terça-feira, 12 de abril de 2011

Joseph Smith fez sexo com suas esposas?

1. Joseph Smith teve mais de uma esposa enquanto era vivo? 
O historiador SUD Todd Compton encontrou sólidas documentações para o matrimônio de Smith com 33 mulheres enquanto ele estava vivo. Muitas mais foram seladas a ele depois de sua morte, mas Smith teve pelo menos 33 esposas enquanto ele estava vivo. 
Compton escreve:

 “No grupo das esposas bem-documentadas de Smith, onze (33%) tinham 14 a 20 anos quando se casaram. Nove esposas (27%) tinham entre 21 e 30 anos. Oito esposas (24%) eram da própria faixa de idade de Smith, entre 31 e 40 anos. No grupo de 41 a 50, há um declínio significativo: duas esposas, ou 6%, e três (9%) no grupo de 51-60”. 
“A representação adolescente é maior, apesar do grupo de 21 e 30 anos ser comparável, o que contradiz o pensamento mórmon comum que diz que a poligamia começou como uma tentativa de ajudar mulheres mais velhas, sozinhas. Estes dados sugerem que atração sexual foi uma parte importante da motivação para a poligamia de Smith. De fato, a ordem para multiplicar e encher a Terra era parte da teologia da poligamia, e por isso o matrimônio não-sexual geralmente não estava no programa polígamo, como Smith ensinou”.  (grifo nosso)
2. Por que Joseph Smith teve 33 esposas? 
Jacó 2: 24-30 
24 Portanto, meus irmãos, ouvi-me e atentai para a palavra do Senhor: Pois nenhum homem dentre vós terá mais que uma esposa; e não terá concubina alguma... Porque se eu quiser suscitar posteridade para mim, diz o Senhor dos Exércitos, ordenarei isso a meu povo; em outras circunstâncias meu povo dará ouvidos a estas coisas.
(O Senhor está dizendo aqui que a única razão para mais de uma esposa é "suscitar posteridade" a Ele.) 
 D&C 132: 

Verso 37: Abraão recebeu concubinas e elas geraram-lhe filhos; e isso lhe foi atribuído como sendo justo... 
Verso 41: E sendo que me indagaste a respeito do adultério...

(Por que adultério é um problema? Estar simplesmente casado ou “selado” com mais de uma mulher em um matrimônio casto poderia ser bigamia ou poligamia, mas não é adultério. O adultério é um ato sexual.) 
Versículos 62-63: E se dez virgens lhe forem dadas (a Joseph Smith) por essa lei, ele não estará cometendo adultério, porque elas lhe pertencem e lhe foram dadas; portanto ele está justificado.Mas se uma ou qualquer das dez virgens, depois de desposada, estiver com outro homem, terá cometido adultério e será destruída; porque elas lhe são dadas para multiplicar e encher a Terra, de acordo com meu mandamento, e para cumprir a promessa feita por meu Pai antes da fundação do mundo e para sua exaltação nos mundos eternos, a fim de gerar as almas dos homens; pois nisso se perpetua a obra de meu Pai, para que ele seja glorificado.
De fato, na revelação da poligamia original de Joseph Smith em 1831, dada a um grupo de homens casados enquanto eles estavam visitando uma tribo nativo-americana, também explica a procriação como o propósito da poligamia: 
“Porque é minha vontade, no devido tempo, deveis tomar as esposas dos lamanitas e nefitas, para que sua posteridade possa ficar branca, deleitável e justa, pois mesmo agora suas mulheres são mais virtuosas que os gentios”.
- Prophet Joseph Smith, The Joseph Smith Revelations Text and Commentary, p. 374-376, http://www.utlm.org/onlineresources/indianpolygamyrevelation.htm 
Brigham Young ensinou que “esta é a razão por que a doutrina da pluralidade de esposas foi revelada: para que os nobres espíritos que estão esperando por tabernáculos possam nascer” (Discursos de Brigham Young, pág. 197.) 
3. Mas Joseph Smith obedeceu a ordem e teve sexo com suas esposas? 

Compton escreve: 
“Por causa das alegações da Igreja Reorganizada dos Santos dos Últimos Dias de que Joseph realmente não foi casado no sentido completo do termo da poligamia (i.e., com atos sexuais), os mórmons de Utah (inclusive as esposas de Joseph) afirmavam repetidamente que Joseph teve relações sexuais físicas com suas esposas plurais a despeito das convenções vitorianas na religião americana do séc. XIX que, de outra forma, teria evitado mencionar relações sexuais no matrimônio”.
 - A mórmon Melissa Lott (Smith Willes) testemunhou que ela tinha sido “de fato” esposa de Joseph Smith. (Depoimento de Melissa Willes, 3 de agosto de 1893, Temple Lot case, 98, 105; Foster, Religion and Sexuality, 156.)
 - Em uma declaração à corte, o mórmon Joseph Noble afirmou que Joseph lhe disse que ele passou a noite com Louisa Beaman. (Temple Lot case, 427)
 - Emily D. Partridge (Young Smith) disse que ela “morou num quarto” com Joseph na noite seguinte a seu matrimônio com ele e disse que ela teve “relações sexuais” com ele. (Temple Lot case (cópia completa), 364, 367, 384; ver Foster, Religion and Sexuality, 15.)
 No total, 13 mulheres mórmons que foram casadas com Joseph Smith juraram em depoimentos no tribunal que tiveram sexo com ele. 
  - Os registros do secretário pessoal de Joseph Smith atestam que em 22 de maio de 1843, a primeira esposa de Joseph Smit, Emma Smith, encontrou Joseph e Eliza Partridge sozinhos em um quarto do andar superior na casa de Smith. Emma ficou devastada. 
Anotação do diário de William Clayton durante 23 de maio (veja Smith, 105-106) 
 - O secretário de Smith, William Clayton, também registrou uma visita para a jovem Almera Johnson, em 16 de maio de 1843: “Joseph e eu fomos para B[enjamin] F. Johnsons para dormir”. Johnson depois notou que nesta visita Smith ficou com Almera ‘como homem e mulher’ e “ocupou o mesmo quarto e cama com minha irmã, que no mês anterior ele tinha ocupado com a filha do Bispo Partridge como sua esposa”. Almera Johnson também confirmou seu matrimônio secreto com Joseph Smith: “eu vivi com o profeta Joseph como sua esposa e ele me visitou na casa de meu irmão Benjamim F”. (Zimmerman, I Knew the Prophets, 44. Ver também  "The Origin of Plural Marriage, Joseph F. Smith, Jr., Deseret News Press, page 70-71.)
- O presidente de estaca mórmon Angus Cannon contou para o filho de Joseph Smith: “o irmão Heber C. Kimball, informaram-me, perguntou [a Eliza R. Snow] se ela não era virgem embora casada com Joseph Smith e depois com Brigham Young, e ela respondeu em um encontro privado: ‘eu pensei que você conhecesse Joseph Smith melhor que eu’”. (Presidente de estaca Angus M. Cannon, declaração de entrevista com Joseph III, 23, arquivo SUD.) 
 4. Joseph Smith gerou algum filho de suas esposas polígamas? 
 - O presidente de estaca Angus Cannon também testemunhou: “agora vou me referir ao um caso onde a avó da menina disse que seu pai [Joseph Smith] tem uma filha nascida de uma esposa plural. A avó da menina era Mother Sessions... ela foi a neta de Mother Sessions. Aquela menina, eu creio, está vivendo hoje, em Bountiful, ao norte desta cidade. Eu ouvi o presidente Young, um pouco tempo antes de sua morte, se referir ao relatório... Dizem que a mulher tem uma família de crianças, e eu creio que ela ainda está viva”. (Presidente de estaca Angus M. Cannon, declaração de entrevista com Joseph III, 25-26, arquivo SUD.) 
- Sylvia Seasons (Lyon), esposa de Joseph Smith, disse à sua filha em seu leito de morte, disse que ela (Josephine) era filha de Joseph Smith. Josephine testemunhou: “Ela (Sylvia) então me disse que eu era filha do profeta Joseph Smith, que ela foi selada ao profeta na época em que o marido dela (Sr. Lyon) estava fora do companheirismo com a Igreja”. (Depoimento para o historiador da igreja Andrew Jenson, 24 de fevereiro de 1915) 
 - Em seu testemunho dado em um devocional na Brigham Young University, a mórmon Mary Elizabeth Rollins Lightner declarou que ela conhecia os filhos nascidos com as esposas pluraisde Smith: “Eu sei que ele [Joseph Smith] tinha seis esposas e eu conheço algumas delas desde a infância. Eu sei que ele teve três filhos. Eles me contaram. Eu penso que dois estão vivendo hoje mas eles não são conhecidos como seus filhos porque eles mudaram de nome” (Leia seu testemunho completo na BYU aqui: http://www.ldshistory.net/pc/merlbyu.htm) 
- A mórmon Prescindia D. Huntington que foi esposa de Normal Buell e ao mesmo tempo uma “esposa plural” do profeta Joseph Smith, disse que ela não sabia se era seu marido “ou o Profeta, era o pai de seu filho, Oliver”. E um olhar a uma fotografia de Oliver mostra uma forte semelhança com os filhos de Emma Smith.  (Mary Ettie V. Smith, "Fifteen Years Among the Mormons", page 34; also Fawn Brodie "No Man Knows My History" pages 301-302, 437-39
- Os investigadores têm temporariamente identificado oito filhos que Joseph Smith possa ter tido com suas esposas plurais. Além de Josephine Fisher (n. em 8 de fevereiro de 1844) e Oliver Buell, outros possíveis filhos de Joseph Smith com suas esposas plurais são John R. Hancock (n. em 19 de abril de 1841), George A. Lightner (n. 12 de março de 1842), Orson W. Hyde (n. 9 de novembro de 1843), Frank Hyde (n. 23 de janeiro de 1845), Moroni Pratt (n. 7 de dezembro de 1844), e Zebulon Jacobs (n. 2 de janeiro de 1842). ("Mormon Polygamy: A History" pelo historiador SUD Richard S. Van Wagoner, pg. 44, 48- 49n3.)
 Há outro pedaço de evidência que você poderia considerar em examinar o comportamento sexual de Joseph Smith. O excerto seguinte é de uma carta de amor que Joseph Smith escreveu quando ele quis marcar um encontro com a filha de Newel K. Whitney, Sarah Ann Whitney, com quem Smith havia se casado “secretamente”. Revela a sutil abordagem de Smith em seus relacionamentos extramaritais: 
“...a única coisa para ter cuidado é descobrir quando a Emma vem, então você não pode estar segura, mas quando ela não está aqui, fica tudo bem. ... Só tenha cuidado para não ser observada, como muito como possível, eu sei que isto é difícil; mas tanto a maior amizade, maior a alegria, quando eu a vejo eu lhe contarei todos meus planos, eu não lhes posso escrever em papel, queime esta carta assim que você a ler; mantenha tudo guardado em seu peito, minha vida depende disto. ... Termino minha carte, eu acho que Emma não vem hoje à noite e se ela não vier, não deixe de vir aqui. Subscrevo-me. Seu mais obediente, afetuoso, companheiro e amigo. Joseph Smith”.  (Carta de Joseph Smith - http://www.xmission.com/~research/family/strange.htm
Leia a história detalhada de cada uma das 33 esposas plurais de Joseph Smith no livro do historiador SUD Todd Compton:  In Sacred Loneliness. Este livro é vendido na Deseret Book, na livraria da BYU e online na Amazon.com. 
 Para mais detalhes de outras mulheres com quem Joseph Smith se casou e engravidou veja: http://www.wivesofjosephsmith.org

0 comentários: