segunda-feira, 11 de abril de 2016

Instruções úteis para a leitura e pesquisa das Escrituras

1. Siga um plano regular de leitura que você esteja familiarizado com o todo, faça essa leitura uma parte de suas devoções particulares. Não que você deva limitar-se apenas a um plano de conjunto, de modo a nunca ler por escolha, mas normalmente isso tende mais para edificação. Algumas partes da Bíblia são mais difíceis, algumas podem parecer muito enfadonhas para um leitor comum, mas se você olhar para elas como a Palavra de Deus, não para serem desprezadas, e lê-la com fé e reverência, sem dúvida, você encontrará vantagem.

2. Defina uma marca especial [versículo chave], no entanto, quando achar conveniente, naquelas passagens que você leu, o que você achar mais adequado ao seu caso, condição ou tentações, ou, como seu coração se mover mais em algumas passagens do que outras. E será rentável, muitas vezes, rever tais passagens.

3. Compare uma Escritura mais obscura com outra que é mais simples, 2 Pedro 1:20. Este é um excelente meio para descobrir o sentido das Escrituras, e é de bom uso se servir das notas marginais nas Bíblias. Mantenha Cristo no seu olho, pois as Escrituras do Antigo Testamento apontam para Ele (em suas genealogias, tipos e sacrifícios), bem como as do Novo Testamento.

4. Leia com atenção santa, decorrente da apreciação da majestade de Deus e a reverência devida a Ele. Isso deve ser feito com atenção, em primeiro lugar, as palavras, em segundo lugar, com o sentido e, em terceiro lugar, com a autoridade divina da Escritura, e a obrigação se estabelece na consciência para a obediência, 1 Ts. 2:13, "Outra razão ainda temos nós para, incessantemente, dar graças a Deus: é que, tendo vós recebido a palavra que de nós ouvistes, que é de Deus, acolhestes não como palavra de homens, e sim como, em verdade é, a palavra de Deus, a qual, com efeito, está operando eficazmente em vós, os que credes."

5. Deixe o seu principal objetivo na leitura das Escrituras ser prático, e não o conhecimento descoberto, Tiago 1:22: "Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a voz mesmos." Leia o que você pode aprender e fazer, e que, sem qualquer limitação ou distinção, mas que tudo o que você vê que Deus requer, você pode estudar para a prática.

6. Implorar de Deus e olhar para Ele por seu Espírito. Pois é o Espírito que a inspirou, que deve ser entendido para salvação, 1 Coríntios 2:11: "Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o seu próprio espírito, que nele está? Assim, também as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus". E, portanto, antes de ler, é muito razoável que você peça uma bênção daquilo que você está prestes a ler.

7. Cuidado com uma mente carnal e mundana: pois pecados carnais cegam a mente das coisas de Deus, e o coração mundano não pode favorecê-los. Em um eclipse da lua, a terra fica entre o sol e a lua, e assim a luz do sol permanece sob a mesma. Assim, o mundo, no coração, vindo entre você e a luz da Palavra, mantém a luz divina afastada de você.

8. Trabalhe para ser disciplinado em direção à piedade, e observe suas circunstâncias espirituais. Pois uma atitude disciplinada ajuda poderosamente para compreendermos as Escrituras. Tal cristão vai encontrar suas circunstâncias na Palavra, e a Palavra vai dar luz a suas circunstâncias e as suas circunstâncias luz na Palavra.

9. O que quer que você aprenda com a Palavra, tenha o trabalho de colocar em prática. Pois aquilo que pedir, lhe será dado. Não admira que as pessoas tenham pouco conhecimento sobre a Bíblia, que não fazem nenhum esforço para praticar o que sabem. Mas, enquanto o córrego flui em uma vida santa, a fonte será mais livre.


Autor: Thomas Boston (1676 - 1732)
Fonte: Puritan Sermons
Tradução: César Augustos Vargas Américo

Divulgação: Bereianos

0 comentários: