quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Esperança para 2016

“A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vocês.” (2 Co 13.14)

Hoje 2015 termina. À meia noite e um segundo estaremos em 2016. Esse é o nosso referencial. Esse fim-começo será em momentos diferentes nas diversas partes do planeta. Também significará e será vivido de forma diferente pelos bilhões de pessoas que vivem neste globo. Para alguns, nada de especial. Para outros, muita esperança e o desejo de que tudo mude. 2015 vai terminar e 2016 vai começar para pobres e ricos, encarcerados e livres, doentes e sãos. Há os refugiados, os que perderam tudo por desastres naturais, por acidentes causados pela imperícia ou ganância humanas, por guerras e conflitos políticos, especialmente no oriente. Há pessoas que terminarão o ano mentindo, tentando sustentar o insustentável. Que pena. Um ano termina e outro começa, a vida continua. E nós? Como vamos seguir em frente?

Creio que devemos considerar mudanças e abraçar valores melhores. Devemos melhorar, amadurecer. Devemos crescer na inconformação com a corrupção, a injustiça, a violência, a pobreza, o descaso com a saúde, as mentiras dos políticos e as nossas próprias… com tudo que dispensa a leitura da Bíblia para saber que está errado! Este ano sofremos com algumas faltas: falta de água, de combustível, de energia, de dinheiro. Que isso tenha nos ensinado a ser mais cuidadosos e mais ecológicos em nossos hábitos. Que tenha nos ensinado também a crescer no afeto, no amor ao próximo e a Deus. Devemos crescer na contribuição com o outro e nos envolver mais nos esforços e lutas para o bem neste mundo e a glória de Deus. Devemos nos importar mais com a igreja, que foi ideia de Cristo, mas que tem se corrompido por ideias humanas e sofrido com a desistência dos que discordam.


Mais um ano termina e um novo começa. Estamos envelhecendo. As crianças estão seguindo para se tornarem jovens, os jovens para se tornarem adultos e os adultos para se tornarem velhos. Que tipo de jovens, adultos e velhos estamos nos tornando? Acreditamos que temos tempo e, em princípio, diria que temos. Mas não temos todo tempo do mundo! Nem sabemos, de fato, quanto tempo temos. Vamos usa-lo melhor então. Vamos viver cada dia com Deus e vamos aprender a ama-lo. Vamos amar mais e melhor as pessoas, em especial nossa família. Nossa vida não está organizada para alimentar virtudes. Vamos precisar organiza-la. Por isso desejo neste último dia do ano que a graça de Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam presentes em sua vida. O que é a vida sem essas dádivas? Escolha desfruta-las vivendo como alguém do Reino de Deus. Hoje é o último de 2015. Amanhã, o primeiro de 2016. O Reino de Deus é eterno!

0 comentários: