quinta-feira, 29 de novembro de 2012


O 4º M A N D A M E N T O

É este o mandamento do sábado, portanto o “supermandamento” da Lei de Deus, como querem certos grupos religiosos, ou mesmo certas religiões “sabatistas”?

Em que língua foi dada a Lei dos 10 Mandamentos de Êxodo 20:3 a 17?

Conforme estudo desenvolvido, intitulado “A Lei”, ficou biblicamente provado que a mesma foi dada no Sinai aos hebreus, o povo de Israel, o povo de Deus. Como ela foi endereçada e dada aos Hebreus, e não aos gentios (nós), sem sombra de dúvida foi escrita na língua hebraica. Não tendo sido dada em português, espanhol, italiano ou francês, não foi escrita na Lei a palavra “Sábado”, a qual só tem como objetivo, identificar ou dar nome ao dia que fica entre a sexta-feira e o domingo. Também não foi escrita em latim (saturne dies), nem em inglês (Saturday), pois ambas significam: “Dia de Saturno”! Segundo a enciclopédia Vikipédia, “a palavra sábado deriva do latim sabbatum, que por sua vez deriva do hebraico sabá e do holandês zaterdag, significando: dia de Saturno”. “Povos pagãos antigos reverenciavam seus deuses, dedicando esse dia ao astro Saturno, o que originou outras denominações (Zaterdag e Saturday)”.


Diante de tal, podemos afirmar que quando falamos sábado, estamos utilizando uma palavra de origem pagã, que nos leva a reverenciar o astro Saturno, levando-nos a transgredir o 2º Mandamento: “...nem alguma semelhança do que há em cima no céu...Êxodo 20:4.


Atenhamo-nos, portanto ao hebraico, língua na qual foi dada a Lei, e façamos toda a apologia ao nome escrito por Deus na Lei dos 10 Mandamentos: Shabat! Segundo a Vikipédia; “Apesar de ser quase universalmente traduzida como “descanso” ou “um período de descanso”, a tradução mais literal seria “cessão” de “cessar de trabalho”. Podendo a tradução de “shabat” ser aceita como “descanso”, vejamos como fica o mandamento, com essa palavra, e como toma outro sentido; “Lembra-te do dia de “descanso” para o santificar.(8) Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra(9). Mas o sétimo dia é o “descanso” do Senhor teu Deus...(10). “...portanto abençoou o Senhor o dia de “descanso” e o santificou”(11). Tendo Em vista o aspecto “descanso”, e não o “nome próprio” (sábado), dado a esse dia da semana, analisemos detalhes do 4º mandamento:


-->1) - Shabat – palavra hebraica que significa “descanso”;
-->2) - Santificar – Tornar santo. (conforme dicionário);
-->3) - Seis dias trabalhados - Não semana inglesa de 5 dias ou de 4,5 dias (IASD);
-->4) - Fazer toda a obra (do período de 6 dias), de maneira eficiente e cabal;
-->5) - (Após os 6 dias trabalhados); “ ...o sétimo dia é o “descanso” do Senhor teu Deus
-->6) - Restrições: “...não farás nenhuma obra... (qualquer produção cf. dicionário);
-->7) - Quem? – “...nem tu, nem teus filhos, nem teus servos, nem teu animal (De . carga), nem teu estrangeiro (visitante);
-->8) - Porquê ? Resposta: A) – “...em seis dias (Deus) fez... tudo...” . B) – No sétimo dia “cessou”, ou “descansou”, .....

OBS: Apesar de termos o exemplo divino na criação, não foi dada nenhuma ordem específica de guarda do 7º dia, antes de Êxodo 16:22 a 30, por ocasião do início da queda do maná, e também não temos relatos de que os patriarcas o tivessem guardado!

Analisemos aspectos intrínsecos do 4º mandamento: . A) – Trabalhar seis dias - Manutenção pessoal; . B) - Fazer toda a obra - Ser eficiente, cabal e poder dizer como o Criador: “e . eis que (tudo)era muito bom”. Gênesis 1:31. . C) - Descansar () depois de seis dias trabalhados – Refazer energias; . D) - Quem? A família, os servos, os animais, os visitantes (estrangeiros); . E) - Exemplo divino: Deus trabalhou seis dias; . Deus acabou Seu trabalho – Gênesis 2:2 . Deus descansou, e santificou (o 7º dia). Gên. 2:2 e 3.

Que devemos fazer no dia de “descanso: Dormir comer; ir à Igreja e participar dos rituais, passear?


Qual é a verdadeira religião?

Tiago 1:27 esclarece: "A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo”. Isaías 58:6, 7 e 10 dizem:Sabes qual é o jejum (Substituamos a palavra jejum por Religião) que eu aprecio, diz o Senhor Deus? “É romper as cadeias injustas, desatar as cordas do jugo, mandar embora livres os oprimidos, e quebrar toda a espécie de jugo. É repartir seu alimento com o faminto, dar abrigo aos infelizes sem asilo, vestir os maltrapilhos, em lugar de desviar-se de seu semelhante. ......Se dás o teu pão ao faminto, se alimentas os pobres, tua luz levantar-se-á na escuridão, e tua noite resplandecerá como o dia pleno...”. Bíblia Católica, traduzida dos originais; hebraico, aramaico e grego, edição 1971. Então, não é para dormir, comer, ir à igreja e participar dos rituais de adoração, e depois do almoço, passear etc.? Isto não é guardar o dia do Senhor?

Se a religião verdadeira (pura e imaculada) é: atender aos necessitados, suprindo-os daquilo que lhes falta - seja atenção aos órfãos e viúvas, seja repartindo nosso alimento com os famintos, seja dando abrigo aos “sem teto”, seja vestindo os maltrapilhos; Porque todos ou quase todos os evangélicos, optam pela primeira opção; (manter frequência às igrejas, tanto os guardadores do sábado quanto os do domingo)? Será por comodismo, por conveniência, ou por não interpretarem corretamente o 4º mandamento? Porque as religiões guardadoras do sábado discriminam ou excluem de seu quadro de membros, ou nem aceitam para ser membros, aqueles que por necessidade de manter-se e também a sua família, por falta de opção de emprego, são obrigados pelas circunstâncias a trabalhar nas “horas sagradas do sábado”? PORQUE ESSAS RELIGIÕES SÃO TÃO CRUEIS? Porque preferem ver seus membros passando necessidades, vivendo de “bicos” ou da caridade, a vê-los bem empregados? “Nessa situação, além de não terem as garantias trabalhistas do Governo (INSS). Muitos, por isso ficam sem Aposentadoria e os demais benefícios!” “Esta parte foi colaboração do irmão Alberto Azevedo, de Brasília”.


Notemos que a Lei foi dada aos Hebreus, uma nação emergente, na qual o dia de DESCANSO foi determinado por Lei federal, imposta por Deus para aquele povo! (Confira no estudo elaborado por nós, intitulado A LEI). Quem desejar pode nos pedir, pois teremos prazer de enviar. PERGUNTAMOS: Noé, Abraão, Isaque, Jacó, guardavam o SHABAT? José, como escravo, no Egito, guardava o SHABAT? Daniel e os três hebreus, como estudantes escravos em Babilônia guardavam o SHABAT? Porque eles foram provados na questão IDOLATRIA, e não na questão de um dia de guarda? Onde estão os sermões ou admoestações de Jesus, sobre a guarda do shabat? Onde estão as admoestações de Paulo aos gentios, sobre a guarda do shabat? Porque , quando a cúpula da igreja se reuniu em Jerusalém, para estudar a questão da circuncisão para os gentios, não deram instruções sobre a guarda do shabat, conforme notamos em Atos 15:20, 29 e 21:25? Quem quiser contestar, apresente passagens bíblicas comprobatórias, pois argumentos filosóficos em cima de passagens que não declaram especificamente serão descartadas, assim como fontes NÃO BÍBLICAS.


Os críticos a esta visão, alegam que somos contra o descanso sabático! Não somos contra; apenas não podemos concordar com o sentido de guarda obrigatória, de um dia, sem a necessidade do cumprimento do restante do que o4° mandamento determina para os seis dias anteriores! Isso sem falar de que não estamos no Estado hebreu onde existe um dia no qual é proibido qualquer trabalho servil! Ex. Lev.23:7 e 21.


Alegam os críticos, que segundo nossa visão só o 4º mandamento foi abolido; porque matar, adulterar, furtar, se mantém em vigor! Não é bem assim, porque outros conceitos da Lei existem já nos códigos civis e criminais dos países e se universalizaram, portanto, qualquer cidadão, não apenas pode como deve obedecê-los, o que já não ocorre com os dias de descanso, que em Israel é o SHABAT, noutros países islâmicos é a SEXTA-FEIRA, nos países cristãos, católicos e evangélicos, é o DOMINGO. Isso sem falar na semana inglesa.
O mandamento me manda: 1) - Lembrar & santificar! O mandamento me manda: 2) –Trabalhar seis dias... . 3) – Descansar & santificar no dia seguinte aos seis !


PERGUNTAMOS: Se eu não trabalhar os seis dias anteriores, e guardar corretamente o sétimo, o SHABAT, estarei cumprindo o mandamento? CONSULTE SUA CONSCIÊNCIA !

C O N C L U S Ã O:
Devemos obedecer ao mandamento no que diz respeito ao shabat (Descanso), mas também temos a ordem: “Seis dias trabalharás...”. Tanto um como o outro são extensivos aos empregados, visitantes (estrangeiros), e até os animais (De carga, é lógico).


Por Eclayr Gonzalez

0 comentários: