quinta-feira, 9 de maio de 2013

HEBREUS 3 & 4 (Greg Taylor)

Estudamos Colossenses 216-17, Gálatas 4:10.

Em seguida em meu estudo, eu fui aos capítulos três e quatro de Hebreus.

Não há tempo ou espaço para fazer um estudo completo de qualquer uma destas passagens, mas seria útil ler estes capítulos antes de ler meus comentários.

Eu notei que a palavra "hoje" é usada 5 vezes. Eu observei também que os filhos de Israel não entraram no descanso de Deus por causa da incredulidade.

Eles estavam descansando cada semana no 
sábado no deserto, porque se eles não fizessem isso, eles seriam executados por quebrar o sábado. Mas eles se perderam por causa da INCREDULIDADE.

Mesmo quando Josué os conduziu para a terra prometida, eles não entraram no repouso. Note o verso 3 do capítulo 4.

“Porque nós, os que temos CRIDO, é que entramos no descanso...” (esta é a chave para essa passagem. Entrar no repouso de Deus é a essência de crer em Jesus).

Verso 6:
"visto, pois, restar que alguns entrem nele, e que aqueles a quem anteriormente foram pregadas as boas novas não entraram por causa da desobediência, determina outra vez um certo dia, Hoje, dizendo por Davi, depois de tanto tempo, como antes fora dito: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações. Porque, se Josué lhes houvesse dado descanso, não teria falado depois disso de outro dia. Portanto resta ainda um repouso sabático (Sabbatismos no grego, que significa Sabbath­ como repouso) para o povo de Deus. Pois aquele que entrou no descanso de Deus, esse também descansou de suas obras, assim como Deus das Suas."

O autor de Hebreus está dizendo que aqueles que acreditam em Jesus estão descansando num repouso semelhante ao
sábado. O momento de entrar neste descanso é no chamado HOJE! Cinco vezes nessa passagem, “hoje” é repetido. O descanso semelhante ao sábado que nos é oferecido em Cristo é experimentado "hoje"; hoje e cada dia enquanto nós confiamos na justificação e de Cristo e deixamos de confiar em nossas próprias obras.

Aqui, outra vez o Novo Testamento indica que o 
sábado é uma instituição CUMPRIDA. Aqui nós vemos que Jesus é o nosso descanso sabático. Quando nós confiamos nEle pela fé, nós experimentamos o descanso sabático cada dia de nossas vidas! Que lindo conceito! Jesus é nosso sábado quando diariamente confiamos nEle. Meus olhos estavam começando ver uma outra perspectiva que eu nunca tinha visto antes.

Há alguns que tentam fazer deste texto uma razão para a guarda continuada do
sábado, mas isso ignora o contexto da passagem. Isso ignora também o contexto maior do livro de Hebreus. O livro inteiro é dedicado a mostrar a superioridade de Cristo sobre todo sistema do Velho Testamento.

Por exemplo, Hebreus 1 enfatiza Sua superioridade sobre todo o Velho Testamento (1:1-3). Nos versos 4 e seguintes, Ele é mostrado como sendo superior a todos os anjos. No capítulo 3, Ele é visto como sendo superior a Moisés. Nos capítulos 5-7, Ele é superior a todos os sacerdotes, introduzindo uma nova ordem, a ordem de Melquisedeque. Nos capítulos 8-10, Ele é um santuário/templo maior, um sacrifício maior, um concerto maior.

O livro inteiro de Hebreus é sobre Jesus sendo melhor do que e o cumprimento do todo o sistema do Velho Testamento/concerto. Tentar dizer, no meio deste tema, que o
sábado é um dia obrigatório para os cristãos, é perder não somente o contexto dos capítulos 3 e 4, mas o contexto maior do livro.

O ponto lógico que o autor está construindo é que JESUS É UM SÁBADO MELHOR do que o velho descanso literal de um dia por semana, mas ELE É NOSSO DESCANSO HOJE E A CADA DIA, À MEDIDA QUE CONFIAMOS NELE! Ele é o templo verdadeiro, a verdadeira Páscoa, a verdadeira lei, o VERDADEIRO SÁBADO! À medida que comecei a estudar tudo isso, meu coração queimava dentro de mim enquanto eu via o significado de Jesus neste livro.

As passagens seguintes de Hebreus apenas enfatizam o que o estudo já havia me ensinado, mas elas deixam ainda mais claro o que o Novo Testamento está dizendo sobre o que o Velho fala. Observe alguns destes versos selecionados de Hebreus 8 a 10.

Por favor, não pegue minha palavra para tudo. Pegue sua Bíblia e estude por você mesmo o que está sendo dito aqui. Estude o contexto e os versos entre minhas seleções para ver se estas coisas são assim.

Vamos começar com o capítulo 8 logo após a frase no verso 5 que se refere ao sistema do templo como uma "sombra de coisas celestiais" (interessante similaridade à
Col. 2:16-17) Observe o verso 6 e 7.

“Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de um melhor concerto, o qual está firmado sobre melhores promessas. Pois, se aquele primeiro fora sem defeito, nunca se teria buscado lugar para o segundo.”

V. 13
“Dizendo: Novo concerto, Ele tornou o primeiro OBSOLETO. E o que se torna obsoleto e envelhece, perto está de desaparecer.”

Cap. 9:15
“E por isso é mediador de um novo concerto, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões cometidas debaixo do primeiro concerto, os chamados recebam a promessa da herança eterna.”

Cap. 10:1
“Porque a lei, tendo a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, não pode nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem de ano em ano, aperfeiçoar os que se chegam a Deus."

Cap 10:9
“... Ele tira o primeiro, para estabelecer o segundo...”

0 comentários: