terça-feira, 9 de junho de 2015

TJs não participam da ceia do Senhor

Mateus 26.27 – E tornando um cálice, rendeu graças e deu‑lho, dizendo: Bebei dele todos.

A Sociedade Torre de Vigia tem ensinado aos seus seguidores a não cumprir esta instrução claramente dada por Jesus Cristo. Quando as testemunhas de Jeová promovem a sua celebração de comunhão, que é feita anualmente, o pão e o cálice passam de mão em mão e muito poucos tomam parte deles. (Estatísticas relatadas em A Sentinela, 01/10/86, revelaram que de 7.792.109 pessoas presentes à celebração em 1985, apenas 9.051 participaram. Desta forma, da maior parte das 49.716 congregações das testemunhas de Jeová espalhadas pelo mundo, não houve um único participante.)

Ao não cumprirem as instruções de Jesus “Bebei dele todos”, as testemunhas de Jeová estão obedecendo a instruções dadas por seus líderes, que os têm ensinado que os novos crentes desde o ano de 1935 não podem compartilhar da Nova Aliança mediada por Jesus Cristo (Heb. 12:24); “Aqueles que pertencem à classe das ‘outras ovelhas’ não pertencem à nova aliança e dela não tomam parte” (A Sentinela, 15/02/86, p.15, edição norte‑americana).

Mas, falando a respeito da aliança redentora representada na comunhão, Jesus disse: “A menos que comais a carne do Filho do homem e bebais o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos” (João 6:53, Tradução do Novo Mundo). Se as testemunhas se excluem da Nova Aliança, elas se excluem da vida eterna.

Peça à testemunha de Jeová para lhe mostrar um verso bíblico no qual Jesus estabelece o ano de 1935 como a data na qual deveria se inspirar suas instruções a respeito da comunhão. Não existe tal verso. Ao invés disso, Jesus disse: “Persisti em fazer isto em memória de mim” (Luc. 22:19, Tradução do Novo Mundo).

Fonte de pesquisa: “As Testemunhas de Jeová refutadas versículo por versículo”, David A. Reed; trad. de Marcelus Virgílius Oliveira e Valéria Oliveira. ‑ 2. ed. Rio de janeiro: JUERP, 1990.


Fonte: CACP

0 comentários: