terça-feira, 2 de setembro de 2008

Coisas Que Deus Não Pode Fazer

Quando consideramos Deus como o Todo-Poderoso Criador de tudo que existe, em geral, não pensamos nas coisas que Ele não pode fazer. Existem muitas coisas que os homens não podem fazer; contudo, também existem coisas que Deus não pode fazer. A verdade é que Ele não pode fazer todas as coisas. Não que Ele não tenha capacidade para isso, ou que Ele seja, de algum modo, limitado em Seu poder. Isso acontece por causa do que Ele é e de Sua natureza divina. Existem diretrizes que nem mesmo Deus pode anular. Por exemplo, Ele não pode ser Deus e deixar de ser Deus, ao mesmo tempo. Ele não pode criar outro Deus, ou seja, uma criatura que pudesse se tornar igual a Ele. Esse segundo Deus seria derivado e dependente do primeiro e, nesse caso, seria um “Deus” finito. Visto como Ele teve princípio, jamais poderia ser um Deus tão poderoso como o Deus que Lhe deu origem. Um dos primeiros requisitos para ser Deus, é ser infinito e eterno. Nesse caso, um Deus criado não seria qualificado para exercer o ofício de Deus.

Então, o que Deus não pode fazer?

1) - É impossível que Deus minta. Será que Ele poderia tornar 2 + 2 em 5? Deus não pode mentir, pois Ele é consistente com a verdade, a qual tem os seus absolutos. Hebreus 6:18: “Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta...” Ele não pode quebrar uma promessa incondicional, a qual Ele prometeu cumprir. Ele é a verdade e nEle não “há mudança nem sombra de variação” (Tiago 1:17-b). Ele não pode retroceder em Sua Palavra.

Quando Ele falou para Abraão tomar o seu filho único e colocá-lo no altar do sacrifício, Abraão sabia que, se Deus tivesse permitido que ele matasse Isaque, Ele iria ressuscitá-lo da morte. Isso porque Ele havia prometido a Abraão, através de Isaque, que as promessas da Aliança iriam ser cumpridas. [N. T. - Se os judeus acreditassem realmente na Palavra de Deus, não ficariam tão submissos e temerosos diante dos palestinos, os quais são apoiados pelo mundo incrédulo.]

Deus jamais pode enviar outro dilúvio sobre a Terra, como aconteceu no tempo de Noé. Não por falta de capacidade de fazê-lo. Ele não pode fazer isso por ter prometido que jamais iria repeti-lo (o Arco-íris aí está para nos lembrar esta promessa). A natureza de Deus se inclina absolutamente à verdade, o que significa que Ele sempre cumpre Suas promessas.

2) - Deus pode fazer uma rocha tão grande que não possa erguê-la? Se Ele não pode erguê-la, então não é Todo-Poderoso. Neste caso, a rocha se tornaria mais poderosa do que Deus e qualquer coisa mais poderosa do que Ele seria Deus também. Ele tem qualidades infinitas, não finitas, e somente pode fazer coisas que Lhe sejam possíveis. Ele não pode fazer círculos quadrados, nem triângulos de dois lados. Isso seria pedir que Ele contrariasse a lógica, o que seria contra a Sua exata natureza.

Por isso é um erro categórico afirmar que Ele pode fazer coisas que Ele não pode [N.T. - Este é um erro comum nas doutrinas do Movimento Palavra da Fé]. Seria como indagar a um bacharel qual é o nome de sua esposa (que pergunta estranha, hem?) Ou indagar: qual é o sabor da cor amarela? Cor não tem sabor. Não é possível Deus criar uma rocha tão grande que não possa levantar, pois, se Ele a criasse, também poderia erguê-la. Se Ele pode criá-la também pode destruí-la. Isso não mostra que Deus seja limitado em Seu poder e que Ele não tenha poder infinito. Significa apenas que tudo que Ele criou está sob Sua jurisdição, sob o Seu controle, e que jamais poderia a Ele se igualar... [N.T. - Deixamos de lado um trecho da “Suma Teológica” de Tomás de Aquino, por achar que ela é menos lógica do que o assunto deste artigo].

3). - Deus pode deixar de ser Deus e de existir? Sua natureza é infinita, ou seja, jamais terá fim. Seu imutável caráter moral é um moral absoluto. Este inclui santidade, justiça, amor, misericórdia e verdade. Deus é quem é, eternamente, o único Ser permanente do universo. Somente as coisas criadas, sujeitas ao tempo e ao espaço, feitas de substâncias não eternas, podem mudar. Deus não poderia mudar, mesmo que o desejasse (e isso Ele não quer). Porque Ele é o mais elevado e conclusivo estado da perfeição. As palavras não conseguem descrever o ponto e o estado em que Deus se encontra.

4). - Deus não é livre para agir ao contrário de Sua natureza, a qual é permanente. Isto significa que Ele não é Todo-Poderoso? Não! Significa que, sendo Ele um Ser perfeito e imutável, Seus comandos e ações estão enraizados no bem final, o qual flui de Sua natureza. Seu caráter moral não muda. Sua natureza é eterna. Ele não pode dizer: “amanhã vou agir, por um momento, como se fosse, o Diabo, e pecar como o homem peca”. O que Ele tem sido, há de ser, para sempre - o EU SOU. Ele é totalmente Auto-Suficiente.

5). - Deus não pode pecar. A santidade é parte de Sua natureza e Ele não pode agir de outro modo.

6). - Deus não pode aprender coisas novas [N.T. - Mesmo porque nada existe de novo no Céu e na Terra, por Ele criados]. Antes de criar todas as coisas, Ele já conhecia tudo a respeito delas. Não existe progressão no Seu conhecimento, como existe para o homem. Deus não possui limitações sobre qualquer coisa por Ele criada.

7). - Deus não pode atender oração alguma, conforme a vontade de quem ora. Ele atende somente aquelas orações que estão de acordo com a Sua soberana vontade a ser feita na Terra. Ele não pode responder orações que sejam contrárias aos Seus propósitos.

8). - Deus sempre tem razão. Quando Ele faz qualquer coisa não é simplesmente por tê-la feito. Ela é certa porque é certa. Não se torna uma obra boa porque Deus a escolheu, mas por ser boa. Deus a escolheu por ser boa. Deus a quer porque ela é boa e não simplesmente porque Ele deseje ou resolva que ela seja boa. Ele não é arbitrário nem caprichoso. Ele conhece o bem maior porque nEle habita o conhecimento.

Toda a natureza comprova que isto é verdade. A ordem é o Seu maior desígnio e objetivo, enquanto o caos não é! Promover a vida é o bem maior, tirar a vida, não! (as exceções são raras). Isso porque tudo flui de Sua natureza moral. Então, conquanto Deus seja Todo-Poderoso, Ele não pode agir nem pensar contrariamente à Sua eterna e ilimitada natureza, a qual é o conclusivo bem moral.

Não é bom saber que existe um Ser a Quem todo o universo está sujeito? Um Ser perfeito em Seus julgamentos e escolhas, um Ser que cumpre Suas promessas e jamais comete erros? Isto é um conforto para aqueles que O conhecem e respeitam... E exatamente o contrário para os que O negam ou O ignoram!

Artigo do “letusreason ministries” - “Things God Cannot Do”

Traduzido e comentado por Mary Schultze, em 11/08/2008

0 comentários: