quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Cronologia das TJs

As TJs crêem:

a) Que a Segunda Vinda de Cristo ocorreu invisivelmente em 1° de outubro de 1914:

Hoje as TJs procuram demonstrar que se apóiam na Bíblia para indicar a data da volta de Cristo para 1914. Mas, na verdade, as TJs se valeram das medidas da Pirâmide de Gizé, no Egito, para fixar essa data. Isso é confessado francamente no livro “TESTEMUNHAS DE JEOVÁ - Proclamadores do Reino”, p. 201. Fizeram uso das medidas da Pirâmide por uns 35 anos. C. T Russell justificava sua posição dizendo: Sua maravilhosa correspondência com a Bíblia não deixa a mais leve sombra de dúvida de que, quem inspirou os profetas e apóstolos também inspirou essa ‘testemunha’ de pedra na Terra do Egito (“Thy Kingdom Come, Série III”, Studies in the Scriptures, p. 362).

Mais tarde, no tempo de Rutherford, o segundo presidente da Sociedade Torre de Vigia, já tinha outra idéia inteiramente contrária:

Dizia ele: Então Satanás pôs sua sabedoria na pedra morta, a qual pode ser chamada de Bíblia de Satanás e não pedra testemunha de Deus. Em erigir a Pirâmide, Satanás pôs nela alguma verdade, porque este é o método de ele praticar a fraude e o engano (“Watchtower”, 15 de novembro de 1928, p. 344).

Hoje apresentam outro raciocínio, embora mantenham a mesma data de 1914:

Contando-se 2.520 anos a partir de princípios de outubro de 607 a.D. ...chegamos a princípios de 1914 (“Raciocínios à Base das Escrituras”, p. 111).

A evidência bíblica mostra que no ano de 1914 a.D. o tempo de Deus chegou para Cristo voltar e começar a dominar (“Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra”, p. 147/16).

b) Cristo não deixou o céu para vir à Terra:

A volta de Cristo não signfica que ele volta literalmente a esta terra. Antes, signfica que assume o poder do Reino com relação a esta terra e volta sua atenção para ela. Ele não precisa deixar seu trono celestial a realmente vir à terra (“Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra”, p. 147/16).

Resposta Apologética:

Em Hb 9.28 lemos que na sua primeira vinda para resgatar o homem do pecado e da condenação, Ele deixou o céu e se fez homem (Jo 1.1,14) e na sua segunda vinda Ele virá literalmente, deixando o céu, para buscar a sua Igreja aqui na Terra (At 1.9-11). Nesta última passagem se diz que o mesmo Jesus é que voltará. Como foi Jesus ao céu?

Foi pessoal, corporal e visivelmente. Como voltará? Ele voltará pessoal, corporal e visivelmente.

A segunda vinda de Cristo é citada muito freqüentemente na Bíblia: MT 24.3,27-30,37-39; 1 Co 15.23; Fp 3.20-21; 1 Ts 2.19; 3.13; 4.15-17; 2 Ts 2.1,8-9; 2 Tm 4.8; Tt 2.13; Tg 5.7-8; Ap 1.7.

Cristo sempre esteve invisivelmente presente conosco desde quando ascendeu ao céu depois de ressuscitado e não a partir de janeiro de outubro de 1914: Mt 18.10; 28.20.

NOTA:
A primeira data indicada para a vinda (parousia) de Cristo foi em 1-10-1874:

É verdade que o redator e editor da Torre de Vigia de Sião e Arauto da Presença de Cristo calculou que a presença ou parousia do Noivo celestial tivesse começado no ano 1874 a.D (“Aproximou-se o Reino de Deus de Mil Anos”, p. 206/48).

Para compreender os sinais que indicam a segunda presença do Senhor, desde 1874 até 1914, é preciso ser espiritualmente inclinado, e os clérigos não são (“Criação.
J. F. Rutherford. Watch Tower Bible and Tract Society, p. 297).

Fonte: Série Apologética – ICP

0 comentários: