segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Uma época em que 'os 144.000' recebiam transfusões de sangue.

É fato que a Liderança das Testemunhas de Jeová adverte  seus seguidores a não receberem sangue desde a década de 40. O Corpo Governante mudou essa simples advertência em 1961, passando a expulsar qualquer Testemunha de Jeová que aceitar, ou doar, sangue.

 “Se, no futuro ele persistir em aceitar transfusões de sangue ou em doar sangue [...] deve ser cortado por ser desassociado” – (A Sentinela – 01/12/1961, p.736).”

Não é incomum ler, ou ouvir, da parte dessa comunidade religiosa, a seguinte afirmação: "Respeitamos a santidade do sangue!"


O que muitas ‘Testemunhas’ não sabem, é que a liberdade de receber transfusões de sangue no passado não era 'tão fechada' assim, nem considerado um pecado tão sério. Até mesmo os ungidos podiam receber sangue e continuar participando da Refeição Noturna do Senhor (ou, Santa Ceia).  Abaixo a prova desta minha afirmação, na sessão Perguntas dos leitores’ de A Sentinela:

Uma das testemunhas de Jeová, que afirma ser ela do restante ungido, esteve recentemente, hospitalizada e aceitou voluntariamente uma transfusão de sangue. Deve-lhe permitir que participe dos emblemas do pão e do vinho na ocasião do Memorial? – R. J. Estados Unidos.

“Acreditamos que ela fez a coisa errada, contra a vontade de Deus. Todavia, nunca se deu instrução às congregações no sentido de desassociarem os que voluntariamente recebem transfusões de sangue ou os que as aprovam... Visto que a pessoa não é desassociada por causa de ter recebido voluntariamente uma transfusão de sangue ou por ter aprovado que um ente querido seu aceitasse uma transfusão de sangue, não se tem o direito de excluir essa irmã da celebração da Refeição Noturna do Senhor. A Sentinela, 1959 p. 255.

A liderança das testemunhas de Jeová considerava pecado, como demonstram na linguagem usada, tanto que nesta resposta, dizem que não poderiam participar de privilégios internos (possuir algum cargo). Porém, o maior de todos podia participar dos emblemas da Refeição Noturna, isto é, ser uma dos 144.000 Ungidos que iriam para o céu! Bem como continuar sendo uma Testemunha de Jeová! Algo contraditório, não é mesmo?


Lamentamos a mudança, isto significou morte no caso de milhares.

0 comentários: