quarta-feira, 24 de junho de 2009

O mormonismo tem outro Jesus

Autor : Prof. João Flávio Martinez

A Igreja Mórmon (Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias) afirma que seus membros adoram Jesus Cristo. O Mormonismo afirma ser uma igreja cristã, mas ela não tem o mesmo Jesus dos cristãos. Os Mórmons, na verdade, adoram um falso Cristo. Continue lendo e veja porque.

A Bíblia afirma que Jesus foi gerado pelo Espírito Santo e nasceu de uma virgem (Mateus. 1:18-25, Lucas 2:26-35). A Igreja Mórmon nega esta verdade. O segundo presidente da Igreja Mórmon declarou: "Jesus não foi gerado pelo Espírito Santo" (Jornal de Discursos, vol.1, p.51). Em verdade, o Jesus dos Mórmons foi gerado numa relação sexual entre Maria e Deus Pai (que possui um corpo físico). Um líder Mórmon escreveu recentemente: "foi a pessoa do Pai que gerou o corpo de Jesus " (O Vidente, p.158). O apóstolo atual dos Mórmons, Bruce Mc Conkie, fala de Cristo: "ele foi gerado, concebido e nascido no curso natural dos acontecimentos, ..." (Doutrina Mórmon, p.742).

O Jesus da Bíblia é Deus. Ele sempre foi Deus (João.1:1, Filipenses 2:6 e Hebreus.1:8). Essa não é a verdade sobre o Jesus dos Mormons. De acordo com a Igreja Mórmon, Jesus tornou-se um deus. Joseph Smith declarou: "eu sempre declarei que Deus é uma pessoa distinta, Jesus Cristo, uma pessoa separada e distinta de Deus Pa,i e que o Espírito Santo é uma pessoa distinta e um espírito; e que estes três formam... três deuses". (História da Igreja, vol.6, p.474).
Em outubro de 1984 um apóstolo mórmon declarou: "Qualquer um que crê e ensina sobre Deus Pai e aceita a divindade de Cristo e do Espírito Santo ensina a pluralidade dos deuses" (Insígnia, nov. 84, p.68). O apóstolo mórmon Bruce Mc Conkie disse: "o Senhor Jesus trabalhou pela sua própria salvação" (Nossa Relação com o Senhor, p.9).

Na Bíblia Jesus é adorado (Mateus.8:2, Marccos.5:6, Lucas 24:52, João 9:38 e Hebreus 1:6). O Mormonismo diz que Jesus não deve ser adorado. Bruce Mc Conkie declara: "nós não adoramos o Filho" (Nossa Relação com o Senhor, p.5). Para um Mórmon, Jesus é apenas "um membro importante da divindade" (Insígnia, Jan/84, p.17).
O Jesus bíblico foi o mais misericordioso de todos os homens. Ele declarou: "pois o Filho do homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las" (Lucas 9:56). Ele mostrou isso nos acontecimentos que envolveram sua crucificação e ressurreição. Ele foi escarnecido, cuspido, esbofeteado e açoitado. Os soldados de Pilatos coroaram-no de espinhos. Mesmo assim, Jesus não tentou defender-se, ele que tinha o poder de invocar milhares de anjos para socorre-lo (Mateus 26:53) Quando os soldados o pregaram na cruz, Cristo orou: "Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem" (Lucas 23:34). Em sua morte houve um terremoto e o véu do santuário se rasgou em duas partes, sem causar, porém, qualquer outro dano (Mateus 27:50-51). Na sua ressurreição houve outro terremoto, que também não causou dano algum. Em vez disso, "abriram-se os sepulcros e muitos corpos de santos que dormiam ressuscitaram" (Mateus 27:52).

Este não é o Jesus dos Mórmons. O Livro de Mórmon registra os eventos que supostamente aconteceram no Hemisfério Ocidental por ocasião da morte de Cristo. Segundo esses registros, 16 cidades foram destruídas com todos os seus habitantes, alguns tendo sido queimados, outros submergidos no mar e alguns outros sepultados sob toneladas de terra e pedras. O Livro de Mórmon narra que aqueles que "mataram e apedrejaram os profetas e os baniram" forma poupados, enquanto mulheres e crianças inocentes morreram (3 Nefi 8:25). Quando se completou a destruição, uma voz foi ouvida assumindo a responsabilidade pelas vidas destroçadas e as cidades transformadas em escombros. De acordo com o Livro de Mormon, a pessoa responsável por tal carnificina foi "Jesus Cristo, o Filho de Deus" (3 Nefi, 9:15). Em lugar de Salvador, o Jesus dos mórmons é um assassino. O cristo da Bíblia veio "para dar vida" (Jo.10:10). O Jesus dos mórmons é o responsável pela morte de milhares e milhares. Tradução de Mary Schultze para o CPR


Os líderes mormons já admitiram que eles crêem num outro Jesus. O oficial da Igreja Mórmon declarou: "é verdade que muitas das igrejas cristãs adoram um Jesus Cristo diferente do Jesus dos Mormons" (Insígnia, maio 77, p.26).
Não há salvação na adoração de um falso Cristo (Mt.24:24). Um Jesus que não seja o verdadeiro Jesus da Bíblia não tem poder para salvar. Somente depositando confiança total no Jesus da Bíblia é que se pode obter vida eterna. Paulo alertou sobre "outro Jesus" em 2 Co.11:4. O Jesus dos Mormons é outro Jesus! Confiar no Jesus do Mormonismo nunca vai nos levar à vida eterna. A Bíblia apresenta o verdadeiro Jesus e o verdadeiro plano de salvação. Só o Jesus da Bíblia pode oferecer salvação eterna. "E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos" (At.4:12).

Como se pode alcançar a vida eterna? A Bíblia ensina: "Crê no Senhor Jesus, e serás salvo" (At.16:31). Crer não significa ter apenas um conhecimento superficial sobre Jesus como Salvador ou simplesmente dizer que se crê nele. O verbo crer na Bíblia significa colocar total confiança em Cristo e depender somente dele para ter a vida eterna. Ser membro de igreja não significa estar salvo. Batismo não salva. Boas obras e boa moral não salvam. Somente a graça de Deus, através da fé em Jesus Cristo, pode oferecer a vida eterna. A Bíblia diz: "eu publicarei essa justiça tua; e quanto às tuas obras, elas não te aproveitarão" (Isaías. 57:12). Jesus disse: "a obra de Deus é esta, que creiais naquele que por ele foi enviado" (Jo.6:29).

Não ponha sua confiança numa igreja, nem no batismo, nem nos profetas e, muito menos, num falso Cristo. Ponha sua fé somente no Jesus da Bíblia. Ele promete que "todo aquele que nele crê não perece, mas tem a vida eterna" (João 3:16). E faz um convite especial: "Vinde a mim, todos vós que estais cansados e sobrecarregados, eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas" (Mateus 11:27-28).

2 comentários:

maria rodrigues disse...

Cada vez que abro um blog destes me entristece, imagina Deus o pai, em ver homens julgando inverdades e ainda pregando errado, não será estes os anticristos, que só vivem as custas dos outros vendendo CDs DEV, blogsa mentirosos? E ainda se dizem seguir Jesus Cristo? Dizem que não seguimos a ele,.Como se a denominação leva seu nome?a de vcs leva o nome dele, então não é sua igreja.aBSURDOS E MAIS ABSURDO, QUE NÃO SEI SINCERAMENTE DE ONDE VEM TANTA INFORMAÇ~]AO FALSA DA QUAL SE DEFENDEM EM CIMA DESWTAS FALSIDADES IDEOLOGICAS, politicas, sociais a respeito da unica igreja com a plenitude do evangelho,Se não conhecem não julguem, serão julgados por isto. Vcs seguem tudo que é mentira e deixam de ver onde esta a verdade, por orgulho, por se acharem donos da verdade da biblia ate decoram e se delegam doutores teologicos, hipocrisia gente. querem se prevalecer em cima dos inocentes. Um virus que vem desde a fundação desta igreja.

O Peregrino disse...

Graça e paz, você está falando do meu blog ou o blog que você segue chamado A Verdade SUD? Acredito que este tem mais conteúdo desmascarando a SUD do que meu.
Eu não vendo nada cara colega, tudo o que tenho com relação ao reino de Deus é de graça, por fato de uma igreja levar o nome de Jesus, não significa que está pregando a verdade, muito pelo contrário, a igreja de jesus cristo dos últimos dias prega um Jesus diferente da bíblia, basta você ler o artigo em questão, se o artigo estiver errado, por favor, fale contestando sobre ele, que no meu ver o artigo está correto.
Sinceramente, quantas falsas profecias o Sr. Smith pregou e vocês ainda crêem nele.
Única igreja com a plenitude do evangelho de de Smith ou de Jesus? Acredito que é o de Smith porque Jesus está de fora da SUD, igual ao de Laodicéia.

Um abraço.