quinta-feira, 3 de março de 2016

Testemunhas de Jeová e seu conceito errôneo de Jesus como primogênito em Colossenses 1:15-18.

Enquanto os cristãos, há quase dois milênios, creem que Jesus é o Deus Todo-Poderoso, ensinos contra dizentes pelo mesmo tempo têm apregoado um outro "Jesus", uma caricatura do Verdadeiro. As Testemunhas de Jeová fiéis à doutrina de seu corpo governante mundial dos Estados Unidos são o mais destacado exemplo disso.

Um dos textos que provam que Jesus é o Deus Todo-Poderoso é Colossenses 1:15-18. O texto interpretado corretamente, sem o toque dos arianos hodiernos, é riquíssimo! Analisemos o texto abaixo na Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas (TNM) das TJs e na Versão Almeida Século 21.


Com esses dois textos comparados, podemos agora fazer as considerações cristãs.
Acréscimo de [OUTRAS]

Em primeiro lugar, já observamos algo estranho: Por que o texto da TNM é maior do que a da Versão Almeida Século 21? Porque a tática dos tradutores da TNM foi de acrescentar quatro vezes ao texto sagrado a palavra "outras" diante de coisas. Com que intenção? Ensinar que Jesus foi criado, e mesmo assim criou as outras coisas. Isso é uma tradução errônea! Estão querendo dizer: Jesus é primogênito porque foi criado, e criou todas as OUTRAS coisas, ou seja, tudo além dele.

Para justificar essa tradução, o Livro das TJs Raciocínio à Base das Escrituras, página 401, diz:

"A palavra grega traduzida aqui por "todas" é pán.ta, forma flexionada de pas. Em Lucas 13:2, ALA traduz isso por "todos os outros". BV  "os demais"; HR diz "todos os mais". (Veja também Lucas 21:29 na BLH e Filipenses na PIB.) Em harmonia com todas as outras coisas que a Bíblia diz a respeito do Filho, a NM atribui o mesmo sentido a pán.ta em Colossenses 1:16, 17. [...] Assim, indica-se que ele é um ser criado, faz parte da criação de Deus."

O que diz Lucas 13:2, na versão ALA (Almeida Atualizada)? Ali lemos:

"Pensais que estes galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus, por terem padecido estas coisas?
No grego original, em Lucas 13:2, "os outros" não aparece. É uma adição feita que não muda EM NADA o significado do texto. Poderia ter sido traduzido tanto por "Pensais que estes galileus eram mais pecadores do que todos os galileus" ou "todos os outros galileus" que daria para entender a mesma coisa.

O mesmo se dá em Lucas 21:29, que tanto faz o texto rezar "vede a figueira e as outras árvores" ou "todas as outras árvores". Mas no caso da TNM, em Colossenses 1:15-18, muda completamente o significado, dando a impressão de que Jesus faz parte do rol de seres criados. Não seria um erro intelectual das TJs responsáveis pela TNM usar exemplos de acréscimos "as outras" em textos que nada mudam o significado para justificar os acréscimos que  fazem em textos que mudam completamente o significado com tais inserções?
Primogênito - O Primeiro Criado ou Herdeiro Acima de Tudo e Todos?

Em segundo lugar, gostaria de citar as palavras de apologistas TJs, explicando sua crença herege sobre Colossenses 1:15-18. Eles insistem em ensinar que Jesus é primogênito da criação porque foi o primeiro a ser criado. Veja como um deles brinca de ser exegeta:

TJ7 (apologista das TJs) - "Note que o texto não deixa margem para dúvidas. Diz-se que Jesus é a imagem do Deus invisível, e não que ele seja O Deus invisível. Isso está claríssimo no texto.   Alguns dizem que a palavra primogênito em 1:15 significa principiador ou principal da criação de Deus, mas note que no contexto a mesma palavra foi usada por Paulo para aludir ao significado de "primeiro".  Observe o verso 18.  Será que Paulo queria com a palavra "primogênito" dentre os mortos dizer que Jesus era o principiador dos mortos?  Queria dizer que Jesus era o principal dos mortos? Acreditamos que não era esse o significado da palavra primogênito em nenhuma das ocorrências; antes, Paulo estava falando de Jesus "se tornar aquele que é primeiro em todas as coisas."  NM". - Site TJ7 Pedras Que Clamam.

O problema para as TJs reside no fato que elas veem a Bíblia como um todo apenas quando querem. Mas o bom exegeta vê como um todo sempre. Jesus é a imagem de Deus (Colossenses 1:15) e é "o Deus" (João 20:28). E Jesus é chamado assim de "imagem de Deus" apenas depois de se fazer homem, ou seja, Ele era Deus e se faz homem à imagem de Deus. Filipenses 2:5-8 diz que Jesus existia na forma de Deus, humilhou-se, e veio na forma de homem.

No argumento TJ acima, não se explicou corretamente em que cremos. Primogênito não é entendido pelos cristãos como "principiador". De onde ele tirou isso? Ou seja, ele inventou isso para poder refutar. De fato, Jesus não é o principiador dos mortos. Não cremos nisso. Observe a seguir o argumento oficial TJ numa das publicações do seu Corpo Governante:
"(2) Antes de Colossenses 1:15, a expressão “primogênito” ocorre mais de 30 vezes na Bíblia, e em todos os casos em que é aplicado a criaturas viventes, tem o mesmo significado — o primogênito faz parte do grupo. “O primogênito de Israel” é um dos filhos de Israel; “o primogênito de Faraó” é um da família de Faraó; “os primogênitos dos animais” são eles próprios animais. O que faz com que alguns atribuam, então, um significado diferente a “primogênito” em Colossenses 1:15? O emprego bíblico, ou a crença à qual já se apegaram e para a qual procuram prova?" - Raciocínios à Base das Escrituras, página 400.

É verdade que por mais de 30 vezes, antes de Colossenses 1:15, a palavra "primogênito", quando se refere a criaturas viventes, tem o mesmo significado: "o primogênito faz parte do grupo". Todavia, qual é a prova que os TJs têm que Jesus aqui faz parte do grupo de seres e coisas criadas, se Jesus é chamado de primogênito não porque faz parte do grupo, mas porque criou o grupo? Sim, observe o texto:

"Ele é o primogênito da criação; porque mediante ele foram criadas todas as coisas". - Colossenses 1:15, 16.

Então, o texto explica porque Jesus é primogênito: porque criou todas as coisas, não porque foi criado. Assim, 'primogênito' aplicado a Jesus não tem a mesma acepção dos usos para os seres criados, ou criaturas viventes.

Argumento cristão Para as TJs pensarem

Jesus criou todas as coisas, inclusive o tempo e o espaço, tanto físicos quanto espirituais. A Bíblia diz que nele foram criadas TODAS AS COISAS, no céus e na terra, sim, tudo. E isso inclui o tempo e o espaço. Deus existe no estado eterno, onde tempo e espaço não existem. Assim, se Deus tivesse criado Jesus, teria que ter posto Jesus num espaço e num tempo já criados antes do próprio Jesus. Mas se assim fosse, Jesus não teria criado todas as coisas, porque o tempo e o espaço já teriam sido criados. 

Então, as TJs tentam respostas do tipo: "É que Jesus, ao ser criado, é o marco zero do tempo e do espaço", mas uma resposta dessas não resolve o problema, pois Jesus não teria participado em criar o tempo e o espaço, apenas teria começado a existir junto com o tempo e o espaço.

A grande verdade é que Jesus, o Deus Criador, junto ao Pai e o Espírito Santo, do seu estado eterno, criou tudo o que existe na realidade dos seres e coisas criados. E por viver junto ao Pai e o Espírito Santo no estado eterno, e ser o meio pelo qual o Deus Triúno criou tudo, então Jesus HERDA tudo. Assim, Jesus é primogênito por ser o Herdeiro de Deus no estado eterno. Por isso, Jesus é o "herdeiro" da criação porque mediante ele tudo foi criado.

Mas se Jesus é primogênito na acepção de ser herdeiro da Criação, por que Colossenses 1:18 o chama de primogênito dentre os mortos? Significa isso que Jesus é o herdeiro dentre os mortos? Obviamente, os substantivos mudam de significado conforme o contexto. Uma coisa é chamar Jesus de "Primogênito da Criação porque ele criou todas as coisas", outra coisa é chamar Jesus de primogênito dentre os mortos porque se fez homem, morreu e foi o primeiro a ser ressuscitado em corpo glorificado. No primeiro caso, 'primogênito' se refere a Jesus como Criador, portanto Deus, uma posição ímpar; no segundo, 'primogênito' se refere a Jesus como homem ressuscitado, sendo que outros também serão ressuscitados. Situações totalmente diferentes. 

Infelizmente, é muito difícil para as TJs entenderem que atualmente Jesus é Deus (na Eternidade) e na realidade das coisas criadas, e é homem ressuscitado com corpo glorificado, na realidade das coisas criadas, celestiais. Como Deus, é onipresente e onisciente, como homem ressuscitado em corpo glorificado, está nos céus, intercedendo por nós a Deus. 

Em Jesus, tudo subsiste. Só em Deus pode subsistir todas as coisas. Ensinar que Jesus é criatura e criou tudo é por nas mãos de uma criatura o que só Deus pode fazer perfeito. 

Conclusão

As TJs e seus apologistas precisam explicar como podemos ser a imagem de Deus, se creem que o Pai, Deus, disse a Jesus: Façamos o homem à nossa imagem, segundo à nossa semelhança. (Gênesis 1:26) Se Jesus não é o Deus Todo-Poderoso, mas um arcanjo Miguel criado, como ensinam, então quando Deus diz "NOSSA imagem" e "NOSSA semelhança" significaria que somos a imagem de Deus e de um arcanjo. Se não entendem isso, como poderão também entender o real significado para Jesus ser o primogênito de toda a criação. - Fernando Galli.

0 comentários: