segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Unicismo uma doutrina anti biblica

Sr. Anônimo é um adepto do unicismo, que não é uma doutrina bíblica. Vamos admitir que seu entendimento do texto de 1 João 5.7 seja o que você aponta,

"Em I joão 5 v 7 três são os que testificam no céu: o pai , a palavra ,e o espírito santo;e estes três são um. veja bem que não são três mas um. assim sendo não há trindade,mas uma só pessoa com três manifestações,...".


Em seguida apresenta uma série de versículos bíblicos para para provar que Jesus é a única pessoa na divindade. Será que seu raciocínio resiste a um exame da Bíblia? Vamos ver:

Jesus nos é uma pessoa muita amada a quem tributamos honra, glória e louvor (Apocalipse 5.11-13) Nesses versículos bíblicos, Jesus, o Cordeiro, recebe conjuntamente com Deus o Pai adoração de todos os anjos do céu.

“E olhei, e ouvi a voz de muitas anjos ao redor do trono, e dos animais, e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões, e milhares de milhares, que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, a e força, e honra, e glória, e ações de graças. E ouvi a toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono (Deus, o Pai), e ao Cordeiro (Jesus Cristo, o Filho), sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre.”
No texto em tela vemos duas pessoas distintas: 1) o Pai: 2) o Cordeiro que é Jesus Cristo. Ambos são louvados pelos anjos. Como você explica o problema de duas pessoas distintas e ambas receberem a mesma glória e ações de graças?

Isso é tão grave, tão herético que em l João 2.22b lemos " É o anti-cristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho." Você está confessando Jesus, mas negando o Pai. Pode imaginar uma pessoa que se declara cristã a distinção de pessoas, confessando que Pai, Filho e Espírito Santo são três manifestações de uma só pessoa?

A Bíblia mostra a personalidade do Espírito Santo e não que o Espírito Santo é o Pai. Sua personalidade é demonstrada pelos atributos de pessoa que possui: a) inteligência (1 Co 2.10); vontade própria ( 1 Co 12.11) e sensibilidade ou emoção (Ef 4.30). Pode-se afirmar que uma pessoa é alguém que, quando fala, diz: EU; quando alguém se dirige a ela, diz: TU; e quando se fala dela se diz: ELA Isso se vê do Espírito Santo em:

“E eu (Jesus) rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador (o Espírito Santo), para que fique convosco para sempre.”
“Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai (Ele) enviará em meu nome (Eu) (Jesus), esse vos ensinará todas as coisas; e vos fará (Ele) lembrar de tudo quanto (eu, Jesus) vos tenho dito.”(Jo 14.26)
“Enquanto meditava Pedro acerca da visão, disse-lhe o Espírito: Estão aí dois homens que te procuram; levanta-te, pois, desce e vai com eles nada duvidando; porque eu (O ESpírito Santo) os enviei.” (At 10.19,20).

Os unicistas confundem natureza com personalidade. Natureza é a essência ou condição própria de um ser. O Pai é uma pessoa espiritual e sua natureza é absolutamente divina. “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo...”(1Pe 1.3) Personalidade é individualidade consciente. O Pai é uma pessoa espiritual, com vontade própria (Rm 12.1,2). Assim como o Espírito Santo, que tem vontade própria (1 Coríntios 12.11); inteligência (1 Coríntios 2.11); e sensibilidade (Efésios 4.30).

1. Gênesis 1.26: "E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança."

Nota: O uso do verbo "façamos" e do pronome "nossa" é revelador do sentido de que Elohim serve para indicar a pluralidade de pessoas.

2. Gênesis 3.22 "Então, disse o Senhor: Eis que o homem é como um de nós..."

Nota: O uso do pronome plural "nós" indica pluralidade de pessoas.

3. Gênesis 11.7 "Eia, desçamos e confundamos ali a sua língua...

Nota: Os verbos "desçamos" e "confundamos" na primeira pessoa do plural indica pluralidade de pessoas.

10 comentários:

Venâncio disse...

muito bem !

Anônimo disse...

que bananada os trinitarios fazem , em ???.acho que até mesmo eles duvidam do que eles mesmo falam.

Anônimo disse...

quando nós confrontamos cara a cara um trinitario sobre a drindade , é assustados suas afirmação . sabém porque ? é porque eles tentam provar o improvavel . por fim acabam si extrexando.

Anônimo disse...

quer saber: quem é Deus ? quem é o pai ? quem é o filho ? deixa isaias 9 -6 esplicar para você.isaias sabem muito mais que nós .

O Peregrino disse...

Seu comentário é vago, sem nexo ou lógica.
Isaias sabe muita mais que você.

O Peregrino disse...

Isaias 9-6? Espere que vou lhe dar a resposta.

O Peregrino disse...

Isaias 9:6

A doutrina ortodoxa da Trindade declara que há um Deus em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Entretanto, esta referência chama o Messias de Pai da Eternidade. Tendo em vista que as Escrituras interpretam as Escrituras, precisamos notar que Jesus considera o Pai como alguém distinto dele próprio, e isso é dito diversas vezes. Em muitas outras ocasiões, vemos, no mesmo texto, tanto o Pai quanto o Filho (Cf. p ex. Rm 15:6; 2Co 1:3-4; Gl 1>3; Fp 2:10-11; 1Jo 2:1; 2Jo 3). Uma vez que a Palavra de Deus não se contradiz, devemos ter estes fatos em mente para que possamos considerar o presente texto, que não indica que Jesus seja a pessoa do Pai, mas sim, que Jesus seja o Pai de algo, neste caso, da eternidade. Outra perspectiva de compreensão sugere que a primeira parte do versículo em estudo esteja se referindo a encarnação de Jesus, enquanto a parte que traz os nomes pelos quais Jesus é chamado expressa seu relacionamento com as pessoas. Ou seja, Jesus é, para nós, "Maravilhosos, Conselheiro, Deus forte, Pai da Eternidade, Principe da Paz". Neste sentido, Jesus é o provedor da vida eterna e, por sua morte e ressurreição, tem trazido vida, imortalidade e luz (2Tm 1:10). Verdadeiramente, Jesus é o Pai (ou Provedor) da eternidade para todos os que nele crêem.

Anônimo disse...

leia e releia o que o sr escreveu , e vera que tudo que disse aponta para a unicidade de Deus .

Anônimo disse...

o sr mesmo acaba de me diser que isaias sabem mais doque eu ,e provavelmente mais que o sr. não coloque palavras na boca do profeta . isto Deus ja fez.

O Peregrino disse...

É por isso que eu disse que Isaias sabe mais que você, pois falta muito na sua interpretação.
Como vocês distorcem a Palavra para dizer que Jesus é três em um, isso é ridículo.
Sibélio já vinha com isso na antiguidade.
Como falta sabedoria por partes de vocês, o próprio Jesus falou de SEU Pai, há muitas passagens Jesus referindo-se ao SEU Pai.
Você é que deve reler as Escrituras, e toda ela de capa a capa e pedir ao Espírito Santo a revelação.