério. Se é assim como você colocou, não é possível existirem falsos profetas. Por que os adventistas criticam as falsas profecias das Testemunhas de Jeová? Sobre Jonas ele já sabia que era uma advertência condicional mas a volta de Cristo é condicional?)
E, apesar da Igreja Adventista do 7º Dia “ser fraca e defeituosa” é com ela que o diabo está irado.(Será que não foi ele que deixou ela assim?) Pois ela pelo poder do Espírito Santo, prega e ensina a verdadeira Graça. Guarda e ensina a guarda os Mandamentos de Deus e tem O Testemunho de Jesus (Os Reformadores ensinaram isso antes de Ellen White. Na verdade o que é certo nos ensinos adventistas eles aprenderam daquilo que Ellen White leu dos Reformadores.)
A Graça existe antes de Adão ter sido criado. Observe que Deus já sabia que o homem iria pecar. Portanto, a criação de Adão já foi um ato da Graça de Deus. Ninguém foi nem será salvo pelas obras.Abraão foi “Justificado” quando ainda era Abrão, não era circuncidado, não era judeu e sim um caldeu ( Gen. 11:28,31-15:6,7-Josué 24:2,3-Neemias 9:9 -Rom. 4:3). Pois um Cordeiro de Deus foi morto antes da fundação do mundo. Abraão foi justificado porque creu e não porque fez. Mais porque creu, pelo poder de Deus fez.

(Agora teremos um trecho tão infeliz, que nosso amigo adventista enviou um e-mail depois para tentar minimizar os efeitos dessas palavras. Vou deixar em itálico.)
Há de se observar que embora A Palavra de Deus seja suficiente para entender a Salvação, os pecadores, os novos na fé, precisam de pessoas que guiados por Deus, pregam, ensinam e escrevem acerca da salvação. Se assim não fossem, os teólogos não citariam referencias de justificação pela fé de diversos autores, ou os estudantes de teologia não estudariam outros livros além da Palavra de Deus. Portanto, a alegação de que um pecador, um estudante, de um novo na fé, de um ateu, de um espírita, de uma pessoa não precisar ler outros livros para entender a salvação, é diabólica. Pois tira do Espírito Santo a capacidade de usar pessoas, quer pregando, ensinando, quer escrevendo. E, é por isso que homens e mulheres de Deus são usados pelo Espírito Santo para como Judas (3) empregar toda diligencia em escrever acerca nossa comum salvação, sentindo-se obrigado a escrever.
( É o desespero em defender Ellen White que leva os adventistas a dizerem isso. Espero que você repense mais. Uma pergunta para você: Se assim fosse entre vocês, por que depois de Ellen White (1915) não apareceu nenhum outro profeta? Não adianta comparar os escritos de dela com manuais de teologia. Você e eu sabemos que não é verdade. O nome dela está na Crença Fundamental 17(18). Poderia me citar quem mais está junto com Ellen White? As confissões Reformadas Históricas possuem ordem para acreditar em algum homem? Para ser adventista você tem que crer em Ellen White.)Como combater o ensinamento diabólico, de que quem é salvo pela Graça mediante a fé, não precisa ser obediente a Palavra de Deus? Como combater o ensinamento diabólico, de que quem é salvo pela Graça mediante a fé, não precisa guardar Os mandamentos de Deus?( Isso é antinomianismo, concordamos com você. Ou melhor, vocês concordam com os Protestantes Históricos.) Como combater o ensinamento diabólico*, de que o Dia do Senhor não é mais o Sábado do 7º Dia. Sendo que o Próprio Deus declara que Ele não muda, chama o Sábado de “Meu Santo Dia” e “Santo Dia do Senhor”( Isaías 58:13,14- Eclesiastes 3:14-12:13,14-Malaquias 3:6-HEB. 6:18-13:8)?(A prática cristã no Novo Testamento era diabólica? Todos os Reformadores eram diabólicos?) Como devia ser combatido o ensino diabólico da “alta critica” e mil anos de paz ensinado naquela época, que desviava as pessoas da s Verdades da Bíblia?(Engraçado. Quem anunciava a vinda de Cristo após Mil anos era diabólico, mas quem anunciava a vinda de Cristo para 1844 não era diabólico? Dois pesos duas medidas... A alta critica era combatida pelos eruditos fiéis, sabia?)
Essa resposta me causou revolta e pena. Os adventistas precisam mesmo de Jesus. É bom sempre as igrejas pensarem se esse grupo é uma igreja genuinamente cristã. Sei que esse e-mail não transmite o que geralmente vemos em livros adventistas ‘atuais’. Mas é conversando com membros adventistas que se percebe sua exclusividade, e culto em torno de Ellen White.

*Esse é um momento muito perigoso para esse adventista. Chamar o Domingo, o Dia do Senhor, de crença diabólica, mostra que essa gente precisa de Jesus.

Fonte: http://mcapologetico.blogspot.com

1 comentários:

Nuno disse...

Esta contra-argumentação é muito confusa: onde é que se responde com perguntas? Uma pergunta não é uma contra-argumentação, nem um depoimento.

Só quero responder a uma frase: a última:

"*Esse é um momento muito perigoso para esse adventista. Chamar o Domingo, o Dia do Senhor, de crença diabólica, mostra que essa gente
precisa de Jesus."

Meus caros leitores: nenhum profeta que prega a palavra de Deus é bem acolhido quando prega uma mensagem a quem não gosta de a receber. Nem Jesus foi acolhido na sua terra, nem os fariseus aceitaram a mensagem de Jesus sendo mesmo ela a mais correcta. Por isso vos digo: se alguém fala assim desta forma então o melhor é reverem bem os vossos fundamentos... não deixe de ler a Bíblia