domingo, 21 de setembro de 2014

TJs: O trabalho destrutivo

As TJs vão, como elas dizem, de casa em casa, mas não o fazem com o propósito de:

1. Chamar os pecadores ao arrependimento para com Deus e a fé de nosso Senhor Jesus Cristo (At 20.20-21);

2. Não vão pregar a justificação pela fé (Rm 5.1);

3. Não vão para expor a imprescindível necessidade do novo nascimento (Jo 3.3) que entre elas é entendido como necessário apenas para 144 mil pessoas. Não!

4. Vão com um plano de ataque combatendo todas as doutrinas do Evangelho de Cristo;

5. Avalie o leitor:

a) No livro de estudo “Conhecimento Que Conduz à Vida Eterna”, p. 14/7 lemos: Um harmonioso tema permeia a Bíblia. Que tema é esse? E a vindicação do direito de Deus governar a humanidade e a realização do seu propósito amoroso por meio do Reino.

b) Continua o citado livro, na página 69/20: A nossa salvação não é a justificativa principal para a vida e a morte de Jesus na terra.

Resposta Apologética:

Perguntamos: O tema central da Bíblia é a vindicação do direito de Deus governar a Terra? Algum tempo isso esteve em dúvida? Não é isso que lemos na Bíblia. Lemos que o domínio de Deus sobre sua obra nunca foi questionado (Sl 24.1; Dn 4.35; Is 43.13; 61.2 comparado com Lc 4.16-29). A nossa salvação não é a justificativa principal para a vinda de Jesus à Terra? Não foi Paulo que afirmou isso em 1 Tm 1.15: Fiel é a palavra a digna de toda aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar aos pecadores, dos quais eu sou o principal? Qual o propósito da sua vinda ao mundo? Ele mesmo afirmou em Lc 19.10 qual foi esse propósito: buscar a salvar os pecadores. Para isso Ele morreu por nós (Rm 5.8); carregou nossos pecados sobre a cruz (1 Pe 2.24) e ressuscitou corporalmente dentre os mortos (Rm 4.25). Errar no propósito principal da vinda de Jesus ao mundo é errar no essencial. Ensinar o contrário é doutrina de demônios (1 Tm 4.1).


http://www.cacp.org.br/tjs-o-trabalho-destrutivo/

0 comentários: