terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Quem precisa jejuar?

Alguns amigos pentecostais estão sempre me censurando porque sou contra o jejum como obra meritória de salvação e santificação. Eles dizem que Jesus mandava jejuar, que os apóstolos e cristãos primitivos jejuavam e que precisamos jejuar, também, a fim de agradar a Deus.
Porque não jejuo? Porque não preciso jejuar...
Quem precisa jejuar?
1. Os crentes (católicos, evangélicos e muçulmanos) que pensam estar agradando a Deus, caso se abstenham de um prato de comida.
2. Todos os crentes evangélicos extremamente gulosos, que morrem pela boca, os quais precisam jejuar, a fim de se absterem desse pecado grave, pelo menos enquanto jejuam, e ainda perderem os muitos quilos que lhes estão sobrando...
3. Os pentecostais que crêem numa teologia arminiana, através da qual o crente pode perder a salvação, se cometer algum pecado grave e, portanto, cair da graça.

Não preciso agradar a Deus através de obras mortas, pois o único sacrifício realmente aceitável a Ele foi o que Jesus fez na cruz do Calvário, quando expirou em benefício da humanidade. Quando cultivo o sacrifício do louvor, confessando o Nome Santo de Jesus e servindo-O através de uma vida pautada na Bíblia, já estou fazendo o que Deus espera de mim. Quando amo e respeito o meu próximo, desejando e fazendo a ele exatamente o que gostaria que ele me fizesse, estou cumprindo toda a lei e os profetas. (Gálatas 5:14). Tudo o que faço além disso é para me sentir bem comigo mesma, uma espécie de caridade egoísta com o intuito de me agradar... Nada mereço como galardão por causa disso, além de me sentir bem com Deus e comigo mesma...
Não preciso jejuar para agradar a Deus porque já me alimento muito menos do que o recomendado pelos médicos. De manhã, quando me levanto, tomo uma xícara de chá preto com suco de caju e açúcar. Vou para o computador e trabalho em meu ofício de pesquisa religiosa, até quase meio dia. Tomo um almoço saudável, composto de frutas, legumes e carne magra, na quantidade necessária à minha sobrevivência. Gosto de ingerir muito suco de frutas. À tarde, lá pelas 16 hs., tomo uma xícara de café preto, sem comer coisa alguma. Aliás, no final do ano, quando aparece o "panetone", muitas vezes me animo e como uma boa fatia desse pão italiano, que eu aprecio muito. E lá pelas 19 hs., tomo uma sopa de legumes ou como uma salada de verduras ou frutas, e mais suco de frutas. Depois, vejo umas duas horas de TV para descansar os olhos do computador e da leitura diária. Em seguida, acesso a Internet e procuro responder os e-mails diários, que são muitos. Mais tarde, leio a Bíblia ou escuto o Cid Moreira em CD, lendo os Quatro Evangelhos. Meu dia termina com uma oração de agradecimento por tudo que recebi do Senhor e faço pedidos pelos meus familiares e amigos... Jamais peço qualquer coisa para mim, pois Deus já me dá muito mais do que preciso e mereço. Seria uma inflação espiritual ter mais do que preciso para sobreviver decentemente.
Não sou pentecostal. Sou calvinista, não do tipo extremista, e não sou fanática por denominação alguma. Minhas denominações preferidas seriam a Batista e a Presbiteriana (fundamentalistas e tradicionais), que já experimentei e nunca reprovei. Minha Igreja é a Bíblia e meu Pastor é Jesus Cristo. Creio na infalibilidade da Bíblia, procuro seguir tudo que ela ordena, como regra de fé e prática de vida. Não duvido um segundo sequer de que Jesus Cristo é o Filho de Deus, que morreu na cruz para salvar os pecadores, que ressuscitou, gloriosamente, ao terceiro dia, e está assentado à destra do Pai Celestial, aguardando o momento de voltar para governar o mundo com justiça e equidade. Creio que Ele vai arrebatar os crentes nascidos de novo, antes de voltar à terra, para julgar os vivos e os mortos, que não tiverem sido arrebatados e peneirados para efeito de galardão, no Tribunal de Cristo, conforme a 2 Coríntios 5:10.
Não creio que um crente nascido de novo (2 Coríntios 5:17) possa perder a salvação. Se o sacrifício de Cristo foi total e suficiente para salvar todos os pecadores que a Ele se achegam, e como eu me entreguei a Ele, há quase 27 anos, não me preocupo mais com o fato de perder a salvação, pois sei que ela é eterna e, portanto, jamais perecerei no inferno, porque a Bíblia me garante isso... apesar de toda a minha maldade. Deus sempre me olha através de Jesus e me julga através de Sua Palavra.
Infeliz de quem confia numa Igreja para ser salvo, de quem crê num lugar de purgação e em obras mortas para ganhar a salvação. E, muito pior, de quem confia na Reencarnação. Essa pessoa acaba indo para o lugar de perdição eterna...
Os pastores pentecostais pregam a perda da salvação porque se respaldam em versos que foram escritos para os judeus e não para os gentios. Temos de nos embasar na Teologia Paulina, porque a Teologia de Pedro e de Tiago, por exemplo, foi especificamente escrita para os cristãos judeus e não para os gentios salvos. Certas passagens de Mateus 23-25 nada têm a ver com a Dispensação da Graça. Elas são destinadas aos judeus e gentios, que irão viver na Era da Lei mais Obras, a qual será reinstalada, durante a Grande Tribulação, antes de Jesus voltar a reinar no seu Reinado Milenar. Então, nós, os crentes salvos nesta Dispensação da Graça, já teremos sido arrebatados e julgados no Tribunal do Senhor, voltando com Ele para julgar os vivos e os mortos. Ó glória!!!
Vivamos vidas santas, porque Deus é Santo. E porque lendo e assimilando a sua Palavra (conforme nos disse Jesus em João 15:3), ficaremos limpos, sem o prazer de pecar, satisfazendo-nos em viver conforme as leis divinas, sem obrigação, mas exclusivamente por amor a Jesus e com o nosso coração repleto de alegria. Isto sem falar que todos nós seremos julgados pela Palavra de Deus (João 12:48).

Mary Schultze - 20/02/2009.

"Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!" 1 Cor 9:16"Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo". 2 Cor 4:6

1 comentários:

╰☆╮F®ÅNciєℓyღ εїз* disse...

hehehe Muito interessante este blog! Este post foi um pouco engraçado! Interessante seu pensamento!
Abraço
Fran