domingo, 12 de março de 2017

O que é que está acontecendo aqui?

Existem poucas casas na América do Norte e do Sul que ainda não tiveram missionários mórmons à sua porta. Enquanto isso, milhares de famílias são convidadas a “Reuniões Familiares,” “Serões Domingueiros,” e atividades sociais em igrejas, as quais são “especialmente” preparadas por amigos e vizinhos mórmons.

Muitos cristãos são atraídos pela aparência “honesta” do apelo Mórmon: “Nós adoraríamos amá-lo”. Mormonismo é um dos grupos religiosos de crescimento mais rápido no mundo. Mas será que os crentes realmente conhecem o Mormonismo? Mesmo que você tenha um certo conhecimento, o que é que você diria àquele missionário mórmon batendo à sua porta?

A IGREJA MÓRMON É OU NÃO É UMA IGREJA CRISTÃ?

Primeiramente, compreenda que a Igreja Mórmon gosta de referir a si mesma como um grupo cristão. Contudo, Mormonismo NÃO é um grupo doutrinário que esteja dentro do corpo cristão. Esta igreja prega um Deus diferente, um Jesus diferente, e um céu e inferno diferentes. Ela ataca a integridade da Bíblia, e proclama “Escrituras Sagradas” que são novas e diferentes. Suas doutrinas “eternas” ou “evangelho” e plano de salvação são dirigidos pelo deus desta Terra através de um “Profeta, Vidente e Revelador” vivo a quem os membros devem demonstrar obediência total, se quiserem ganhar a vida eterna.

O Mormonismo é corretamente chamado SEITA. Uma seita é um grupo ou sistema de adoração e ritual religioso que enfatiza uma doutrina pouco comum e um deus esotérico. Os Mórmons são uma seita baseada no Cristianismo, usando como tema principal a Lei e o Sacerdócio do Velho Testamento. Contudo, alteram a função e o poder do Senhor Jesus tão claramente descritos na Bíblia.

Mormonismo usa as mesmas palavras usadas pelo cristão, mas com um sentido diferente. Aqui está a armadilha. A pessoa desavisada ouve falar das alegrias do evangelho, do amor de Cristo e do desejo de Deus por nós, e acaba sendo enganada pelo “duplo sentido” do ensino mórmon. Este ensino não vem dos corações dos jovens missionários em sua casa, mas de alguns dos mais espertos “psicólogos de venda” no mundo.

Se aqueles que batem à sua porta fossem fanáticos da Igreja da Unificação, tudo seria mais simples. Está bem claro que eles são uma seita que rejeita Cristo e ameaça a família. Neste caso, ou você acredita que Cristo voltou como um coreano chamado Reverendo Moon, ou você cai fora! O espírito anti-cristão do Mormonismo não é assim tão fácil de se detectar. Esta seita mantem uma aparência externa de decência, honra, tradição e família (o ideal americano). Milhões de dólares são gastos pela seita em promoções que garantem a continuação desta imagem.

A Sociedade de Folhetos Cristãos de Utah, situado em La Mesa, Califórnia, publicou certa vez, um resumo da descrição de uma seita. Dizia: “Todas as seitas pregam uma ou mais das seguintes ideias: Elas humanizam a Deus, deificam o homem, minimizam o pecado, ou ignoram as Escrituras. O Mormonismo usa todas as quatro crenças acima para proclamar falsas doutrinas”. O Mormonismo não é uma igreja cristã, mas sim uma SEITA.

QUEM ESTÁ ENGANANDO A QUEM?

É absolutamente essencial que você compreenda o seguinte: os Mórmons acreditam de todo coração que eles estão servindo ao Deus verdadeiro, e portanto é você que está perdido. Eles são totalmente obrigados pelas suas leis espirituais a fazerem boas obras. Deste modo, se tornarão deuses e deusas, assim como o seu Deus (e todas as suas esposas-deusas) fez durante seu período de provas num outro planeta semelhante a este.

É importantíssimo lembrar que eles creem que estão fazendo a vontade de Deus ao vir falar com você. A maioria deles faz isto por amor a você, não importando o tanto que estejam enganados pelo seu profeta. Você deve lembrar que o Senhor os ama tanto quanto ama você, e certamente Sua preocupação com eles é ainda maior. O amor de Deus não diminuiu quando nós estávamos afastados pelo pecado. Seu coração se expressou em amor e cuidado conosco, assim como Ele expressa seu amor por aqueles perdidos na “areia movediça” da doutrina mórmon.

MUITO BEM, O QUE É QUE EU FAÇO AGORA?

Se você está convencido que o Mormonismo é uma seita, e uma seita que representa um perigo definitivo ao cristão desavisado, então você tem a escolha de dois possíveis planos de ação. Primeiro, você pode fazer absolutamente nada! Fuja deles como se fossem uma praga. Bata a porta nas suas caras! Dê uma meia volta e corra tão rápido quanto puder quando um deles falar com você. Este método é honesto, eficiente, e certamente evitará que você se torne membro da Igreja Mórmon.

O segundo método é pouco confortável, e deve ser usado em proporção à sua maturidade e confiança cristã. De qualquer forma, você não receberá nenhum castigo especial se, ao encontrar uma dupla de missionários, falhar em convencê-los de seu erro e convertê-los ao cristianismo.

Lembre-se que missionários mórmons estão preparados para enfrentar os diversos tipos de cristãos que eles encontram diariamente. Por outro lado, você irá encontrar-se com alguns deles pouquíssimas vezes em um ano.

O QUE É QUE VOCÊ DIZ A UM LOBO?

Em Mateus 7.15 lemos: “Acautelai-vos dos falsos profetas que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores”. A Escritura dá uma ideia do problema, e também dá uma solução. O missionário mórmon se apresenta como membro do rebanho de Cristo. Este é o rebanho ao qual Jesus se referia quando disse em João 10.27-28: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, eternamente, e ninguém as arrebatará da minha mão”. A aparência do missionário mórmon, suas expressões, suas palavras, tudo, parece dizer: “Oi, eu sou uma ovelha como você. Eu me pareço com você, eu cheiro como você, eu digo ‘Bééé’ como você, portanto eu devo ser uma ovelha como você.” O que você não vê é que debaixo dessa pele de ovelha, existe uma pele de lobo. O missionário também não vê isso. Ele pensa que debaixo da primeira pele de ovelha há uma segunda pele de ovelha mórmon. Ele pensa que está ali para tirá-lo do seu rebanho perdido, e levá-lo para o pasto de onde ele vem. Ele está disposto a fingir um pouquinho para conseguir isso. Afinal, ele pensa que está fazendo isso para o seu próprio bem. Aqui está a sutil solução. Os mórmons são treinados a verem este leve engano como uma camuflagem absolutamente necessária ao seu trabalho. Enquanto você derrubar este engano, e expor a pele de ovelha mórmon, eles ainda se sentirão à vontade.

Sua responsabilidade é arrancar a segunda camada de “pele de ovelha,” e revelar o pelo de lobo que eles vestiram ao jurar eterna submissão ao Santo Sacerdócio, e ao lobo roubador e falso profeta, Joseph Smith. O fato assustador é que eles mesmos não conhecem este pelo de lobo na sua natureza.

Você tem a verdade e a verdade pode libertar aqueles mórmons. Você não precisa discutir todas a facetas da doutrina mórmon na porta da sua casa. Você só precisa força-los a serem sinceros com você e com eles mesmos. A verdade e Jesus farão o resto.

REGRAS DO JOGO

Primeiramente você deve examinar sua motivação. Se você quer apenas “dizer-lhes umas verdades,” ou se você quer maravilhá-los com seu conhecimento das Escrituras, você irá perder, e pior ainda, eles irão perder também. Um mórmon percebe quando está sendo atacado. O mórmon irá endurecer seu coração e levantar uma parede impenetrável assim que você “der de dedo” no seu rosto, e disser “Escuta aqui, ô cara!” Você poderá vencer a discussão, mas eu lhe garanto que distanciará aqueles mórmons do verdadeiro conhecimento de Cristo.

Sua motivação deve vir de um tremendo amor por aquele amigo, vizinho ou missionário mórmon. Através de oração, tire o “eu” da discussão, e reconheça que você só será útil se for um canal aberto do amor de Deus. Portanto, suas ações precisam ser baseadas somente no amor de Cristo. Ore assim: “Senhor, lava-me, agora, usa me como extensão de Ti. Eu me entrego a Ti no teu amor. Permita que teu Santo Espírito me unja com Teu amor, Tua verdade e Tua graça, nesse momento”.

Em segundo lugar, antes de atacar o pobre missionário mórmon, ore proibindo os espíritos de contenda e mormonismo de entrarem em sua casa. Peça que o sangue derramado de Jesus cubra a sua casa. Ore para que o Espírito Santo entre e traga Sua paz, verdade e entendimento. Eu sei que isso tudo soa meio estranho ou dramático. Eu já testemunhei muitas vezes com e sem estas orações. Pela experiência sei que quando eu não oro, o meu testemunho sofre, e quando oro tudo dá certo. Em Efésios 6.12 nós lemos: “porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes”. Inclusive, leia os versículos 10-18 para receber a inspirada instrução de Paulo.

AI VEM ELES!

A lista do que fazer ao testemunhar para mórmons poderia ser extremamente longa. Para simplificar, vamos examinar pelo menos três coisas muito importantes.

1.  Controle o encontro. Mesmo sendo em sua casa, se você não controlar o encontro eles o controlarão. Você precisa ser firme neste aspecto. Você deve iniciar a discussão com oração e imediatamente lançar-lhes as perguntas que desejar. Você deve prosseguir com as questões, passo a passo, e no final agradecer-lhes, fazer seus comentários, dar o seu testemunho pessoal de Jesus, e terminar com uma oração.
2.  Não mude de assunto. Na hora que você lhes “furar a armadura,” os missionários irão querer sair pela tangente, ou mudar de assunto, insistindo em saber detalhes daquilo que você acredita. Continue no mesmo assunto, repetindo a última resposta que eles lhe deram e passando para a próxima questão.
3.  Dê ênfase a Jesus Cristo. Fale de Jesus a cada oportunidade que aparecer. Lembre-se que os mórmons têm outro “Jesus” (II Coríntios 11:4). Embora eles usem Seu nome o tempo todo, não conhecem a mensagem bíblica do evangelho de Jesus Cristo. Na verdade, o apóstolo mórmon Bruce R. McConkie fez uma palestra, amplamente divulgada, na qual ele disse ser “inútil,” “bobo,” e “perigoso” tentar um relacionamento pessoal com Cristo.

Seus amigos missionários começarão dizendo algo mais ou menos assim: “Boa tarde. Nos somos representantes da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Nós gostaríamos de lhes falar sobre um programa de muito sucesso para as famílias, sem nenhuma obrigação ou compromisso financeiro. Podemos entrar por um momento?”
Sua resposta: (Você não vai facilitar) Eu já tenho minha religião, eu frequento a Igreja Presbiteriana (ou Batista, ou Assembleia de Deus, ou Metodista etc.

Resposta deles: Maravilhoso. Nossa mensagem é para famílias de todas as crenças. Podemos entrar?

Sua resposta: Sim. Entrem por um pouco, eu gostaria de lhes perguntar algumas coisas.

Agora você está sentado com suas visitas mórmons. Você deverá dizer que, como pessoas que desejam servir ao Senhor e que desejam buscar a verdade, qualquer discussão na área espiritual deverá começar com uma oração. Depois que todos disserem amém, diga-lhes que gostaria de saber o motivo ou propósito da presença deles, e que você gostaria de perguntar-lhes algumas coisas. Pergunte se eles concordam. Se eles não estiverem de acordo, gentlimente peça-lhes para saírem. Se concordarem, comece com a primeira pergunta.

VINTE QUESTÕES

Questão 1: -Eu sei que vocês são missionários, mas qual é o propósito desta visita?
Resposta: Será algo no sentido de que eles gostariam que você conhecesse mais sobre a igreja ou o modo de vida deles.

Questão 2: A Igreja Mórmon é uma Igreja Cristã?
Resposta: Claro que sim. Nós somos testemunhas disso.

Questão 3: Eu sou batista (por exemplo). Minha igreja é cristã?
Resposta: -Existe verdade em todas as crenças.

Questão 4: Não foi bem isso que eu lhe perguntei. A Igreja Mórmon acredita que a Igreja Presbiteriana é uma Igreja Cristã, do mesmo modo e sentido que acredita que a Igreja Mórmon é cristã?
Resposta: Realmente, não. Veja, nós temos algumas verdades adicionais que gostaríamos de compartilhar com você.
Sua resposta: Em outras palavras, NÃO!

Questão 5: Não é verdade que sua igreja realmente ensina que a fé da minha igreja é “uma abominação à Sua vista, que todos aqueles mestres eram corruptos.”? Você acredita que tudo isso é verdade?
Resposta: (Os Mórmons terão que responder “sim.” Vai ser difícil tirar essa resposta deles, mas fique firme até conseguir um “sim” puro e simples.)

Questão 6: Jesus Cristo é seu salvador?
Resposta: Sim, é claro!

Questão 7:-Do que, exatamente, Jesus Cristo o salvou?
Resposta: Da morte física. Ele morreu para pagar pelo pecado de Adão.

Questão 8: Você quer dizer que Ele pagou pessoalmente pelos seus pecados? (I Pedro 2.24, Gálatas 1.4).
Resposta: Não exatamente.

Questão 9: Como, exatamente, são pagos ou perdoados os seus pecados pessoais?
Resposta: Será algo incluindo obras e julgamento de cada pessoa pelas suas obras.

Questão 10: -Em outras palavras, você está dizendo que acredita que a morte de Cristo pagou pelo pecado de Adão somente, e que a imortalidade prometida nas Escrituras significa somente que seremos ressurretos para sermos julgados por nossas obras?
Resposta: Sim. (Não aceite nada menos que Sim.)

QuestRo 11: Você acredita que a Bíblia é a palavra de Deus?
Resposta: O quanto seja correta a sua tradução.

Questão 12: Você crê então que a Bíblia, na sua essência, contém erros? Quantos erros? Quais livros, capítulos? Onde?
Resposta: (Eles evitarão uma resposta específica, mas não se preocupe, você não conseguirá algo específico com esta pergunta.)

Questão 13: Quando você chegar no julgamento final, você espera tornar-se um Deus, exatamente como nosso Pai Celestial é Deus? É este o seu objetivo?
Resposta: Sim. (Novamente, não aceite nada menos do que isto. Seja gentil, mas firme.)

Questão 14: Quais são as obras obrigatórias para a salvação? Será que incluem ser mórmon, casar-se no templo, ser membro de sacerdócio mórmon, montar sua genealogia? Servir em missões? Ir a todas as suas reuniões?
Resposta: -Sim. (O Mórmon vai hesitar em falar sobre o templo, deixe-o calar-se. As cerimônias do templo são secretas e consideradas sagradas. Juramentos são feitos que supostamente colocam as vidas eternas dos mórmons em jogo se eles falarem a respeito do templo.)

Questão 15: O nosso Deus teve de passar pelo mesmo processo para se tornar Deus?
Resposta: Sim.

Questão 16: O nosso Deus tem um Deus acima dEle? E este Deus tem um Deus acima dEle, também?
Resposta: Sim, sim.

Questão 17: Portanto, se você fizer tudo certo, você terá uma chance de se tornar um Deus como nosso Deus. Está certo?
Resposta: Sim.

Questão 18: E a respeito de Deusas? Você acredita que Deus tem uma esposa-Deusa, nossa “Mãe Celestial”? Na verdade, Deus tem várias esposas?
Resposta: -Sim. (A ambas as questões.)

Questão 19: Esse nosso Deus tem um corpo físico? Ele passou pela existência mortal antes de se tornar Deus, exatamente como você espera fazer?
Resposta: Sim.

Questão 20: Essas doutrinas são aquelas dadas pelos ensinos “restaurados” pelo seu profeta, Joseph Smith?
Resposta: -Sim. (Se eles se tornarem defensivos ou nervosos, acalme-os brevemente e prossiga.)

Resumo. Vamos parar agora e ver se eu estou correto ao resumir o que você me disse:

1.  Todas as Igrejas “Cristãs,” exceto a Igreja Mórmon, estão erradas, todas são uma abominação perante Deus.
2.  A Bíblia é, na melhor das hipóteses, uma fonte de verdade muito fraca. Ela está errada, e seus ensinamentos sobre salvação estão errados.
3.  Cada um precisa comprar sua salvação através de obras.
4.  Nós podemos nos tornar Deuses.
5.  Deus já foi homem mas progrediu até a divindade, assim como nossa “Mãe Celestial.”
6.  Nós conhecemos tudo isto porque Deus enviou um profeta nesses últimos dias.

VERDADEIRAMENTE UMA SEITA

Você precisa mostrar aos seus amigos mórmons que estes conceitos são sinais de uma seita. (Volte a secção “A Igreja Mórmon é ou não é uma Igreja Cristã?”) Seu objetivo aqui é de tirar as duas camadas de “pele de ovelha.” Diga-lhes que você não está tentando discutir as suas doutrinas, mas sim esclarecer a questão de identidade.

Primeiramente, eles lhe mostraram que não são ovelhas de seu rebanho cristão. Eles estão na sua casa para tirá-lo de seu rebanho e levá-lo para um outro rebanho a qual eles pertencem. Faça-os reconhecer que eles estão na verdade, enganando ao fazer outros pensar que eles são do mesmo rebanho.

Segundo, use as respostas que eles deram para mostrar que eles não são um grupo cristão. Enumere os quatro aspectos de uma seita mencionados acima, para mostrar como eles estão fora da “ordem cristã” na sua doutrina. Por favor lembre-se, NÃO DISCUTA OS DIFERENTES PONTOS. Simplesmente faça-os ver que existe uma diferença e que esta diferença os faz não cristãos, mas uma seita que parece cristã. Não permita que eles o arrastem a uma discussão.
O Senhor irá tocar os seus corações para que aceitem essa verdade. Sua função é somente dar a informação necessária. O Espírito Santo colocará esta informação em seus corações.

O TESTEMUNHO MÓRMON

Quando um mórmon se sente pressionado e sem saída em sua teologia, ele reage com o seu testemunho pessoal. “Eu lhe dou meu testemunho de que eu sei que essa é a igreja verdadeira etc. etc. etc. Esta é uma resposta mecânica que muitos mórmons aprendem desde crianças, e que serve para protegê-los de dúvidas sobre sua religião. Este testemunho significa que o missionário sabe que está em perigo. Este é o seu último recurso. Seja ousado (sim, interrompa-o!) e pergunte: “Como é que você sabe que o seu ‘testemunho’ é a verdade? Aonde está a prova disto?” Pare este testemunho logo no seu começo. É uma forma de controle da mente ou auto hipnose. Não permita que eles continuem. É um tipo de obediência cega.

Diga-lhes que abram suas Bíblias em Romanos, capítulo 10. Se eles hesitarem ou fizerem objeção, diga-lhes: “Escute, Élder, será que você está com medo de ver o que Deus diz a esse respeito?” Leia o décimo capítulo de Romanos, versículos 1 a 13. Peça aos mórmons que orem com você, pedindo a Deus que revele Sua verdadeira natureza a eles. Deus revelou em Sua Palavra que Ele é um Deus imutável, sem começo nem fim. O mesmo ontem, hoje e amanhã. Ele é o (único) Deus Eterno. A blasfêmia mórmon humaniza a Deus e glorifica ao homem.

SEU TESTEMUNHO CRISTÃO

Amigo, de agora em diante está por sua conta. Este pequeno exercício o livrará das doutrinas conflitantes que normalmente são enfrentadas ao conversar sobre o Mormonismo.

Se os mórmons ainda não foram embora, dê o seu testemunho de Jesus Cristo para eles.

Fale sobre JESUS, o seu relacionamento pessoal com Ele, como era a sua velha vida, e como Jesus o libertou.

FINALIZANDO

Ore com eles antes que eles sigam seu caminho. Se possível, segure suas mãos enquanto orar. Acima de tudo, lembre-se de que a Palavra de Deus não volta vazia. (Isaías 55.10-11). Eles irão lembrar de suas palavras cada vez que encontrarem um cristão que testemunha do verdadeiro Jesus.

Chegará o dia em que eles também pedirão a Jesus que ele se torne real em suas vidas assim como Ele era real na sua.
Que Deus o abençoe ricamente na sua busca pela Sua vontade perfeita em todas as coisas.



Fonte: CACP

0 comentários: