sexta-feira, 17 de julho de 2009

Ser Maçom é Pecado?

No meio evangélico, costumamos ouvir expressões de maçons, adormecidos (inativos) ou não, de que graças à Maçonaria, os Cristãos foram protegidos contra o Catolicismo Romano, nos séculos XIX e XX. Isso de fato aconteceu mesmo. Mas por quê? Por que o Catolicismo Romano se opunha à Maçonaria veementemente. Então, os maçons procuraram se aliar e recrutar cristãos protestantes e evangélicos. Todavia, me incomoda a frase dita por alguns:


"Se não fosse a maçonaria, o protestantismo cristão não teria crescido no Brasil e no mundo, e hoje não teríamos tantos evangélicos como temos."

Até parece que a Igreja fundada por Jesus Cristo (Mateus 16:18) dependeria, para crescer, de uma "sociedade discreta e secreta", que jamais usa o nome Jesus dentro de seus templos! É como se Deus tivesse precisado da Maçonaria. Pura heresia! Veremos, a seguir, que é pecado ser maçom, e que você, leitor, caso saiba em sua igreja haver um pastor maçom, num espírito de humildade e oração, deverá se empenhar em arrancá-lo dessa ordem de cunho satânico. Vejamos as provas, então, de que é pecado ser maçom.

As Heresias Maçônicas

1. A maçonaria põe o cristão em contato com não cristãos, os quais passam a se chamar de irmãos.

Quem será esse senhor homenageado pelos maçons? O nome de é Albert Pike. Segundo uma obra feita por Maçons, ele foi "uma pessoa notável. Nasceu em Massashusetts, e viajou muito pelo sul e pelo oeste dos EUA, como professor, jornalista e advogado; depois, foi juiz da suprema Corte do Estado de Arkansas. Foi iniciado na Maçonaria em 1850 e uniu-se ao Rito Escocês em 1853, logo se tornando membro influente. Compreendia o fundo místico daMaçonaria e ajudou a refazer a redação de todos os graus do Rito Escocês. É consenso que Pike merece o crédito pelo sucesso da organização e do crescimento do Rito Escocês nos EUA. Suas obras, particularmente Moral and Dogma, contém ensinamentos valiosos e são lidas e apreciadas ainda hoje." - A Maçonaria - Símbolo, Segredo e Significado, página 200, W. Kirk MackNulty.

Se um maçom que professe ser cristão batista, presbiteriano ou metodista, por exemplo, tivesse vivido nos dias de Albert Pike, evidentemente ambos se tratariam de irmãos. Mas em que cria Albert Pike? Era cristão? Cria em alguns deus? Cristão ele não era, mas ele tinha uma religião, pois todo o maçom deve pertencer a uma entidade religiosa. Qual era ela? Observe a resposta em seus próprios escritos:


"Para vocês, Soberanos Grandes Inspetores Gerais, nós dizemos isto, que vocês podem repetir para os irmãos dos graus 32, 31 e 30: A Religião Maçônica deve ser, por todos nós iniciados dos altos níveis, mantida na pureza da Doutrina Luciferiana"; "Sim, Lúcifer é Deus..."; "E a verdadeira e pura religião filosófica é a crença em Lúcifer, o igual de Adonai; Mas Lúcifer, Deus da luz e Deus do bem, está lutando pela humanidade contra Adonai, o Deus da escuridão e do mal." - Instructions to the 23 Supreme Councils of the World, Albert Pike, Grand Commander, Sovereign Pontiff of Universal Freemasonry, July 14, 1889.

Primeiro, ele chama a "Maçonaria de Religião Maçônica". E além disso, ele era satanista, luciferiano. Para ele, a verdadeira e pura religião filosófica seria a crença em Jesus? Não, em Lúcifer. Mas ele morreu com todas as honras de um maçom, e pior, o evangélico que é maçom considera Albert Pike como seu irmão, que hoje, segundo a crença maçônica, está no Oriente Eterno, a Loja Celestial. Chamar um satanista de irmão? Inconcebível. Certa vez, um pastor maçom no meio Batista ouviu-me falar de grupos que ensinam ser Jesus irmão de Lúcifer. Ele sorriu e exclamou: "Quanta bobagem!" Após isso, pergunteia ele se era verdade que ele era maçom, e ele disse que sim. Então, perguntei novamente: Se Albert Pike vivesse em nossos dias como maçom, e ao mesmo tempo fosse um satanista, o irmão, dentro da sua Loja Maçônica, o chamaria de irmão? O pastor me respondeu: "Isso é um segredo maçom". Respeitei a resposta dele, mas convicto não ser para mim um segredo. É óbvio que ele o chamaria de irmão. O que a Bíblia tem a dizer sobre isso?

"Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz." - 1 Pedro 2:9.

"Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas?" - 2 Coríntios 6:14.

Na Maçonaria, o Cristão também chamaria espíritas, muçulmanos, budistas, xintoístas, judeus e outros de irmãos. E são irmãos por quê? Maçons já me responderam:
.
"Irmãos porque, segundo a maçonaria, todos somos filhos do Grande Arquiteto do Universo".
.
Mas a Bíblia ensina que todos seriam filhos de Deus (se G.A.D.U. fosse o nosso Deus realmente)? São filhos de Deus aqueles que receberam Jesus em suas vidas. (João 1:12) Mas na Maçonaria, quando todos, muitas vezes de mãos dadas, oram a G.A.D.U., oram eles em nome de quem? Não me cansei de ouvir de maçons que não oram ali em nome de Jesus. Outro ex-maçom me disse:
.
"Em algumas lojas, há evangélicos que realmente chegam a fazer um culto dentro do templo maçônico, mas isso é mera fachada para dar uma aparência de que a maçonaria não é contra Jesus Cristo." Continua ele: "Quantas vezes soube de que os espíritas maçons também ministraram passes em algumas lojas, e católicos maçons rezaram terços ali!"
.
Ora, isso se chama sincretismo religioso, o que a Bíblia jamais aprovaria.

2. A Maçonaria obriga o cristão, ao ser iniciado, a fazer um juramento no mínimo anticristão, mesmo que atualmente carregado de palavras simbólicas (mas outrora literais).
.
Aqui está o juramento que todo maçom faz ao ser iniciado na Maçonaria:

“Eu, (nome), juro e prometo, de minha livre e espontânea vontade, pela minha honra e pala minha fé, em presença do Supremo Arquiteto do Universo, que é Deus perante esta assembléia de maçons, solene e sinceramente, nunca revelar quaisquer dos mistérios que sempre ocultarei e nunca revelarei qualquer uma das artes secretas, partes ou pontos dos mistérios ocultos da maçonaria que me vão ser confiados, senão a um bom e legítimo irmão ou em loja regularmente constituída, nunca os escrever, gravar, traçar, imprimir ou empregar outros meios pelos quais possa divulgá-los. Juro também ajudar e defender meus irmãos em tudo o que puder e for necessário, e reconhecer como Potência Maçônica regular e legal no Brasil o Grande Oriente do Brasil, ao qual prestarei obediência. Se violar este juramento, seja-me arrancada a língua, o pescoço cortado, e meu corpo enterrado nas areias do mar, onde o fluxo e o refluxo das ondas me mergulhem em perpétuo esquecimento, sendo declarado sacrílego para com Deus, e desonrado para com todos os homens. Amém”. - Ritual e Instruções do Aprendiz-Maçom do Rito Escocês Antigo e Aceito (São Paulo: Grande Oriente de São Paulo, 1984).

Consegue imaginar qualquer apóstolo de Jesus Cristo, ou o próprio Jesus Cristo, fazendo tal juramento? Evidentemente, guardar segredos existe até nas igrejas cristãs. Se um pastor ouve bondosamente um irmão que pecou gravemente, e decide guardar segredo, principalmente diante das evidências de arrependimento, ele não deveria sair contando isso. Mas diria ele a Deus que se contasse esse segredo, que sua língua fosse cortada, seu corpo enterrado, etc.? Claro que não, pois ele é morada do Pai e do Filho (João 14:23) e santuário do Espírito Santo de Deus (1 Coríntios 6:19). O que dizer então de fazer um juramento desses fora do contexto cristão? E o mais curioso, é que o maçom faz esse juramento com as mãos sobre o seu Livro Sagrado: A Bíblia, a Toráh, o Alcorão, o Veda, e outros.

3. A Maçonaria ensina como o maçom pode ser salvo - sendo lapidado.

Além de não mencionar o nome Jesus Cristo em suas sessões, o maçom é ensinado a atingir a perfeição. Veja a ilustração abaixo, extraída de A Maçonaria - Símbolos, Segredos, Significado, página 160, W. Kirk MacNulty


"A escada de Jacó é a escada da consciência, pela qual o homem emprende a ascenção mística. Os três degraus principais são a fé, a esperança e a caridade." (Quadro 1, esqueda)

"A Pedra Bruta, recém-chegada da pedreira, deve ser cortada na forma adequada para que possa ser colocada no edifício. Representa o Aprendiz que começou sua jornada e deve trabalhar para aperfeiçoar-se." (Quadro 2, direita, superior)

"A Pedra polida é a que foi cortada e recebeu a forma própria para ser colocada no edifício. Representa o Aprendiz que terminou seu trabalho e estápronto para receber o Segundo Grau." (Quadro 3, Esqueda, inferior)

"A Chave era símbolo utilizado no século XVIII, mas foi abandonada nos anos recentes. É a chave da Loja, e representava a Língua em que podiam ser comunicadas as palavras que estabelecem a identidade do maçom." - Quadro 4, direita, inferior.

Ilustração e comentário: Maçonaria - Símbolo, Segredos, Significados, página 160.
O que teria a ver essa "pedra bruta" e a "pedra cúbica" com a salvação do indivíduo? Passamos a entender melhor quando comparamos com outros Dicionários Maçons. Lemos:

"A Pedra Bruta é a imagem da alma do profano antes de ser instruído nos mistérios maçônicos." - Aslan, Comentários ao Ritual do Aprendiz-Maçom, página 164.

.
"O profano, ou não maçom não está perdido, mas apenas encontra-se mais longe de Deus do que os da elite fraternal." - H. L. Haywood, The Great Teachings of Masonry, página 139.

Então, a pessoaPedra Bruta precisa ser lapidada, e segundo os maçons, isso icinia-se no Primeiro Grau. Quem não é maçom, está mais longe de Deus do que a elite fraternal. Pode um cristão, salvo, participar de uma sociedade dessas, esperando ser lapidado para aperfeiçoar-se? Então, o evangélico maçom é lapidado pelo Espírito Santo na Igreja e pela Maçonaria, ao passo que evolui de grau em grau?

Veja também, sobre perfeição, o que outro dicionário maçom diz:

"PERFEIÇÃO, os cinco pontos de - É um dos sinais principais do grau de Mestre, com as seguintes execução e interpretação, que, porém, variam nos diversos sistemas maçônicos: 1- União dos pés: 'Devemos sempre estar dispostos a correr em socorro de nossos irmãos". 2 - Inflexão de joelhos: 'Adoremos o Grande Arquiteto do Universo. [...] 5 - Ósculo Fraternal: Símbolo da harmonia reinante entre os maçons. Esse toque simbólico provém dos antigos egípcios, como prova um baixo-relevo existente no templo de Khunumu, na ilha de Elefantina, diante de Assuão, mostrando duas figuras - uma do Faraó e a outra de um Sacerdote usando o toucado do íbio de Thoth - numa dessas atitudes e de maneira fortemente sugestiva." -Dicionário de Maçonaria, páginas 320, 321, Joaquim Gervásio de Figueiredo, 32 grau.


Então, a Maçonaria, além de admitir que, com a inflexão dos joelhos, adora a G.A.D.U., o que claramente a identifica como religião, e não apenas como religiosa, admite também que a perfeição é um dos sinais principais do grau de mestre, ou seja, quando o maçom completa o terceiro grau e se torna mestre. E um dos pontos que simbolizam essa perfeição é o ósculo, não o que era práticado entre os cristãos do primeiro século (1 Coríntios 16:20), mas o ósculo que provém dos egípcios, conforme um baixo-relevo onde um sacerdote usa um toucado (touca) de Thoth. Quem é Thoth? Na antiga mitologia egípcia, Thoth era o deus da sabedoria e da tecnologia (Ver figura ao lado) Não estou insinuando que os maçons adorama Thoth, mas provando que todos maçons, do ponto de vista cristão, eles sim são pedras brutas, que mal conhecem as origens de seus símbolos e significados. Se desejam a perfeição, busquem-na na pessoa de Jesus Cristo, não numa seita discreta e secreta que usa símbolos com significados pagãos. Por isso a Bíblia diz que somos pedras da Igreja de Jesus Cristo (1 Pedro 2:4-8). Paulo, ao falar da perfeição, adquirida só em Jesus Cristo, diz:

"Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus." - Filipenses 3:12.

Então, é pecado ser Maçom, pois os maçons crêem que são polidos pelos ensinos maçônicos. Assim é que se aperfeiçoam. SENDO MESTRES MAÇONS, e conforme ex-maçons me disseram, quanto maior o grau, até 33, mais lapidado o maçom será, e maior será o seu grau de perfeição.
Percebemos, então, que os Maçons, na maçonaria, não crêem que a salvação é imerecida, mas a merecerão por méritos próprios. Falam de irem finalmente à Loja Celestial, recompensados através de suas obras.
.
Se você for maçom, CREIA QUE SÓ EM JESUS TEREMOS A SALVAÇÃO. Não tente ser salvo por suas próprias obras. Seu destino será o inferno.
.
Conclusão
.
Nada temos contra o Maçom. Reconhecemos que muitos gestos de bondade foram feitos pela maçonaria,eque também muitosmaçons possuem moral elevada. No artigo seguinte, Maçonaria - É Pecado serMaçom -Parte 2, observaremos de onde a maçonaria empresta os seus símbolos, e mais motivos para você jamaisserum maçom, ou se for, renunciar à loja em nome do Senhor Jesus.
.
Fernando Galli, julho de 2008.

1 comentários:

Adson Lins Santos disse...

É isso aí meu irmão!
Lutemos a favor da Verdade que liberta. Jesus!
O Senhor abençoe sua família e em especial seu filho.
Abraço!
Adson Lins Santos