quarta-feira, 27 de junho de 2018

O falso Jesus das Testemunhas de Jeová

As Testemunhas de Jeová se irritam quando são acusadas de não crerem em Jesus. Quando elas na verdade acreditam em Jesus, e tem até livros que ‘falam de Jesus’. Pode ser que a irritação delas seja justa. Precisa-se de um qualificativo. 

Essa religião deveria ser acusada de crer em outro Jesus, não no Jesus da Bíblia. O Jesus das Testemunhas de Jeová é um falso Cristo, um falso deus, um falso ídolo, idealizado por seus líderes (com um forte pensamento sociano e ariano) e reproduzido nas gráficas da Torre de Vigia. Ele possui uma natureza diferente da defendida pela fé cristã bíblica, e realiza obras estranhas, das que sabemos pela Palavra. 

Portanto o Jesus das Testemunhas de Jeová é e/ou faz:

1.  Um anjo, portanto criado.
2.  Deixou de ser esse anjo quando se tornou homem perfeito.
3.  Morreu pendurado em uma estaca.
4.  Durante três dias em sua morte, existiu apenas na memória de Deus.
5.  Ressuscitou como um espírito angélico poderoso. Seu corpo desapareceu, não foi ressuscitado.
6.  Passou a ser rei no céu em 1º de outubro de 1914, [‘ou um pouco depois’]. Desde então está ‘presente’.
7.  Examinou a cristandade por três anos e meio (de 1914 a 1918), por fim, rejeitou a cristandade.
8.  Em 1919 escolheu a torre de vigia como seu Escravo Fiel e Prudente.
9.  Com algumas mudanças de datas, na década de 30 passou a preparar um povo para viver eternamente na terra.
10.              É mediador apenas de 144 mil pessoas, apenas esses ele deu poder para serem chamados filhos de Deus. Os demais salvos serão amigos de Jeová.
11.              Levará para o céu apenas 144 mil pessoas, pois apenas os tais serão reis com Cristo no céu.
12.              Ele recebe adoração relativa, melhor dizer que ele é homenageado.
13.              Voltará, mas ninguém o verá.
14.              Não garantirá a salvação das pessoas que viverem na Terra, apenas proporcionará condições de serem salvas depois do milênio.
15.              Não ressuscitará todas as pessoas que já morreram.
16.              Não arrebatará ao céu pessoas vivas (o últimos dos 144 mil), elas morrerão para irem para céu, mesmo depois que Jesus voltar.

Esse não é o Senhor Jesus da fé cristã – “meu Senhor e meu Deus”, da confissão bíblica (Jo 20.22; Rm 9.5; Hb 1.6,8,10). Portanto, as Testemunhas de Jeová estão acreditando em um falso Cristo, em uma falsa salvação. A Bíblia adverte algo nessa direção:

O que receio, e quero evitar, é que assim como a serpente enganou Eva com astúcia, a mente de vocês seja corrompida e se desvie da sua sincera e pura devoção a Cristo.

Pois, se alguém lhes vem pregando um Jesus que não é aquele que pregamos, ou se vocês acolhem um espírito diferente do que acolheram ou um evangelho diferente do que aceitaram, vocês o suportam facilmente.


Imagem: Google


0 comentários: