sábado, 28 de junho de 2008

A SÍNDROME DO ARMAGEDON

Desde que começou nossa era comum, cada virada de século viu sua cota de profetas apocalípticos anunciando o fim do mundo ou "Armagedon." Eles reivindicam ter conhecimento especial revelado somente a eles. O termo apocalipse é do grego e significa "revelação" ou "desvendamento."

"Armagedon" só é mencionado uma vez na Bíblia - em Rev. 16:16 - esta palavra grega traduzida significa "monte de Megido." As ruínas de Megido (Tel el-Mutsellim), uma cidade da Canaã antiga, ocupa aproximadamente doze acres de um pequeno planalto na Planície de Jezreel. Esta planície foi o palco de muitas vitórias militares decisivas ao longo da história. Como não há nenhuma "montanha literal de Megido", o termo "Armagedon" é provavelmente simbólico da grande batalha de Deus no tempo do fim. Foram construídas teologias inteiras ao redor deste único verso.

Várias igrejas abusivas criaram "o pavor do Armageddon", reforçado com culpa, objetivando dominar e controlar a comunidade. Cultos usam como uma ferramenta de controle emocional. Por implantar medo e criar a culpa, grupos abusivos manipulam seus membros para prestar serviços gratuitos.

Medo é o motivador principal. Ele atua de dois modos: (1) cria um inimigo externo que ameaça ou persegue o membro. Isto resulta na visão mundial "nós contra eles", e (2) medo de fracassar na organização ou medo de descoberta e castigo pelos líderes se você for negligente ao fazer seu trabalho. Que trabalho? Porquê, servindo a organização, naturalmente! "Você REALMENTE está fazendo tudo que pode para servir a Deus? " (Uma introdução típica para a culpa.)

Culpa é um bom motivador, mas não funcionará a menos que você possa fazer as pessoas se sentirem culpadas sobre algo. Note este exemplo sutil: "Agora que você tem compreensão do propósito de Deus, não gostaria de compartilhar isto com outros? Nós sabemos que Deus destruirá todas as pessoas iníquas brevemente. Considerando que nós temos conhecimento disto, temos a responsabilidade de advertir outros. Se não fizermos isso, Deus nos achará culpados de sangue no Armagedon. Você não iria querer ser achado culpado de sangue, iria? "

Cultos precisam de um "catalisador". O "catalisador" da Sociedade é o Armagedon. O medo da aniquilação eterna, e o medo de ser achado culpado de sangue por Deus no Armagedon, assegura o serviço continuo do "crente." Tal medo influencia adversamente planos para o matrimônio, faculdade, carreira, e a busca da felicidade. Rouba a paz mental e destrói a qualidade de vida da pessoa.

O medo é usado efetivamente também, para atrair novos membros. Uma pequena profecia da Bíblia, algumas estatísticas e eventos atuais, algumas datas... e a armadilha está preparada. Uma vez que o novo convertido compre o peixe, o "catalisador" aparece para motivar e manipular.

Cultos não oferecem uma escolha. A única escolha é a deles. (afogar ou ser comido por tubarões é realmente uma escolha?) Grupos que as vezes usam a Síndrome do Armagedon, se tornam fisicamente perigosos. Eles podem não esperar pelo apocalipse, mas tentar apressa-lo, criando seu próprio Armagedon.

O "povo" de Jim Jones começou como uma igreja Cristã normal, contudo se degenerou depois em um culto abusivo, que terminou em 1978 com mais de 900 suicídios no Sul das selvas americanas.

A "Filial" de David Koresh, os "Davidianos" conheceu um apocalipse no dia 20 de abril de 1993 com 79 assassinatos/suicídios em Waco, Texas.

A "Ordem" de Luc Jouret, "O Templo Solar" experimentou 53 assassinatos/suicídios na Suíça e Canadá em Outubro de 1994.

O "Aum Shinri Kyo" de Shoko Asahara, está sob investigação no Japão pelo recente ataque de gás na estação do metrô de Tóquio, que deixou 11 mortos e 5.500 doentes.

De todos os grupos, porém, a Sociedade Torre de Vigia é talvez, a mais conhecida por sua Síndrome do Armagedon.

Charles Taze Russell, primeiro presidente da Sociedade Torre de Vigia, previu o Armageddon para 1914,: "... A batalha do grande dia de Deus, o Todo-Poderoso, na qual terminará em 1914 DC, com a subversão completa dos governos humanos, já começou." The Time Is At Hand, 1911 ed., p. 101.

Russell alterou seu ponto de vista depois disso e disse que o fim poderia não vir até 1916 - seguramente antes de 1918: "Também, no ano 1918, quando Deus destruir as igrejas que se vendem, e seus membros aos milhões,... " O Mistério Consumado, 1917 ed., pág. 485.

O fim veio, mas só para o pastor Russell, ele morreu em 1916.

Joseph "Juiz" Rutherford sucedeu Russell como presidente e também predisse o fim. Ele disse pós-Armagedon que a reconstrução começaria em 1925 - marcada pela ressurreição dos patriarcas: "Podemos esperar confiantemente que 1925 marcará o retorno de Abraão, Isaque, Jacó e os profetas fiéis da antiguidade.... "Milhões Que Agora Vivem Jamais Morrerão", 1920, pág. 89, 90.

Rutherford desistiu quando as profecias falharam? Não, no verdadeiro estilo de falsos profetas ele forjou à frente com uma nova luz. Em 1931 escreveu ele: Seu dia de vingança está aqui, e o Armagedon está à mão, é certo a queda da Cristandade, em breve." Vindicação I, pág. 146, 147.

Nove anos depois ele sentiu impelido à escrever: "O Reino está aqui, o Rei está empossado. O Armagedon está à frente." O Mensageiro, 1/9/40, pág. 6.

Eu assisti a minha primeira Assembléia em St. Louis, MO em 1941. No "Dia das Crianças", cada um de nós recebeu uma cópia do novo lançamento de Rutherford, "Crianças". Foi escrito na Sentinela de 15 de Setembro de 1941,: "Recebendo o presente, as crianças marchando, abraçaram, não como um brinquedo ou diversão para prazer inativo, mas o Senhor proveu o instrumento para o trabalho mais efetivo nos meses restantes antes do Armagedon." (pág. 288)

Durante os próximos vinte cinco anos a Sociedade Torre de Vigia continuou advertindo da proximidade do fim. Em 1966 eles publicaram o livro "Via Eterna na Liberdade dos Filhos de Deus" onde o ano de 1975 foi cavilado para marcar o começo do Milênio. Publicações da Sociedade continuaram marcando 1975 até a hora final: "... O reino divino de Deus regerá a terra durante mil anos depois do fim deste sistema de coisas." Despertai! 8/10/68, p.14.

Também,

"... Há apenas noventa meses restantes antes que se completem os 6000 anos da existência do Homem na Terra .... A maioria das pessoas que vivem hoje provavelmente estarão vivas quando o Armagedon começar, e não há nenhuma esperança de ressurreição para esses que serão destruídos." - Ministério do reino, 3/68, pág. 4.

"Em virtude do curto tempo restante, a decisão para procurar uma carreira neste sistema de coisas não é só ininteligente, mas extremamente perigosa." Ministério do reino, 6/69, pág. 3.

Ouvimos falar de "relatórios de irmãos vendendo suas casas e propriedades, e planejando terminar o resto de seus dias neste velho sistema, no serviço de pioneiro. Certamente este é um modo excelente para gastar o curto tempo restante antes do "fim deste mundo ruim. ( Ministério do reino) 5/74, pág. 3.

A Sociedade Torre de Vigia sempre deu grande significação à sua "data âncora" 1914, prometendo que a geração de 1914 ainda estaria viva no Armagedon. Aquela geração passou. Agora eles têm que redefinir o significado de 1914. Seja lá como fizerem, você pode estar seguro que a ameaça do Armagedon continuará na vanguarda da teologia deles.

Por outro lado, a Bíblia diz: "Ora, quanto ao tempo e às épocas, irmãos, não necessitais de que se vos escreva. Pois vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor vem exatamente como ladrão, de noite (1 Tess. 5:1,2)

Qualquer pessoa ou organização que reivindica ter conhecimento especial ou exclusivo, são charlatões - falsos profetas. A Síndrome do Armagedon é uma característica identificadora de muitos Cultos. A aflição, miséria e morte que eles dão em doses para seus membros / vítimas são imensuráveis. Fuja deles! Nós temos a palavra viva de Deus.

0 comentários: