terça-feira, 9 de dezembro de 2008

PERGUNTAS A UM KARDECISTA

Eu tinha um companheiro de trabalho que é kardecista convicto (seu nome será omitido por questão de ética), ao qual formulei algumas perguntas, obtendo as respostas respectivamente. Suas respostas certamente ajudarão o leitor a conhecer um pouco mais o Kardecismo. Ei-las parcialmente:

Primeira pergunta: Vocês crêem que Jesus é o Deus Todo-poderoso, Criador dos Céus, da Terra e de tudo quanto neles há, como atestam Is. 9:6; Sl.102:25-27; Mq.5:2; Jo.1:1-4, 10; 5:18; Cl.1.14-17; Hb.1.8-12 e outras passagens bíblicas?

Resposta: “Não. Os apóstolos estavam equivocados. Devido às suas limitações, os apóstolos pensaram que Jesus (o qual nada mais era que um dos espíritos perfeitos) fosse Deus. O correto é dizermos que quando Deus criou o planeta Terra, Jesus (que já atingira a perfeição, por haver encarnado e desencarnado em outros mundos) o ajudou. Os apóstolos Paulo e João enxergaram isto ‘de longe’, o que os impossibilitou de terem uma visão real da coisa. Lembremo-nos que o ‘outro Consolador’ ainda não havia vindo. Só no devido tempo (isto é, no século XIX) ele veio e revelou, ampliou, aclarou..., o que não pôde ser feito antes, devido ao fato de o homem ainda não ter se desenvolvido o bastante, para entender a Terceira Revelação”.

Segunda pergunta: Vocês dizem que todos os espíritos são criados simples e que cabe a eles se desenvolverem. Sendo Jesus um espírito criado por Deus, como vocês crêem, é lógico crermos que Ele já foi tão ignorante quanto nós atualmente, e que Ele também passou pelo processo evolutivo em outros mundos, encarnando, desencarnando e reencarnando repedidas vezes, até ser um espírito perfeito?

Resposta: “Sim”.

Terceira Pergunta: Não sabemos se Jesus foi ou não um espírito mau, pois segundo o que vocês dizem, todos os espíritos são criados simples, mas nenhum é criado mau, tendo todos eles o livre arbítrio para optarem pelo mal ou pelo bem. Assim sendo, vocês acham certo admitirmos a possibilidade de que Jesus, nos mundos em que ele viveu, antes de atingir a perfeição, tenha sido mau, como: estuprador, assassino, invejoso, egoísta, suicida e assim por diante?

Resposta: “Ainda não vi nada no kardecismo que explique isso; mas o que você está falando é tão lógico quanto 2+2 são 4. Logo, a resposta que eu tenho para você, é ‘sim’ ”.

Quarta pergunta: Vocês crêem na ressurreição, como pregada pelos profetas (Dn 12: 2 ) Jesus ( Jo 5:28, 29 ) e os apóstolos (1 Ts 4:13-18; At 24: 15; 1 Co 15; Ap 20:11-15; etc.)?

Resposta: “Não. O que os profetas, Jesus e os apóstolos chamavam de ressurreição, nada mais é que germens da doutrina sobre a reencarnação, a qual foi confirmada pelos Espíritos Superiores a Allan Kardec”.

Quinta pergunta: Vocês também estão esperando a vinda de Jesus para serem arrebatados aos céus?

Resposta: “Estamos, mas não como vocês crêem. Para nós, a vinda de Jesus é a morte. Quando morre uma pessoa, pode-se dizer com muita propriedade que para essa, Jesus já veio”.

Sexta pergunta: Adão foi o primeiro homem?

Resposta: “Não. Espíritos atrasados foram expulsos de mundos mais evoluídos do que o nosso planeta e enviados para a Terra. Ao chegarem aqui, e encarnarem, tinham uma intuição de que haviam vindo de algum lugar melhor. A lenda de Adão e Eva sendo expulsos do paraíso foi inspirada aí”.
As refutações às afirmações heréticas do kardecista aqui entrevistado constam dos demais capítulos deste livro e, em especial, dos capítulos 5 e 10.

0 comentários: