terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

HISTÓRIA DO UNICISMO MODERNO Ou RETORNO DA VELHA HERESIA SABELIANA

Essa doutrina surgiu em uma reunião pentecostal das igrejas Assembléias de Deus realizada em abril de 1913, em Arroyo Seco, nos arredores de Los Angeles, na Califórnia, numa cerimônia de batismo. O preletor, R. E. McAlister, disse que os apóstolos batizavam em nome do Senhor Jesus e não em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e quando as pessoas ouviram isso ficaram atônitas. McAlister foi notificado que seu ensino possuía elementos heréticos. Ele tentou esclarecer sua prédica, mas ela já havia produzido efeito. Um de seus ouvintes era John Sheppe que após aquela mensagem, passou uma noite em oração, refletindo a mensagem de McAlister e concluiu que Deus havia revelado o batismo verdadeiro que seria somente em nome de Jesus. Também Franck J. Ewart, australiano, adotou essa doutrina e em 15 de abril de 1914 levantou uma tenda em Belvedere, ainda nos arredores de Los Angeles, e passou a pregar sobre a fórmula batismal de Atos 2.38. Comparando com Mt 28.19, chegou à conclusão de que o nome de Deus seria então somente o nome Jesus.

É verdade que o batismo somente no nome de Jesus era praticado por pastores pentecostais como Howard Goss e Andrew Urshan, mas foi somente com Franck J. Ewart que o batismo em nome de Jesus desenvolveu teor teológico próprio. Assim, em 15 de abril de 1914, Franck J. Ewart e Glenn Cook se batizaram mutuamente com a nova fórmula. Esse movimento começou então a crescer em cima dessa polêmica e ficou conhecido por vários nomes como: Nova Questão, movimento Somente Jesus, o Nome de Jesus, Apostólico, ou Pentecostalismo Unicista.

A essência da doutrina unicista é a centralização no nome de Jesus. Os teólogos unicistas entendem que a expressão em nome, de Mateus 28.19 referindo ao Pai, Filho e Espírito Santo são apenas nomes singulares de Jesus. Assim, o que parecia ser apenas uma polêmica referente à fórmula batismal resultou na negação da doutrina da Trindade. Os unicistas não aceitam a pluralidade de pessoas na unidade Divina, qualquer referência à idéia de Trindade eles interpretam como sendo várias manifestações de Deus ou de Jesus. Logo não são contra a Trindade pelo fato de não crer que Jesus seja Deus, mas ironicamente pelo fato de crer que Deus é só Jesus.



O que Diz o Unicismo?

O Unicismo diz que Jesus é Deus Pai e é o Espírito Santo.....

Será???

Dentro da unidade do único Deus existem três pessoas distintas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo; e estes três compartilham da mesma natureza e atributos; então, com efeito, estes três são o único Deus.

Há muitos cristãos evangélicos que consideram o movimento Pentecostal Unicista (também conhecido como "Só Jesus") como um movimento cristão evangélico. A realidade é que este movimento está muito longe de ser considerado como cristão; está mais para uma seita. Uma das definições teológicas de seita é: Qualquer grupo que se desvia das doutrinas fundamentais do cristianismo, como a Trindade, a divindade de Jesus Cristo e a salvação pela graça, através da fé em Jesus Cristo somente.

Os maiores grupos o melhores conhecidos que compõem o movimento Pentecostal Unicista são:

• Igreja Apostólica da Fé em Cristo Jesus
• Igreja Pentecostal Unida
• Igreja Pentecostal da Fé Apostólica
• Igreja Evangélica Cristo Vive (Miguel Angelo)
• Outros grupos independentes que também crêem na unicidade de Deus, como por exemplo, a Igreja Voz da Verdade, Pentecostal Unida do Brasil, Tabernáculo da Fé, Igreja de Deus do Sétimo Dia etc.

Os pentecostais unicistas negam uma doutrina fundamental do Cristianismo: a doutrina da Trindade.

Este artigo foi escrito exclusivamente para alertar ao corpo de Cristo acerca deste movimento sectário e demonstrar à luz das Escrituras como os Unicistas estão equivocados sobre a verdadeira natureza de Deus. Seguimos a orientação de Judas 3, que nos exorta a lutar ardentemente pela fé que uma vez por todas foi dada aos santos.


O ARGUMENTO UNICISTA
A doutrina unicista está baseada no entendimento de duas verdades bíblicas. Estas bases bíblicas são usadas como fundamentos sobre o ponto de vista que tem de Deus e Jesus Cristo. A primeira verdade bíblica é que há somente um Deus e que Jesus é Deus. Destas duas verdades, os Unicistas deduzem que Jesus Cristo é Deus em sua totalidade, sendo assim, Jesus tem que ser o Pai, o Filho e o Espírito Santo, rechaçando a doutrina da Trindade.


O ARGUMENTO TRINITÁRIO
A Igreja, através dos séculos, sempre ensinou que dentro da unidade do único Deus existem três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo; e estás três pessoas compartilham da mesma natureza e atributos; então, com efeito, estas três são o único Deus.

A teologia unicista ensina que Jesus Cristo é o Pai encarnado, e que o Espírito Santo é Jesus Cristo também. Estes ensinamentos são o pilar da teologia unicista. Vejamos se esta noção está em harmonia com as Escrituras.



PRINCIPAIS GRUPOS UNICISTAS MODERNOS

-Igreja Evangélica Voz da Verdade (IEVV);
-Igreja Só Jesus;
-Igreja Local (Witness Lee)
-Adeptos do Nome Yehoshua e Suas Variantes;
-Tabernáculo da Fé.
-A Voz da Pedra Angular (Willian Soto Santiago)
-Ministério Internacional Creciendo en Gracia
-Igreja Cristo Vive (do apostolo Miguel Ângelo)
-Igreja Apostólica da Fé em Cristo Jesus
-Igreja Pentecostal da Fé Apostólica
-Pentecostal Unida do Brasil,
-Igreja de Deus do Sétimo Dia
-Cruzada Paz Celestial,
-Evangélica Apostólica,
-Comunidade Pentecostal Beneficente Cristã,
-Primitiva do 7º dia,
-Tabernáculo de Deus,
-Pentecostal Novo Nascimento em Cristo e outras...

A teologia unicista ensina que Jesus Cristo é o Pai encarnado, e que o Espírito Santo é Jesus Cristo também. Estes ensinamentos são o pilar da teologia unicista. Esta noção, se dá pra assim chamar, será que está em harmonia com as Escrituras??

27 comentários:

josue disse...

trin nuca foi biblica mas rom pasm a unica trin bi es em apo 20;10;gn1:26;o S fa C os anj e ex ocap 18:q apa a Abr mas dei alg Vs p v ex p o q v tem e teo a q mata o Esp e per na carne inf,ex3:14;sing is40:12-14;44:6;Zc14:9,Sal24;1Co2:8,2Co5:18-19 Jo14:8-10;s alg ex p sua med, o inv da foi o diabo e v s q ele e o maior uni Ti 2:19; e Ap 4:2;ond est os out dois?

Anônimo disse...

Que tal você escrever melhor o português?

michel disse...

pai nao e nome filho nao e nome e espirito santo nao e nome mais a palavra de deus nos dis ouvi, israel, o senhor, nosso deus,é o unico senhor.dt6,4 e porque nao tem nenhun batismo na biblia sendo mencionado a trindade? sera que os apostolos errarao o batismo? eu ceio que nao.

michel disse...

se o pai foi quem fez jesus me esplica por que na biblia mostra que quem envouveu maria foi o espito santo. entao jesus nasceu de um adulterio? e na biblia nos mostra que nós somos a noiva do cordeiro, e o cordeio é jesus. entao nós precisamos ter o nome do noivo, se nao o noivo virá buiscar a sua noiva e elá nao vai ter o nome do noivo, vai ter os titulos, pai, filho,e espito santo, porque estes nao sao nomes sao titulos, porque todo pai tem um nome e todo filho tem um nome, em mateus,28,19 jesus mandou batizar em um nome e qual é este nome,e en atos,2,38 pedro nops da o nome que é jesus,se a unicidade de deus fosse eresia como os catolicos disen os apostos nao batisarian en nome de jesus.catolicos porque todos aqueles que creen na santissima trindade sao catolicos inrrustidos

O Peregrino disse...

Graça e paz Michel, me explique João 14:16 por favor.

Anônimo disse...

Lucas 24.45-49 Somente apos a ascenção de Cristo eles entenderam as Escrituras e q em SEU NOME pregassem a remissão de pecados (batismo).

Cassio disse...

Creio na unicidade.minha argumentação sobre a trindade:
Por quê os Hebreus em sua fé milenar e nos seus encontros tão intimos com Deus com tantas experiêcias não descobriram a trindade? prefiro me apegar as crenças hebraicas a maneira com que se apegavam a Deus (Dt 6) um único Deus, do que crer em um concílio católico de 326 a.C. onde adaptou a maneira de ver Deus de forma pluralista, distinta que quer dizer: diferêntes, 3 pessoas diferêntes mas a mesma. Judeu nenhum admite isso será por quê?

Anônimo disse...

Me explique João 14:16 por favor.

Anônimo disse...

Cassio, me explique o significado de João 14:16, um outra coisa, os Judeus ainda estão esperando a vinda do Messias, o Cristo ainda não veio para eles ok?

Eduardo disse...

o unicismo é a real doutrina cristocentrica a trindade é uma farsa romana a Biblía mostra que Deus é Espirito jo:4.24 e nao pessoa,
como falam os trinitaristas Deus é único is:44.24 tg.2.19 ap:4.2 jo:14.6-11 jo:1.1-3 etc. Que Deus te Liberte desta mentira que Jesus (Yeshua) abra asua mente. Graça e paz pr.Eduardo

Anônimo disse...

Pr. Eduardo, me explique João 14:16

Vicom Info disse...

Olá Anônimo, Em Genesis
Cap:1v1 A Palavra Deus é Elohim
Que significa Atributos de Deus e não personalidades, GN 1v26 REfere-se a iamagem e semelhança, São Atributos divinos e não personalidades GN 1v27 mostra a criaçao de deus no singular e nao no plural, Repare em is:44.24 Deus dis que sozinho fez tudo mostrando o Monoteimo e nao Politeismo, agora sua resosta jo:14 v18, responde o vesiculo 16, repare que Jesus mostra que ele é o pai, quem deixa ofao se nao o pai, Deus é espirito que abitava no corpo chamado jesus o corpo rogava ao espirito, mt: cap 1 v18, o Espirito consebe o corpo que é jesus, jo: cap14 v9, quem via a jesus via ao pai, porque ele era o pai o espirito no corpo, jesus era chamado de filho porque o Espirito que é Deus que é o pai, o jerou na terra e todos quantos sao jerados é chamado de filho. pr. Eduardo graça e paz.

O Peregrino disse...

Pr Eduardo, quantos textos fora do contexto, isso é uma lástima.
Não é ELOHIM mas ULHIM (veja o Dicionário Bíblico Hebraico-Português, de Luis Alonso Schökel, pag. 33) palavra hebraica original que significa "O Ser Eterno Criador". Como palavra plural que é, seria mais correto traduzirmos ULHIM como "Os Seres Eternos Criadores". O texto de Provérbios 30:4 já nos evidencia esta pluralidade, com relação ao Criador Pai e ao Criador Filho. A palavra ULHIM traz em si todos os atributos de oniciência, onipresença, onipotência, e todos os demais atributos que somente podemos atribuir a um Ser Supremo. Contudo, a pluralidade evidenciada por Provérbios 30:4, além da mesma pluralidade ser igualmente evidenciada em João 1:1 quando diz: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com ULHIM, e o Verbo era ULHIM", nos conduzem, inegavelmente, a mais de um Ser Supremo.
As escrituras nos apresentam TRÊS NOMES, sendo os Três referidos como ULHIM (Seres Eternos Criadores), no plural. Nas páginas das escrituras, encontramos o Nome YAOHUH, encontramos o Nome YAOHUSHUA e encontramos o Nome RUKHA, sendo que esse último é apresentado logo no segundo verso de Bereshiyt (Gênesis) no Tanakh.
O simples fato das escrituras nos apresentarem TRÊS NOMES, já seria suficiente para que aprendêssemos que há Três Seres Espirituais Eternos Criadores, e não apenas um.
O Criador tem um Filho inimaginavelmente valioso

Somente uma total cegueira espiritual poderá bloquear a visão de tão clara revelação escritural acerca do Criador e do Seu Filho, o Qual é valiosíssimo ao Criador, o Qual O gerou com um propósito claro e definido nas escrituras:

TEHILIM (Salmo) 2 leia por favor.

Fique na Paz de Jesus.

O Peregrino disse...

A resposta de João 14:16 não foi contundente, tem de explicar o que o versículo mostra e não inserir textos fora do contexto.

Pr. Eduardo disse...

Ola Peregrino, Lástima é Negar a Unicidade de Deus e aceitar o paganismo Romanista Trazer as Palavras Originais é como não discernir Hebraico Português, Um Judeu jamais defenderia politeísmo e a Bíblia diz que a Salvação vem dos Judeus João cap.l v11-12 Leia o novo Testamento Judaico se Fossemos agregarmos o Hebraico Oriundo e o Grego Não pronunciaríamos a Palavra Jesus e sim Yeshua Sempre Voltando para o Assunto Trinitarista Os Apóstolos Nunca Referisse a Deus como Deus trino ou trino Deus ou Deus Tri uno é um absurdo aqueles que dizem ser Cristãos Usar Vocábulos Ante Testamentário não quero Entrar em assuntos Teológicos mas Falar sobre
o Evangelho Jesus disse eu e Pai somos um: João 10V30 ele não disse 2 mais 1 o Pai que é Espírito e não Pessoa João 4v24 Estava falando que era um na matéria ou seja o Espírito que é Deus Habitando no Corpo que foi gerado pelo próprio Espírito Chamado Jesus, em João Capitulo 14 v 6 diz: Eu sou o caminho a verdade e a vida ninguém vem ao Pai se não por mim.
Repare que Jesus diz: Ninguém vem ao Pai muitos pregadores falam que Jesus disse ninguém vai ao Pai Criando duas Personalidades enquanto o versículo mostra uma personalidade QUE É JESUS ( PESSOA CORPO ) Vamos finalizar afirmando se Deus fosse uma pessoa algo que ele não é e sim Espírito João 4 24 E Jesus fosse outra ele não tinha dito em João 14 v6 Ninguém vem ao Pai e porque ele disse isso porque era o próprio Pai falando na matéria chamado Jesus Leia Judas v 4 Apocalipse 4 v 2 e 3 A um só Trono no Céu Porque a só Deus para Assentar-se neste trono. Diga não ao paganismo Romano. Deus te abençoe em nome do Único Deus Jesus Yeshua PR.Eduardo
WWW.FEPERFEITA.COM.BR

O Peregrino disse...

Quanto absurdo, não se esqueça que os Judeus ainda estão esperando pelo Messias ou Cristo ou Yeshua Hamashia, isso significa que o Novo Testamento não significa nada para eles, somente os Judeus Messianicos é que acreditam em Jesus e na trindade.
João 14:16 diz tudo o que você quer saber, esses versículos que você colocou são fracos, não provam nada.
Há um Deus trino, a Bíblia aponta isso, o que é um absurdo é acreditar na doutrina de Sibélio, um herético primitivo.
Esse pessoal do Tabernáculo da Fé costumam dizer que a trindade veio do romanismo, até parece que não conhecem a história da Igreja primitiva.

O Peregrino disse...

As escrituras nos apresentam YAOHUH, YAOHUSHUA e RUKHA, mostrando escrituralmente que há Três Seres Eternos Criadores, e não somente um, como vocês querem afirmar.

Anônimo disse...

Estevão ao ser apedrejado olhou para CHEIO DO ESPÍRITO SANTO, olhou para o Céu e contemplou o PAI ASSENTADO NO TRONO E JESUS CRISTO de pé ao lado dele (At. 8) Pelo q m constam são 3 Pessoas ae ou naum ?? E no Batismo de Cristo, João viu o Espírito Santo descendo sobre Ele em forma corpórea de uma pomba e o Céu se abriu e veio uma voz de la dizeno: Este é o Meu Filho Amado em quem m comprazo! Novamente percebo 3 Pessoas presentes!!! Jesus disse q subiria para o Pai e enviaria o Espírito Santo, e akeles q o recebessem como Senhor e Salvador, ELES VIRIAM E FARIAM nele morada!!! Eles pelo q eu entendo de português, do qual sou professor, significa plural !!! Fora destes textos há dezenas de outros onde aparecem PAI FILHO E ESPÍRITO SANTO, Pessoas distintas porém consubstanciais... to lendo mta babozeira e pouca doutrina, pouca Palavra e mtas opiniões !!! Vamo recorrer a Bíblia aeee gente... ela é a Única fonte de conhecimento do Cristão !!! menoss axeologia !!!

Anônimo disse...

Joao viu a pomba e ouviu a voz do pai. Deus e onipresente e nada o impede de estar na terra como um homem jesus e no ceu. Nao sejamos limitados. O corpo do filho era limitado,mas o espirito do pai nao. O espirito santo nao estava retido ao corpo fisico de jesus,tambem e onipresente e pode se revelar acima ou ao lado de jesus. Isso nao significa q sejm diferentes

D47857dior disse...

APOCALIPSE 3.21 DERRUBA O UNICISMO E O ARGUMENTO DO "UM SÓ TRONO NO CÉU", VEJAMOS:
Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no MEU trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai NO SEU trono.
APOCALIPSE 3.21
Duas Pessoas distintas sendo adoradas no céu:
APOCALIPSE 5:13
E ouvi a toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que estão no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: AO QUE ESTÁ ASSENTADO SOBRE O TRONO [01- Deus Pai Jeová], E AO CORDEIRO [Deus Filho Jesus] sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre.
Apocalipse 5:13

3º - A PALAVRA TRINDADE NÃO EXISTE NA BÍBLIA ASSIM COMO A PALAVRA UNICISMO. A Bíblia não é um dicionário nem enciclopédia para ter que conter esta ou aquela palavra específica; se assim o fosse, poderíamos alegar que namoro também não existe, que televisão não existe porque não tem na bíblia, que escatologia não existe e etc, percebe a ignorância da pergunta?

marcelo victor disse...

Srs,
O Velho Testamento nos mostra quem era Jesus antes de encarnar-se, ou seja, a eterna Palavra de Deus (Salmo 33:6, 107:20, 119:89, 147:15-18). Tais registros nos permitem concluir, claramente, que a Palavra de Deus é o próprio "Espirito que saiu da boca de Deus" (Sl 33:6), invalidando, assim, a doutrina herética da trindade, pois Palavra e Espírito são a mesma pessoa (o mesmo ser).

O Novo Testamento, como era de se esperar, comprova exatamente isso, dizendo que Jesus Cristo é a eterna Palavra de Deus, como afirma Ap 19:13: "E estava vestido de veste tingida em sangue; e o nome pelo qual se chama é A Palavra de Deus".

Coexistiriam, em Jesus, duas naturezas distintas: a humana e a divina?

A Bíblia diz que Jesus, por causa da paixão da morte, esvaziou-se da forma divina, na qual vivia, colocando-a de lado, e, despido dela, assumiu completamente a forma humana (Fp 2:6,7), sendo chamado de segundo Adão (1 Co15:45).

De tal sorte que, em tudo, a Palavra de Deus tornou-se SEMELHANTE AOS HOMENS, pois somente assim Ela poderia realizar um sacrifício perfeito ("Pelo que convinha que em TUDO, fosse semelhante aos irmãos" - Hb 2:17).

No entanto, em uma visão mais ampla, acerca da divindade, embora o Verbo tenha se tornado carne, a Palavra não deixou de ser Deus, pois, ao mesmo tempo em que veio à terra para morrer pelos pecadores, Ela estava viva no coração do onipresente Deus, o qual, conforme nos mostra Mt 3:17, bradou do céu, no batismo de Jesus, dizendo: "Este é o meu Filho amado, em que me comprazo" (Deus não ficou mudo).

Esvaziar-se de si mesmo, significa que a Palavra de Deus esvaziou-se da Sua glória, ou seja, dos Seus atributos divinos (Rm 1: 20), para morrer pelos pecadores. Caso contrário, não poderia, em hipótese alguma, ser considerado um homem perfeito.

Há textos que comprovam esse esvaziamento:
1 - A Palavra vazia da onisciência: "Mas, daquele Dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai" (Mc 13:32).
2 - A Palavra vazia da onipresença: "Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido" (Jo 11:21).
3 - A Palavra vazia da onipotência: "É me dado todo poder no céu e na terra" (Mt 28:18).

Todavia, embora vazio da divindade e do Seu eterno poder, permaneceram, no segundo Adão, os atributos morais de Deus (santidade, justiça e bondade), pois Jesus foi gerado sem pecado.

Ocorre que é difícil nos livrarmos dos conceitos trinitarianos, os quais não nos deixam reconhecer, de fato, tal esvaziamento, fazendo-nos aceitar que, ao invés de esvaziar-se da natureza divina, Jesus agregou a ela a natureza humana, perfazendo duas naturezas na mesma pessoa.

Com tal pensamento, os trinitarianos, sem perceber, invalidam o texto bíblico que fala sobre o esvaziamento de si mesmo e terminam por acreditar e defender que houve, na verdade, um acréscimo (outra heresia antibíblica).

Porém, Hebreus 2:7 comprova que Jesus tornou-se verdadeiramente homem, pois foi feito, por um pouco de tempo, MENOR DO QUE OS ANJOS, de sorte que, se Ele mantivesse Sua natureza divina e seu eterno poder, a Bíblia teria faltado com a verdade.

Assim sendo, ser semelhante aos seus irmãos EM TUDO (Hb 2:17), significa, necessariamente, que em NENHUMA circunstância Ele poderia estar de posse da natureza divina, mesmo que neutralizada.

Imaginemos que uma pessoa diga que abriu mão de toda sua fortuna para viver como uma pessoa pobre, porém, de fato, apenas decidiu não usar seu dinheiro, mantendo-se dono da fortuna. Achas que essa pessoa verdadeiramente abriu mão da sua riqueza? Claro que não.

Observação: se Jesus mantivesse sua natureza divina, por certo, quando José (seu pai) ficou enfermo e/ou morreu, Jesus o teria salvado da enfermidade/morte, mas a Bíblia nos mostra que Seu ministério iniciou-se somente depois de ter sido ungido pelo Espirito Santo, o que não o impedia, é claro, de ser santo, sábio e irrepreensível, pois fora gerado num estado de perfeição moral e intelectual, como Adão.

(continua)

marcelo victor disse...

Assim sendo, a Palavra de Deus, ao encarnar-se, verdadeiramente abriu mão dos seus atributos divinos (onipresença, onipotência e onisciência, imutabilidade, eternidade) e se tornou um ser humano pleno, limitado no tempo e espaço, exatamente como os demais.

Mas, e os milagres e as maravilhas que eram operados por Jesus, quem os fazia então? Jesus disse que o Pai que estava n´Ele era quem fazia as obras (Jo 14:10), ou seja, quando Jesus foi ungido pelo Espirito Santo, no batismo, Ele recebeu poder para realizar os milagres e conhecer os segredos dos corações e das mentes, cumprindo-se, assim, o que está escrito em Isaías 11:2 e 66:1.

Tal acontecimento explica a razão das incessantes orações que Jesus fazia para receber poder, a fim de vencer as tentações e realizar as obras de Deus, e, também, nos revela como o Pai pôde afastar-se d´Ele por ocasião da crucificação (retirando-Lhe o Espirito Santo), de forma a receber os pecados de toda a humanidade em Seu corpo de carne.

Outra dificuldade que os trinitarianos tem para aceitar essa verdade reside no fato da Bíblia dizer que, em Jesus, habitava, corporalmente, toda a plenitude da divindade (Cl 2:9), o que parece contrariar o esvaziamento citado em Fp 2:7.

Ocorre que, no homem Jesus, habitava toda a plenitude de Deus, ou seja, n’Ele tínhamos o Pai, a Palavra e o Espírito Santo, conforme disse João Batista: "Porque aquele que Deus enviou fala as Palavras de Deus, pois não Lhe dá o Espírito por medida" (Jo 3:34).

Ou seja, Deus derramou em Jesus TODA a plenitude da divindade, representada pelo Espirito Santo (João 1:16, João 3:34), o qual Lhe revelava toda a perfeita vontade de Deus, os mistérios divinos, os sentimentos/pensamentos das pessoas e Lhe dava virtude e poder para curar e operar maravilhas:
1 - Jo 3:32: "E aquilo que ouviu e viu... ".
2 - Jo 3:11: "Nos dizemos o que sabemos e testificamos o que vimos... ".
3 - Jo 5:19: "O Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se não o vir fazer o Pai porque tudo quanto ele faz, o Filho faz igualmente".
4 - Jo 5:30: "Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma; como ouço, assim julgo, e o meu testemunho é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do pai que me enviou".
5 - Jo 8:26: "O que tenho ouvido, isso falo ao mundo".
6 - Jo 12:49-50: "Porque eu não tenho falado de mim mesmo, mas o pai que me enviou, ele me deu mandamento sobre o que ei de dizer e o que ei de falar. E sei que o seu mandamento é a vida eterna. Portanto, o que falo, falo-o como o Pai mo tem dito".
7 - Jo 14:10: "As palavras que vos digo, não as digo de mim mesmo, mas o pai que está em mim é quem faz as obras".
8 - Jo 15:15: "Tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer".
9 - Lc 4:14: "Então, pela virtude do Espirito, voltou Jesus para a Galiléia".
10 - Lc 5:17: "E a virtude do Senhor estava com ele para curar".

Por isso, é que está dito que o Pai entregou TUDO nas mãos do Filho (Jo 3:35, Lc 10:22, Jo 5:20).

(continua)

marcelo victor disse...

Outrossim, para entender a plenitude da divindade que foi dada a Jesus é importante relembrar o que foi dito anteriormente: a Palavra de Deus é o Espirito que saiu da boca de Deus (Sl 33:6), o qual (o Espírito) é o próprio Deus (três vezes santo), pois Deus não tem um Espírito, Ele é Espirito (Jo 4:24). Assim sendo, Deus é o Espirito Santo, que, por sua vez, é a própria Palavra de Deus; e os três são UM (1 Jo 5:7).

A Bíblia fala também de uma glória terrena de Jesus, a qual consistia na GRAÇA e VERDADE que Sua pessoa trouxe ao mundo, em toda sua plenitude (Jo 1:14-17), de forma que estavam escondidos n´Ele todos os tesouros da sabedoria e da ciência divina (Cl 2:3), não havendo outro nome pelo qual devamos ser salvos (At 4:12).

No entanto, como vimos anteriormente, a glória que tinha antes de se fazer carne, a Palavra de Deus deixou de possuir. Por isso Jesus clamou: "E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse" (Jo 17:5).

O que significa, então, a GLÓRIA, relatada em Jo 17:5?

Conforme dito anteriormente, a Bíblia nos revela, em Rm 1:19-23, que a GLORIA de Deus representa os atributos invisíveis de Deus (o Seu eterno poder e divindade), os quais nos foram manifestados nas obras da criação (na natureza).

Assim sendo, de uma maneira real e concreta, o infinito Deus tornou-se finito, o eterno Deus tornou-se mortal, o onipotente Deus limitou-se ao poder humano, o onipresente Deus limitou-se a ser apenas presente, o onisciente Deus limitou-se a ser apenas ciente, o imutável Deus tornou-se mutável, o Senhor de todas as coisas tornou-se servo, o invisível Deus tornou-se visível, Aquele não pode ser tentado pelo mal deixou-se tentar e Aquele que é três vezes santo fez-se maldição na cruz.

Ao vencer o inferno e a morte, a Palavra de Deus voltou para o seio do Pai, onde sempre esteve (Jo 3:13), recebendo, de volta, toda a GLÓRIA que possuía antes que o mundo existisse.

Para finalizar, os trinitarianos citam, comumente, Hb 1:3, a fim de justificar que a Palavra feita carne não se esvaziou da Sua divindade: "O qual (Jesus) é o resplendor da Sua glória e a expressa imagem da sua pessoa (de Deus)" (Hb 1:3). No entanto, eles se esquecem de que o primeiro Adão também foi criado em estado de perfeição, trazendo a imagem e a semelhança de Deus, tal como Jesus (Gn 1:26-27).

Por isso devemos amar o Senhor Jesus de todo o nosso coração, pois Ele verdadeiramente abriu mão da sua glória (Fp 2:6), e, como homem de verdade, venceu as tentações e suportou todo o vitupério por amor a nós, sendo fiel até a morte, diferentemente de Adão.

Deus vos abençoe!!!

O Peregrino disse...

Victor, me explique João 14:16 por favor, e depois Provérbios 30:4, só isso já é o suficiente.

marcelo victor disse...

Nobre peregrino,
A Bíblia não pode contrariar-se, portanto, se o irmão não refutou os versos que foram apresentados (para os quais não vejo possibilidade de refutação), logo concluo que tu estás de acordo com a minha interpretação dos que eles dizem, correto?

Pois bem, em Jo 14:16, Jesus estava falando de uma mudança radical que haveria na vida dos apóstolos após Sua partida, pois o Consolador (Jesus) que eles viam e tocavam pessoalmente ("...o que VIMOS com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos TOCARAM da Palavra da vida" - 1 Jo 1:1) subiria aos céus e não estaria mais, EM PESSOA, com eles. Todavia, disse Jesus, que viria "outro" Consolador. Será que devemos entender isso literalmente?

Embora Jesus tenha dito que são bem-aventurados os que não viram e creram (Jo 20:29), por vezes, eu confesso que invejo os apóstolos por terem tido o privilégio de tocar na Palavra da vida (creio que o irmão também). Mas, infelizmente, não foi assim para conosco.

Quem seria, então, esse "outro" Consolador? A Bíblia nos mostra que esse "outro" Consolador, de que falou Jesus, é Ele próprio, pois, entre outras coisas, Jesus disse aos apóstolos que Ele e o Pai viriam fazer morada em seus corações (João 14:23). Será que Ele próprio não veio? Numa leitura literal, eu diria que Jesus não cumpriu essa promessa, o que prova que Suas palavras eram simbólicas.

Jesus disse, ainda, que estaria conosco todos os dias das nossas vidas até a consumação dos séculos (Mt 28:20). Será que Ele próprio não esteve com os apóstolos e não está conosco? Numa leitura literal, Jesus também não cumpriu mais essa promessa.

Por isso, ao usar a expressão "outro", concluímos, tão somente, que Jesus falava do novo ministério que Ele inauguraria depois de Sua ascensão aos céus, ou seja, o ministério do Espirito. Essa era a mudança, ou seja, a outra forma de consolar os discípulos.

Não podemos nos esquecer, ainda, de que, ao subir ao céu, a Palavra de Deus voltou a ser onipresente, de sorte que Ela está em todos os lugares ao mesmo tempo, e, como prova final, de que a expressão "outro" não significa "outra pessoa", perceba que, numa das aparições aos apóstolos, Jesus, em pessoa, soprou, de si mesmo, o Espirito Santo sobre eles (Jo 20:22). Teria, Ele, soprado outra pessoa de dentro de si?

Quanto a Pv 30:4, Salomão, pelo Espirito Santo, escreveu o Livro de Provérbios depois que Davi, seu pai, havia dormido o sono dos justos, pois só então recebeu a sabedoria da parte de Deus para fazê-lo.

Ou seja, Salomão conhecia as Escrituras Sagradas e havia lido o que Deus, pela mão de Davi (At 4:25), havia escrito sobre o Messias: "Tu és meu FILHO; eu hoje te gerei...beijai o FILHO para que não se ire" (Sl 2:7).

Dessa forma, fica provado que Salomão sabia que o Filho de Deus seria gerado futuramente, da sua própria descendência, e que Ele sofreria e seria morto pelos nossos pecados (Sl 22 e Sl 69). Por isso não vejo incoerência alguma nas palavras de Salomão, nem mesmo prova da doutrina herética da trindade.

Termino este comentário, dizendo duas coisas:
1 - Quando nos referimos ao espirito, à palavra e à sabedoria de determinada pessoa, não significa que estamos falando que existem três pessoas distintas na mesma pessoa. Da mesma forma, quando a Bíblia fala do Espírito de Deus, da Palavra de Deus e da sabedoria de Deus, ela não está falando de três pessoas distintas.

2 – O homem foi criado à imagem e semelhança de Deus (que os trinitarianos dizem ser três pessoas distintas), mas nem por isso somos três pessoas; podemos, sim, desempenhar vários papeis e ministérios. Todavia, fica a pergunta, com relação à criação do homem: que imagem e semelhança seria essa então? Pense nisso!

De qualquer forma, estou aberto às possíveis refutações dos textos bíblicos que apresentei, bem como das interpretações que Deus me deu.

Deus te abençoe!

O Peregrino disse...

Quanta Asneira!!! Isso não é do alto e sim terrena e...
Jesus não cumpriu a promessa???
Simbólico??
Tais embaraçado meu amigo, sua alusão é terrena, justificando sua doutrina, mais nada, outra coisa; Provérbio 30:4 foi Agur quem escreveu e não Salomão, inclusive a resposta está em João 3:13 onde Jesus disse a Nicodemus.
Só faltava você dizer que quando o Filho foi gerado (Salmos 2) é no sentido simbólico, mas não vou perder tempo com quem está com a mente calterizada, você infeslimente está cego espiritual, necessita passar pelo novo nascimento, lamento dizer isso. Jesus não cumpriu!! Isso é o fim da picada.

O Peregrino disse...

Para quem está sendo enganado pelo unicismo, aconselho ler este artigo abaixo:
http://yaohushua.antares.com.br/unicismo01.htm